InícioDiversosWagner Montes morre no Rio, aos 64 anos

Wagner Montes morre no Rio, aos 64 anos

- continua após a publicidade -

O jornalista e político Wagner Montes morreu neste sábado (26), aos 64 anos, no Rio de Janeiro. Wagner Montes estava internado há dois dias para tratamento de infecção urinária. Natural de Duque de Caxias, Wagner Montes era advogado, deputado estadual (PRB/RJ) e apresentador. Iniciou sua carreira em 1974, na rádio Tupi. Em 1981, sofreu um acidente de triciclo e teve de amputar a perna direita.

Montes foi vice-presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) e, nas eleições de outubro, havia sido eleito deputado federal com 65.868 votos. O velório do parlamentar será realizado na Alerj, em horário ainda não definido.

Como apresentador, ganhou fama no programa ‘Aqui Agora’, na extinta TV Tupi, em 1989. Atualmente, trabalhava como apresentador do ‘Balanço Geral’ da Record TV, no Rio de Janeiro.

A Record TV divulgou nota de pesar pela morte do apresentador:

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

A ‘Record TV’ lamenta o falecimento do nosso querido amigo e apresentador Wagner Montes neste sábado, 26 de janeiro de 2019.Conhecido pela irreverência e luta social que marcou seu trabalho ao longo de 35 anos como jornalista de TV, Wagner Montes foi um campeão de audiência e um dos apresentadores de maior sucesso na televisão brasileira. Expressamos nossas condolências aos familiares, amigos e admiradores do trabalho deste profissional que ajudou a escrever a história da televisão brasileira.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

No Dia do Publicitário, APP Ribeirão lança calendário de atividades de 2023

Com novas datas de atividades e eventos, a Associação dos Profissionais de Propaganda de Ribeirão Preto reúne diretoria no Chopp Time

Saúde prorroga inscrições de concurso público para bolsistas do Programa de Aprimoramento

Inscrições vão até 17 de fevereiro; bolsas são para as áreas de Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Nutrição, Psicologia e Terapia Ocupacional

Lula promete nova regulação para trabalhadores de aplicativos

Brasil tem 1,5 milhão de trabalhadores por aplicativos que podem deixar de trabalhar e ter uma renda, caso seja levado adiante

‘lambança’ é como Haddad chama aredução de ICMS

Durante a campanha lula e Haddad já avisavam que eram contra redução de impostos, bem como a bancada do PT foi contra durante a votação da lei criada por Bolsonaro

A brilhante ideia: Correios podem substituir Uber

O ministro do Trabalho, Luiz Marinho, disse que não está preocupado com a possibilidade de o Uber deixar o Brasil, se a regulamentação de aplicativos...
- PUBLICIDADE -