InícioDiversãoBaresCervejaria de RP faz ação que simula venda de cerveja sem imposto

Cervejaria de RP faz ação que simula venda de cerveja sem imposto

- continua após a publicidade -

Sucesso na edição anterior, a Cervejaria Invicta traz de volta a “Semana da Justiça”, onde vai oferecer descontos de até 50% nas compras feitas pelo site, entre os dias 15 e 19 de março para todo o Brasil. 

A cervejaria vai subsidiar os impostos para que o cliente possa experimentar a sensação de adquirir um produto de qualidade sem a alta tributação, obtendo então, uma redução de cerca de 50% do valor final do produto. “Nosso objetivo é realmente provocar um efeito social e oferecer aos clientes a experiência de adquirir produtos de qualidade a um preço equivalente ao que ele pagaria se não houvesse os impostos. É uma forma também de fomentar as artesanais e dar oportunidade de todos conhecerem nossas cervejas”, explica Rodrigo Silveira, mestre cervejeiro e diretor da Cervejaria Invicta.

Serão centenas de caixas de cervejas, de todos os rótulos disponíveis na data da ação. Todos os clientes que comprarem durante a campanha “Semana da Justiça”, vão concorrer a uma chopeira Memo, apoiadora da ação, e um barril descartável de 30 litros de chope New Sensession, o mais recente lançamento da Invicta. “Na última edição as cervejas esgotaram em 36 horas. Nossa expectativa é superar esse tempo. O consumidor está cada vez mais atento a essas boas oportunidades”, comenta Rodrigo.

O limite máximo de cada compra por CPF será de 32 garrafas, que podem ser do mesmo rótulo ou variados. Durante o período da ação, o site não fará o parcelamento em 3 vezes, caso o cliente deseje parcelar, o mesmo assumirá os juros das parcelas. O envio das cervejas será feito a partir do dia 09 de abril. As pessoas que quiserem retirar as cervejas na fábrica, poderão fazê-lo entre os dias 21 e 24 de março das 9h às 18. O endereço para retirada é avenida do Café 1881, Vila Amélia, Ribeirão Preto-SP. Mais informações pelo telefone 16-3878-1020 ou www.facebook.com/cervejariainvicta.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

PREÇOS CERVEJAS INVICTA:

– CONAN, garrafa de 500ml por R$ 13,20;

– BOSS, garrafa de 500ml por R$ 11,00;

– 1000 IBU, garrafa de 500ml por R$ 13,20;

– Black Cat, garrafa de 500ml por R$ R$ 10,00;

– Damiana, garrafa de 500ml por R$ 7,95;

– Hellbeirão, garrafa de 500ml por R$ 7,95;

– Iniciação, garrafa de 500ml por R$ 9,00;

– Saison à Trois , garrafa de 500ml por R$ 9,45;

– 6 O’clock, garrafa de 500ml por R$ 10,00;

– Big Boss, lata de 473ml por R$ 13,90;

PREÇOS CERVEJAS Velhas Virgens:

– Beijos de Corpo, garrafa de 500ml por R$ 11,50;

– CBJR, garrafa de 500ml por R$ 11,50;

– Whitie Dog, garrafa de 500ml por R$ 11,50;

– Indie Man, garrafa de 500ml por R$ 11,50;

*CERVEJAS 2cabeças:

– Maracujipa, garrafa de 500ml por R$ 12,00;

– Antes do Almopo, garrafa de 500ml por R$ 10,95;

– Fênix, garrafa de 500ml por R$ 12,00.

Ofertas válidas enquanto durarem os estoques.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Confira a programação cultural do fim de semana em Ribeirão Preto

As Belezas Belezas meu Brasil um espetáculo de dança da EDALA, tem ainda Workshop Ho'oponopono, Sarau literário e muito mais confira.

Atlético-MG vence Bahia e volta a ser campeão brasileiro após 50 anos

O Atlético, já como campeão brasileiro de 2021, volta a campo no domingo (5), às 16h, para receber o Red Bull Bragantino no Mineirão, em Belo Horizonte, onde poderá celebrar o título ao lado da torcida.

Passaporte Não: Sob pressão da população Câmara arquiva projeto

Luís Antonio França (PSB) que é contra a liberdade pessoal, tentou emplacar este absurdo, mas a maioria votou pelo arquivamento.

Novas interdições atrapalham o transito na região norte e sul

Nas duas interdições, a Transerp orienta aos condutores que redobrem a atenção e diminuam a velocidade de seus veículos a fim de evitar acidentes.

27 cidades da região já decidiram cancelar o carnaval

Em Ribeirão se depender de alguns vereadores o carnaval devera ser cancelado, mas 8 deles querem o carnaval para comemorar as 3 mil mortes pela doença. Veja quem são.
- PUBLICIDADE -