InícioBlogsUniversitários criam projeto que busca e promove o funcionamento seguro do comercio...

Universitários criam projeto que busca e promove o funcionamento seguro do comercio durante a quarentena

- continua após a publicidade -

A esquerda, estudantes de farmácia e Engenharia de Bioprocessos, membros da Catálise Jr. e à direita, estudantes de Química e Engenharia Química, membros da Química Jr. da Unesp.

São duas Empresas Juniores: A Catálise Jr. (Empresa Júnior de Farmácia e Engenharia de Bioprocessos) e a Química Jr (Empresa Júnior de Química e Engenharia Química), ambas da Unesp de Araraquara, que desenvolveram projetos focados na prevenção do Covid-19 para o comercio. Isto, através de manuais que indicam as práticas que os negócios devem seguir para evitar a transmissão do vírus. Os projetos são realizados totalmente de forma remota, e tem o objetivo de garantir a segurança tanto dos funcionários do local como dos consumidores.

            A pandemia tem gerado um impacto negativo na economia do país, observamos grandes quedas nas vendas nesses últimos meses, sendo os pequenos negócios os mais afetados. Considerando essa preocupação, tem se pensado na flexibilização da economia e numa possível reabertura do comércio. No caso de Araraquara, a reabertura aconteceu no começo de junho, uma vez que a cidade tinha entrado na fase três (amarela). Porém, a partir da reabertura, observou-se um aumento nos casos confirmados da doença. Consequentemente, Araraquara retrocedeu na etapa de flexibilização, voltando para a fase dois (laranja).

Assim, tem sido um desafio manter a economia em movimento, enquanto se resguarda a vida das pessoas. Dessa forma, tem sido inevitável a necessidade de adaptação às práticas de prevenção exigidas. Surge então o questionamento: Todos os negócios estão preparados e tem se adaptado para essas práticas? A resposta é que, nem todo negócio tem conseguido se adaptar corretamente e é aí que entra o trabalho das Empresas Juniores, facilitando esse processo.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Por um lado, a Catálise Jr. oferece manuais personalizados sobre as medidas de prevenção que devem ser tomadas durante a quarentena para estabelecimentos como supermercados, academia, padarias e farmácias. Além disso, o projeto inclui um treinamento online para os colaboradores.

Conversamos com Izabella García, estudante de Farmácia e Diretora de Projetos da Catálise Jr. Ela nos deu mais detalhes sobre o projeto: “Nós abordamos tudo, desde a higienização do local, superfícies e mãos; higienização do veículo; adaptação do local para garantir a segurança dos clientes e dos funcionários; protocolos para a entrada e saída do estabelecimento, entre outros”. Ela ainda acrescentou: “Nós abordamos diferentes aspectos, mas os tópicos são totalmente personalizáveis de acordo com as necessidades e características daquele estabelecimento e a realidade do cliente”

Isadora Braz, estudante de Engenharia de Bioprocessos e Assessora de Gestão de Pessoas da Catálise Jr, explicou também sobre a importância dessa ação: “O projeto cumpre um papel muito especial: oferecer a ciência da universidade em prol da saúde pública. A disseminação da COVID-19 no país evidencia a importância de nós, estudantes, contribuirmos para formar, no futuro, indivíduos mais informados e conscientes, com destaque aos maiores alvos dessa iniciativa: os prestadores de serviços à população, que precisam atender todas as exigências de biossegurança em seus estabelecimentos para evitar o contágio”

Já no caso da Química Jr, eles possuem um projeto parecido, denominado “Boas Práticas de Prevenção” ou BPP. De igual forma, eles oferecem um manual de boas práticas que o estabelecimento deve seguir para se prevenir da doença e um treinamento on-line.

Como mencionado, o projeto contempla tanto clientes como funcionários. No caso dos funcionários, eles focaram bastante nas medidas de segurança para entregadores, sendo que eles ficam mais expostos ao vírus nas suas atividades. Para o consumidor, é entregue um guia mais visual e chamativo via WhatsApp, isto com o intuito de evitar o envio de mais um possível produto que necessite de cuidado para evitar a contaminação.

Além disso, os membros da Química Jr. incluíram no projeto uma gestão de marketing do negócio que envolve conteúdo para divulgação nas mídias sociais (da Empresa Júnior e estabelecimento) e para enviar aos clientes, produção de material para impressão e divulgação no local.

Rodrigo Prieto, estudante de Engenharia Química e Diretor Comercial da Química Jr, comentou sobre a ideia de investir no marketing dentro do projeto: “Fizemos uma pesquisa com cerca de 700 pessoas e como resultado, obtivemos que 81,4% das pessoas preferem comprar de empresas que adotam práticas de prevenção e 85,3% voltaria a pedir produtos ou serviços de empresas que se comprometem com o combate à pandemia. Assim acreditamos que a divulgação ajudaria os negócios a ter uma boa imagem e atraírem mais clientes, nesse cenário onde as vendas têm diminuído”.

Os universitários comentaram também sobre os projetos serem acessíveis: “Conhecemos os nossos clientes. Estes são, em maioria, micro e pequenos empreendedores, cuja situação financeira é particularmente fragilizada neste momento da pandemia, por isso é tão importante termos garantido preços mais baixos e formas de pagamento flexíveis. Acima de tudo, queremos ajudar essas pessoas a reduzirem ao máximo os danos causados pelo isolamento social, para que não precisem fechar os seus estabelecimentos e possam se reerguer financeiramente nesse período”

Empresas juniores como a Química Jr e a Catálise são empresas sem fins lucrativos que oferecem serviços e consultorias como empresas comuns do mercado, geralmente por preços 35% abaixo do mercado. Além disso, são completamente geridas por alunos da graduação com respaldo de professores da universidade. O objetivo colocar em prática o conhecimento adquirido nas salas de aula.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

No Dia do Publicitário, APP Ribeirão lança calendário de atividades de 2023

Com novas datas de atividades e eventos, a Associação dos Profissionais de Propaganda de Ribeirão Preto reúne diretoria no Chopp Time

Saúde prorroga inscrições de concurso público para bolsistas do Programa de Aprimoramento

Inscrições vão até 17 de fevereiro; bolsas são para as áreas de Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Nutrição, Psicologia e Terapia Ocupacional

Lula promete nova regulação para trabalhadores de aplicativos

Brasil tem 1,5 milhão de trabalhadores por aplicativos que podem deixar de trabalhar e ter uma renda, caso seja levado adiante

‘lambança’ é como Haddad chama aredução de ICMS

Durante a campanha lula e Haddad já avisavam que eram contra redução de impostos, bem como a bancada do PT foi contra durante a votação da lei criada por Bolsonaro

A brilhante ideia: Correios podem substituir Uber

O ministro do Trabalho, Luiz Marinho, disse que não está preocupado com a possibilidade de o Uber deixar o Brasil, se a regulamentação de aplicativos...
- PUBLICIDADE -