InícioEconomiaServiço de "caça emprego" impulsiona candidatos na busca por espaço no mercado

Serviço de “caça emprego” impulsiona candidatos na busca por espaço no mercado

- continua após a publicidade -

A rotina e os desafios de quem está desempregado, quase sempre, são solitários. É o candidato com uma pasta de currículos na mão ou lotando as caixas de e-mail das empresas e mais a ansiedade natural de quem está na situação vulnerável de não ter onde exercer a profissão.

Num cenário delicado como esse; de auto-estima ferida, qualquer ajuda e direcionamento são sempre muito bem-vindos. A consultora empresarial, especialista em carreiras e gestão de pessoas/RH, Viviane Mishima, oferece justamente esse de suporte e realinhamento aos candidatos que precisam de uma nova chance no mercado de trabalho.

Proveniente do inglês, “JobHunter”, é o termo usado para definir essa função. Na tradução literal: “Caçador de emprego”, e na prática é bem isso mesmo que a especialista faz pela pessoa que está desempregada, ajuda a caçar um emprego.

“É um trabalho sistematizado, ou seja, ajudo a pessoa a pensar e executar uma estratégia na busca por esse novo emprego Isso parte desde a análise do perfil desse candidato, passando pela reformulação do currículo e treinamento para entrevistas, até a caçada prática por uma vaga através de networking, sites, redes sociais e até aplicativos”, explica a consultora empresarial Viviane Mishima.

O analista de sistemas, Erison Nunes Siqueira, de 34 anos de idade, ficou desempregado durante seis meses. Ele procurou o serviço de “JobHunter” e percebeu que o direcionamento profissional e a consultoria específica foram fundamentais para conseguir retornar ao mercado de trabalho.

“A Viviane conseguiu trabalhar minha autoestima profissional e fez com que eu olhasse por outros prismas as tentativas pela minha recolocação. Analisamos meus fracassos e histórico profissional e ela me fez refletir naquilo que poderia estar me prejudicando nas entrevistas. Com pesquisas e buscas no mercado de trabalho, através de sites; mídias sociais e até aplicativos, ela também e me proporcionou oportunidades das quais se aderiam perfeitamente ao meu perfil profissional, sendo que através de uma dessas oportunidades, a minha recolocação foi bem sucedida”, explicou Erison.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

MERCADO COLABORA EM 2018

De acordo com dados do Ministério do Trabalho, através do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), 2018 começou com o estoque de emprego formal no Brasil apresentando uma variação positiva de 0,21% na comparação com final de 2017. E nos últimos 12 meses, houve acréscimo de 83.539 empregos, que representa um crescimento de 0,22% em relação ao estoque de janeiro de 2017. Ou seja, apesar de timidamente, o mercado está reagindo e contratando mais do que demitindo.

Em Ribeirão Preto o mercado registrou o segundo mês consecutivo de aumento nas oportunidades de trabalho. No mês de fevereiro, foram abertas 524 novas vagas de emprego na cidade. O setor de serviços liderou a estatística com a oferta de 350 novas vagas.

por : Lucas Bretas Arduino

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Colégio Metodista suspende atividades em Ribeirão Preto

Instituição contava com 122 anos de atuação na cidade encerra atividades por conta da situação financeira da instituição de ensino. A economia vemos depois.

O fundo do posso sem fundo: Fiocruz indica atenção com dengue

Períodos chuvosos atrelados ao calor são favoráveis à proliferação do Aedes aegypti, que é também transmissor do vírus da zika e chikungunya.

Mãe do presidente Jair Bolsonaro morre aos 94 anos

De Uma família humilde do interior de São Paulo, dona Olinda, partiu mas pode ver os feitos do filho. Nossos sentimentos ao @jairmessias.bolsonaro

Coronavac é liberada e SP confirma dose para crianças em até 3 semanas

Eles garantem que o medicamento é seguro, e casos de mortes não são relacionados com a picada salvadora. Se ele garante nós acreditamos na ciência.

Criança de 10 anos infartou depois da picada mas o motivo não foi a vacina

Prefeitura diz que criança teve parada cardíaca após vacina, mas estado rapidamente concluiu que criança tinha doença rara no coração que os pais não sabiam. E nós acreditamos no trancarua
- PUBLICIDADE -