Início Cidades Alça de acesso ao Clube Vale do Sol será fechado entre Ribeirão...

Alça de acesso ao Clube Vale do Sol será fechado entre Ribeirão Preto e Sertãozinho

O fechamento será feito em caráter definitivo e integra o cronograma de obras para a construção de duas marginais contínuas.

- continua após a publicidade -

A Entrevias Concessionária de Rodovias, em continuidade à implantação dos projetos previstos no contrato de concessão com o Governo do Estado de São Paulo, sob fiscalização da Artesp, informa que fechará, a partir desta quarta-feira (10/06), a alça viária para o trevo de acesso ao Clube Vale do Sol, no quilômetro 332+600 leste da Rodovia Attílio Balbo (SP-322) em Sertãozinho. O fechamento será feito em caráter definitivo e integra o cronograma de obras para a construção de duas marginais contínuas. As vias serão executadas no sentido leste (Sertãozinho-Ribeirão Preto), totalizando 700 metros de extensão que vai do quilômetro 332+660 ao 332+360, e entre os quilômetros 332+360 ao 331+960.

Durante as obras, motoristas que trafegarem no sentido leste e precisarem acessar o trevo deverão fazer o retorno provisório no quilômetro 329 da Attílio Balbo, próximo à sede da Concessionária e base da Polícia Militar Rodoviária. Após a conclusão das intervenções, o acesso ao Clube será feito pela própria marginal.

O objetivo é manter o movimento intenso do viário urbano separado do tráfego rodoviário. As intervenções devem durar aproximadamente cinco meses.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Obras

Em 1º de junho, também em decorrência das intervenções das marginais que estão em fase inicial de mobilização, a Concessionária interditou a alça de acesso da Rodovia Attílio Balbo à Vicinal Octávio Ferri, no km 332, no trevo de entrada de Sertãozinho. O retorno nesse caso está sendo feito no próximo acesso da Attílio Balbo, no km 335. A medida foi necessária para a implantação de aproximadamente mil metros de marginal, no sentido Oeste, entre os quilômetros 332+310 e 333+510.

A definição dessas obras ocorreu após estudos técnicos realizados pela concessionária e aprovados pela Artesp.

arquivo

“São obras que proporcionarão melhorias viárias ao tráfego local, ordenando as saídas dos trevos de forma segura para o usuário urbano, ao mesmo tempo em que o segregará do usuário rodoviário. Proporcionará mais segurança e reduzirá as necessidades de entrelaçamento entre veículos leves e pesados,” afirma o gerente de Engenharia da empresa, Fábio Milano.

Sobre a Entrevias Concessionária de Rodovias – A Concessionária é responsável pela operação, manutenção e modernização do lote Rodovias do Centro-Oeste Paulista, com um total de 570 quilômetros de vias no eixo entre Florínea, na divisa com o Paraná, e Igarapava, na divisa com Minas Gerais. O contrato de concessão assinado com o governo do Estado de São Paulo e fiscalizado pela Artesp (Agência de Transportes do Estado de São Paulo) prevê investimentos de R$ 3,9 bilhões na restauração de rodovias, ampliação da malha viária e implantação de tecnologias e inovações que contribuem para prestação de serviços de alta qualidade aos usuários. Visite o site da empresa: www.entrevias.com.br. Em caso de emergência nas rodovias ligue para 0800-3000-333.

divulgação

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Trump interrompe coletiva de imprensa por causa de tiros na Casa Branca

A corporação avisou que o suspeito em questão foi atingido por disparos de arma de fogo. A identidade do sujeito não foi divulgada até o momento.

Com eleições se aproximando prefeitura entrega UPA

UPA começou a funcionar nesta segunda-feira (10), com capacidade de atender moradores da região Norte da cidade, estimada em 200 mil habitantes

Município de Serrana terá caixa eletrônico do Banco24Horas

Clientes de mais de 100 instituições financeiras podem realizar diversas transações, como sacar dinheiro e pagar contas

Oficina de pião é destaque na agenda do Museu Casa de Portinari

A profunda ligação de Candido Portinari com Brodowski, sua cidade natal, foi pintada em diversas obras, assim como a sua infância e...

Sobre cloroquina: ‘Impediu minha ida para a UTI’, diz Roberto Kalil

Chefe da cardiologia do Hospital Sírio-Libanês foi tratado para covid-19 com um conjunto de medicamentos que incluiu a hidroxicloroquina
- PUBLICIDADE -