Início Cidades Superintende do SASSOM aumenta em 15% a cobrança por dependentes indiretos

Superintende do SASSOM aumenta em 15% a cobrança por dependentes indiretos

Para o Sindicato, a medida adotada vai sobrecarregar o direcionamento dos atendimentos para a rede pública de saúde

- continua após a publicidade -

Em plena aumento dos casos da COVID-19, com milhares de mortes e um colapso anunciado do sistema de saúde, a atual superintende do SASSOM maquiou uma reunião que não ocorreu para aumentar em 15% a cobrança por dependentes indiretos. Para o Sindicato, a medida irregular adotada pela atual superintendente vai sobrecarregar o direcionamento dos atendimentos para a rede pública de saúde, aumentando ainda mais o risco de colapso do sistema e de agravamento da pandemia da Covid-19 na cidade, sem falar na judicialização de questões referentes à proteção dos dependentes.

Nesta sexta-feira, dia 24 de abril, o presidente do nosso Sindicato, Laerte Carlos Augusto, enviou um ofício ao Prefeito Municipal requerendo que o chefe do Poder Executivo adote as medidas cabíveis para que a atual superintendente do SASSON determine a revogação imediata da Resolução 002 de 22 de abril de 2020.

ARQUIVO

Segundo o ofício da presidência, a resolução publicada pela superintendente do SASSOM viola fragrantemente direitos e garantias dos servidores municipais, além de ser contrária ao interesse público.

Laerte explica no ofício que “a pandemia de COVID-19 é um desafio sanitário sem precedentes, com milhares de mortes e um colapso dos sistemas de saúde dos países mais afetados” e que “ Ribeirão Preto está com aumento significativo de casos a cada dia, e previsão de piora nas próximas semanas”.

O presidente do Sindicato destaca que as “medidas de isolamento, ainda que corretas e necessárias”, cria uma “onda de queda da renda da família ribeirão-pretana, além de desemprego e neste contexto, se houver reajuste em 15% do valor da tabela dos dependentes indiretos do SASSOM, como quer impor irregularmente a atual superintendente do órgão, muitas pessoas perderão seus planos pela diminuição da renda familiar, justamente numa época com risco aumentado de serem acometidos pelo sars-coronavírus-2, e possíveis complicações”.

divulgação

No ofício, o presidente da entidade ressalta que “em momentos como esse, de emergência sanitária, as medidas adotadas pelo SASSOM devem, obrigatoriamente, subordinar-se ao interesse público”, mas destaca que a decisão de aumentar os descontos vai na contra-mão do interesse público pois “na prática, a medida adotada de forma irregular pela atual superintende, implica em deixar uma grande parcela de dependentes indiretos sem atendimento, o que contraria o interesse público e os esforços anunciados pelo vosso governo em proteger e assistir a população de Ribeirão Preto”.

No ofício encaminhado ao Prefeito Municipal na tarde desta sexta, Laerte destaca algo extremamente grave:

“a Resolução 002 de 22 de abril de 2020, publicada no Diário Oficial desta quinta-feira (23 de abril de 2020) faz referência a uma reunião a distância do Conselho Deliberativo que não ocorreu em obediência ao obrigatório uso de métodos que garantissem a autenticidade da participação dos membros convocados, de seus respectivos votos e do debate esclarecido e colegiado”. 

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O presidente do Sindicato esclarece que “o formato de questionário adotado para a realização daquilo que a atual superintendente resolveu chamar de “reunião à distância” não é compatível com os ditames legais e constitucionais para a manifestação da vontade e representação dos membros do referido Conselho”.

Em entrevista à Comunicação do Sindicato, Laerte anunciou que assim que o Sindicato obtiver cópia dos questionários enviados individualmente aos membros do Conselho, irá divulgar no site e nas redes sociais da entidade a posição de cada um dos conselheiros sobre o aumento.

ARQUIVO

“A senhora superintendente afirmou que houve uma reunião à distância. Reunião à distância não houve, pois uma serie de formalidades foram desrespeitadas, não houve debate colegiado e nem deliberação conjunta e sem isso não há que se falar em reunião. Mas a senhora superintendente afirmou que dos 11 conselheiros apenas 04 foram contra o aumento. É importante que a categoria inteira saiba o nome dos conselheiros que supostamente votaram a favor do aumento”.

O presidente do Sindicato finaliza o seu ofício enviado ao Prefeito Municipal requerendo que todas as medidas que estão ao alcance do Chefe do Poder Executivo, inclusive se necessária a eventual substituição da atual superintende, sejam imediatamente adotadas para a revogação do aumento irregular e contrário aos interesses públicos.

Na próxima semana, o Sindicato irá divulgar mais iniciativas e repercussões sobre este assunto.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

5 milhões de doses da vacina chinesa chegam em outubro, avisa João Dória. Quem se habilita?

“Se tivermos esta terceira fase de testagem bem concluída no final do mês de outubro" Ou seja o governador chinês quer usar cobaias

Se­gre­gação: Ma­ga­zine Luiza só contratará ne­gros

Imagine uma loja dizendo “não contratamos negros, apenas brancos”. Isso é crime!, lei 7.716/89 art. 4º,§ 1º.

Lives do final de semana (19 e 20 de setembro)

Os shows presenciais e casas noturnas ainda estão proibidas, então a opção e separar a bebida e os petiscos e escolher a melhor opção

Nasce o Aliança o partido de Bolsonaro

Confira os documentos de petição e despacho. Vem ai o partido de direita que a esquerda tanto teme.

Hospital de Câncer de Ribeirão Preto inicia campanha para compra de novo mamógrafo

Equipamento atual tem mais de 10 anos e precisa de constantes manutenções que tem alto custo