Início Economia Menor taxa de juros da Historia: Copom reduz Selic para 5,5% ao...

Menor taxa de juros da Historia: Copom reduz Selic para 5,5% ao ano

Há pouco, o presidente Jair Bolsonaro comemorou a decisão do Copom em uma postagem no Twitter. O presidente escreveu: 'É a Economia dando certo".

- continua após a publicidade -

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu hoje (18) reduzir a taxa básica de juros – a Selic – em 0,5 ponto percentual, com isso, a taxa cai de 6% para 5,5% ao ano. A decisão atendeu ao que era esperado no mercado financeiro. A última pesquisa do Banco Central mostrou que era expectativa do mercado que o Copom mantivesse o ciclo de redução na Selic e fizesse o corte.

Segundo o Copom, a decisão é compatível com a convergência da inflação para a meta. Este ano a meta de inflação é de 4,25%, sendo que a margem de tolerância é de 1,5 ponto porcentual (índice de 2,75% a 5,75%).

O comitê disse que, pelo cenário atual, a trajetória de juros deve encerrar 2019 em 5% ao ano e permanecer nesse patamar até o final de 2020.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Em comunicado, o Copom reiterou a necessidade de avanços nas reformas estruturais da economia brasileira para que os juros permaneçam em níveis baixos por longo tempo. “O Copom avalia que o processo de reformas e ajustes necessários na economia brasileira tem avançado, mas enfatiza que perseverar nesse processo é essencial para a queda da taxa de juros estrutural e para a recuperação sustentável da economia”, diz o comunicado.

Recuperação da economia

De acordo com boletim divulgado pelo Copom, o cenário econômico sugere uma retomada do processo de recuperação da economia brasileira, que deverá ocorrer em ritmo gradual e uma inflação na casa dos 3%. “As expectativas de inflação para 2019, 2020, 2021 e 2022 apuradas pela pesquisa Focus encontram-se em torno de 3,5%, 3,8%, 3,75% e 3,5%, respectivamente”, informou o Copom.

O Copom disse também que espera que o dólar termine o ano de 2019 valendo R$ 3,90 e que permaneça nesse patamar até o final de 2020.

A Selic é o principal instrumento do Banco Central para manter sob controle a inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Ao reduzir os juros básicos, a tendência é diminuir os custos do crédito e incentivar a produção e o consumo. Para cortar a Selic, o Copom precisa estar seguro de que os preços estão sob controle e não correm risco de ficar acima da meta de inflação.

A Selic, que serve de referência para os demais juros da economia, é a taxa média cobrada em negociações com títulos emitidos pelo Tesouro Nacional, registradas diariamente no Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic).

Presidente

Há pouco, o presidente Jair Bolsonaro comemorou a decisão do Copom em uma postagem no Twitter. O presidente escreveu: ‘É a Economia dando certo”.

Histórico

Com a decisão desta terça-feira, a Selic está no menor nível desde o início da série histórica do Banco Central, em 1986. De outubro de 2012 a abril de 2013, a taxa foi mantida em 7,25% ao ano e passou a ser reajustada gradualmente até alcançar 14,25% ao ano em julho de 2015. Em outubro de 2016, o Copom voltou a reduzir os juros básicos da economia até que a taxa chegasse a 6,5% ao ano em março de 2018. Em julho, o Comitê decidiu baixar a taxa para 6% ao ano, menor patamar até então.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

publicidade
publicidade

Últimas Notícias

MPF denuncia Glenn e mais 6 por invasão de celulares de autoridades

O grupo ainda deve ser alvo de outra denúncia pelo crime de fraude bancária, que ainda segue em investigação, de acordo com o MPF.

Tihany Spectacular realiza sessões beneficentes todas as sextas-feiras

Entidades filantrópicas e ONGs podem assistir espetáculo gratuitamente; circo oferece ainda desconto de até 50% no ingresso com doação de livro em bom estado

Sertãozinho passa a contar com soro antiescorpiônico

Antídoto está disponível na UPA do município e será utilizado em acidentes graves e/ou moderados de picadas de escorpião

Alma abre agenda de audições para o primeiro semestre de 2020 Os cursos são...

A Academia Livre de Música e Artes (Alma) está com vagas abertas

Chef Alejandro Blanco, de Ribeirão Preto, disputa o “Oscar” da gastronomia brasileira

O coordenador do Espaço Gourmet do RibeirãoShopping e chef do Café Du Chef é um dos representantes do Estado de São Paulo no Prêmio Nacional Dólmã de 2020

Oportunidade: 20 mil vagas para cursos rápidos e gratuitos do programa Via Rápida Virtual

Visando qualificação profissional, as aulas são ofertadas na modalidade de Ensino à Distância (EAD) em áreas de gestão e tecnologia de informação

Museu Casa de Portinari convida crianças para se divertirem em oficinas temáticas gratuitas

Férias no Museu ainda traz brincadeiras e jogos; programação segue até dia 31

Simule em quais cursos você pode conseguir uma vaga pelo SiSu

Ribeirão Preto e cidades da região oferecem mais de 2900 vagas pelo SiSu. Veja como simular as suas chances para uma das vagas.

Novas placas de veículos serão obrigatórias a partir de 31 de janeiro

A nova placa será obrigatória apenas nos casos de primeiro emplacamento

Estudantes podem se inscrever no Sisu a partir desta terça-feira

Além de participar do Sisu, os estudantes podem usar as notas do Enem para concorrer a bolsas de estudo pelo Programa Universidade para Todos (ProUni).
- PUBLICIDADE -