InícioSaúdeTabagismo é associado a 90% dos casos de câncer de pulmão

Tabagismo é associado a 90% dos casos de câncer de pulmão

- continua após a publicidade -

O tabagismo está diretamente relacionado a 90% de todos os casos de câncer de pulmão no mundo, aumentando em cerca de 20 vezes o risco de surgimento da doença. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o Brasil soma mais de 28 mil novos casos de tumores pulmonares ao ano. Além disso, o mau hábito aumenta a incidência de ao menos outros 13 tipos de câncer: de boca, laringe, faringe, esôfago, estômago, pâncreas, fígado, intestino, rim, bexiga, colo de útero, ovário e alguns tipos de leucemia.

O Brasil tem cerca de 21 milhões de fumantes, o que representa 12% da população, segundo o Ministério da Saúde. Os fumantes passivos, que involuntariamente inalam a fumaça, também estão sujeitos a enfrentar os danos do tabagismo, aumentando a população de vítimas.

Pesquisas apontam que a fumaça que sai do cigarro sem ser tragada apresenta maior concentração de substâncias cancerígenas, nicotina e monóxido de carbono, pois não sofre nenhum processo de filtração. “As pessoas próximas aos fumantes estão expostas a substâncias nocivas a vias aéreas e digestivas, causando risco de diversos tipos de câncer conforme o tempo de exposição”, explica o médico oncologista Saulo Brito, do InORP/Grupo Oncoclínicas.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Sintomas

A maioria dos pacientes com câncer de pulmão apresenta sintomas relacionados ao próprio aparelho respiratório, tais como tosse, falta de ar e dor no peito. Em poucos casos, cerca de 15%, o tumor é diagnosticado por acaso, quando o paciente realiza exames por outros motivos. Por isso, a atenção aos primeiros sintomas é essencial para que seja realizado o diagnóstico precoce da doença.

Segundo o médico, existem dois principais grupos de câncer de pulmão: carcinoma de pequenas células e não pequenas células. “O carcinoma não pequenas células é dividido entre escamosos e não escamosos, sendo responsáveis pela grande maioria dos casos diagnosticados. Apresentam comportamento menos agressivo quando comparado ao grupo dos de pequenas células”.

Tratamento

O tratamento do câncer de pulmão é multidisciplinar e envolve cirurgia, tratamento sistêmico (quimioterapia, terapia alvo e imunoterapia) e radioterapia. Atualmente, os procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos são cada vez mais realizados, proporcionando menor tempo de internação e retorno mais rápido para as atividades habituais. A indicação da cirurgia depende principalmente do estadiamento, da localização do tumor, e do estado geral do paciente.

Nos últimos anos, o uso das drogas alvo e da imunoterapia tem proporcionado ganhos importantes no combate ao câncer de pulmão. O sistema imunológico das pessoas reconhece e combate tumores desde a sua origem, porém em algum momento as células do câncer podem adquirir capacidade de disfarce (evasão), não sendo mais combatidas.

“Retirando este bloqueio que o tumor causa ao sistema imune, as medicações imunoterápicas estimulam a atuação dos linfócitos no combate das células cancerígenas. Isto tem proporcionado controle mais eficaz e até cura em certos casos, com melhor tolerância ao tratamento quando comparado ás quimioterapias tradicionalmente utilizadas, que tem efeitos colaterais diferentes”, explica o doutor Saulo Brito.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

STF julga liberação de crininosas para prender manifestantes de 8 de janeiro

Vão soltar criminosas para sobrar lugar para prender senhoras que se manifestavam dentro da constituição e acreditaram em um capitão e alguns generais

As críticas do New York Times a Moraes

O jornal norte-americano New York Times voltou a falar sobre o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Uma reportagem publicada neste domingo, 22,...

5 depredações da esquerda contra o patrimônio público

“Nunca vocês leram alguma notícia sobre um movimento ou partido de esquerda invadir o Congresso Nacional, a Suprema Corte ou o Palácio do Planalto”,...

Valor bloqueado de manifestantes sobe para R$ 18,5 milhões

A Justiça Federal autorizou hoje (21) novos bloqueios de bens de suspeitos de financiar os atos que resultaram na depredação dos prédios dos Três Poderes...

José Dirceu propõe reestruturar papel dos militares no Brasil

Militares precisam voltar para os quartéis e sair de órgãos do governo, sugere. José Dirceu de Oliveira e Silva, ex-ministro da Casa Civil de Lula,...
- PUBLICIDADE -