InícioSaúdeQuarentena pode afetar mais de 30 milhões de brasileiros que sofrem com...

Quarentena pode afetar mais de 30 milhões de brasileiros que sofrem com doenças psicológicas

Especialistas dão dicas para lidar com o isolamento social de maneira positiva com 6 cuidados para reduzir o mal-estar na quarentena

- continua após a publicidade -

Cansaço, alterações no sono, falta de concentração, apetite desregulado e medo. Esses são alguns dos sinais que podem surgir durante a quarentena e que podem afetar, principalmente, pessoas com doenças psicológicas, como depressão e transtorno de ansiedade.

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) indicam que, ao final de 2019, o Brasil tinha uma estimativa de cerca de 12 milhões de pessoas sofrendo com a depressão (5,8% da população total do país) e quase 19,4 milhões de pessoas com diagnóstico de transtorno ansioso (9,3% dos brasileiros), que incluem fobias, transtorno obsessivo-compulsivo, estresse pós-traumático e ataques de pânico. Hoje, o País ocupa o 1º lugar no ranking dos mais ansiosos do mundo.

Segundo a psicóloga Camila de Cássia Ribeiro, da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, as medidas de isolamento aplicadas com o avanço do Coronavírus podem não só agravar o quadro desses mais de 31 milhões de pacientes, como acarretar sintomas psicológicos em quem ainda não sofria com as doenças.

foto arquivo

“As principais dificuldades estão sendo de sentimento de perda da liberdade e de solidão. Muitas pessoas migraram para o home office e estão enfrentando os desafios dessa adaptação. Há ainda aquelas que moram sozinhas, que precisam estar ainda mais atentas a pensamentos negativos decorrentes dessa rotina solitária e buscar um contato online mais frequente com amigos e familiares”, comenta Camila.

Ela explica que, nos primeiros dias, o efeito pode ser mais forte, pois o indivíduo ainda está condicionado à sua rotina anterior. No entanto, ao contrário do que se imagina, a tendência natural é que a intensidade deste sentimento diminua com o passar do tempo.

“Nós somos seres sociáveis, por isso é natural que o isolamento impacte totalmente nossas vidas. No entanto, também somos seres adaptáveis, o que faz com que o passar dos dias amenize essa tensão”, tranquiliza a psicóloga.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Para reduzir o estresse do cenário atual, Camila sugere algumas mudanças no dia a dia e a adoção de hábitos saudáveis tanto para o corpo quanto para a mente. As recomendações vão desde organização de agenda até os cuidados de prevenção de contágio.

foto internet

6 cuidados para reduzir o mal-estar na quarentena

  1. Converse com alguém todos os dias

Para quem mora sozinho, é fundamental manter contato diário com pessoas próximas. A psicóloga do Hospital São Camilo recomenda estabelecer uma rotina nesse sentido. “Reserve um momento para ligar para amigos ou familiares com quem tem mais contato, mesmo que seja breve.”

  1. Quebre o silêncio

Principalmente para pessoas que estão isoladas sozinhas em casa, é comum sucumbir ao silêncio absoluto. A dica é recorrer à música e à televisão, por exemplo, por algumas horas do dia. “Deixe um som ao fundo enquanto executa atividades. Na hora de escolher programações para assistir, foque em conteúdos leves e mais descontraídos, evitando, inclusive, consumir notícias sobre o vírus por um período do dia.”

  1. Reaproveite o tempo extra (que antes era perdido no trânsito)

Organize o ambiente, coloque em dia algum reparo na casa, separe itens que não usa mais para fazer uma doação no futuro próximo. “Essas são atividades que nos dão sensação de movimento e não nos deixam sentir estagnados em um cenário de incertezas.”

  1. Preencha o dia

Mas nada de se sobrecarregar. “É fundamental respeitar os horários que já costumava seguir. Se achar válido, inicie cursos online ou aulas para aprender um idioma.” Esses recursos podem amenizar os estresses vividos nos dias de quarentena.

  1. Adote medidas de prevenção

Esse ponto pode não estar ligado às questões psicológicas, mas seguir essas orientações ajuda a trazer alívio para o medo. “Um planejamento de estratégias é importante para focar no presente. Com ele, evitamos nos preocupar em demasia com o futuro e minimizamos níveis de ansiedade.”

  1. Não despreze seus sentimentos

Ao avaliar que está vivenciando um episódio depressivo exacerbado, que vem te impedindo de realizar necessidades básicas da vida diária, como higiene pessoal, alimentação e sono, peça auxílio.

“Neste cenário da pandemia, muitos profissionais em saúde mental estão realizando atendimento online, o que pode auxiliar bastante neste momento.”

foto arquivo

Rede de Hospitais São Camilo

A Rede de Hospitais São Camilo é composta por três hospitais modernos em São Paulo, que ficam nos bairros da Pompeia, Santana e Ipiranga, capacitados para atendimentos eletivos, de emergência e cirurgias de alta complexidade, além de realizar transplantes de medula óssea.

Hoje, a Rede presta atendimento em mais de 60 especialidades, oferece aproximadamente 800 leitos e um quadro clínico de mais de 7,4 mil médicos qualificados.

As unidades possuem importantes acreditações internacionais, como a Joint Commission International (JCI), renomada acreditadora dos Estados Unidos reconhecida mundialmente no setor, e a Acreditação Internacional Canadense.

A Rede faz parte da Sociedade Beneficente São Camilo, uma das entidades que compreende a Ordem dos Ministros dos Enfermos (Camilianos), uma organização religiosa presente em mais de 30 países, fundada pelo italiano Camilo de Lellis há mais de 400 anos. No Brasil desde 1922, a Rede conta com expertise, tradição em saúde e gestão hospitalar. 

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Cerca de 40 mil pessoas não retornaram para receber a segunda dose da vacina contra Covid-19

Dados são Vigilância Epidemiológica, que conclama a população a procurar os postos de vacinação e manter o controle da doença

“Concertos Internacionais” apresenta homenagem a Astor Piazzolla

Concerto será transmitido no dia 23 de outubro, às 19h, como parte das comemorações de 91 anos do Theatro Pedro II

Nogueira quer que você receba agua do Rio Pardo nas torneiras

Hoje a agua do DAERP é do aquífero guarani, uma agua mineral será substituída por aguas do Rio Pardo. Você aprova esta mudança?

Atenção: Alerta para tentativa de golpe contra aposentados

Instituto de Previdência orienta beneficiários a não informar dados pessoais ou bancários

Ditador Moraes manda prender e extraditar Allan dos Santos

Se não estamos vivendo em uma ditadura do judiciário, o que se compara com atitudes destes loucos? Maduro, Chaves, Alexandre de Moraes...
- PUBLICIDADE -