InícioSaúdePeste negra volta assustar o mundo

Peste negra volta assustar o mundo

Estima-se que a Peste Negra tenha matado até 60% da população da Europa. Só estamos no inicio do segundo semestre de 2020

- continua após a publicidade -

Autoridades de saúde registram 31 casos em humanos até esse início de julho e trabalham com contenção da doença.

Apesar do isolamento imposto na região de Khovd, na Mongólia, após o registro de dois casos de peste bubônica, esta anos, é o Congo que tem mais sofrido com a doença no mundo.

Até o último boletim emitido pela Sociedade Internacional de Doenças Infecciosas, a ProMed, na semana passada, um total de 29 casos foram confirmados no país, que já registra 6 mortos até então.

Os casos todos foram verificados na região de Djugu e se espalhou para um total de 10 vilas. Os auxílios de saúde internacionais alegam que o controle e verificação real da doença é prejudicado pela presença de milícias na área, que impedem a locomoção livre de profissionais.

Diversas mortes de ratos nas redondezas dos locais onde a doença foi confirmada indicam que, sem intervenções, a situação de disseminação da doença pode piorar em breve.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Apesar da crença coletiva que o mundo se livrou da peste bubônica, também conhecida como peste negra por ser capaz de matar dentro de 24h, autoridades de saúde vêm lidando com a doença ano após ano com protocolos de isolamento e tratamento rápidos, como o registrado essa semana na Mongólia, onde dois casos foram confirmados. Cerca de 500 pessoas da região de Khovd foram isoladas desde a última quarta-feira (1/7). Como a mais recente, as últimas ocorrências estão associadas ao consumo indevido de carne de marmota. As últimas mortes pela doença no país foram registradas em 2019 e 2009, segundo arquivos da ProMed.

Registros no “primeiro mundo”

Mesmo em países desenvolvidos como os Estados Unidos, a doença ainda se manifesta. O contágio é raro e sempre se dá pela interação com animais. De acordo com a ABCNews, desde o ano 200, o CDC, órgão de controle de doenças em território norte-americano, registrou uma sequência de um a 17 casos por ano da peste negra. Ainda segundo o veículo, o último caso de contágio humano foi de uma criança no estado de Idaho, em 2018.

Diferentemente do que foi registrado na Idade Média, quando a peste dizimou cerca de 50 milhões de vidas, a doença atualmente é controlada e uma nova epidemia é completamente improvável.

Entre 2010 e 2015, segundo a própria Organização Mundial de Saúde, foram registrados 3.248 casos da doença, com 584 mortes confirmadas.

A doença ainda é considerada endêmica no Congo, Madagascar e no Peru, sempre associada a manipulação ou interações com animais, especialmente roedores – em outras palavras, não há motivos para preocupação excessiva em nível global.

A Peste Negra, também conhecida como Peste Bubónica, Grande Peste, Peste ou Praga, foi a pandemia mais devastadora registada na história humana, tendo resultado na morte de 200 milhões de pessoas na Eurásia, atingindo o pico na Europa entre os anos de 1347 e 1351.

Estima-se que a Peste Negra tenha matado até 60% da população da Europa.

No total, a praga pode ter reduzido a população mundial de 475 milhões para 350 milhões no século XIV.

A população da Europa demorou cerca de 200 anos a recuperar o nível anterior e algumas regiões (como Florença) recuperaram apenas no século XIX.
A praga retornou várias vezes como surtos até ao início do século XX.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Cerca de 40 mil pessoas não retornaram para receber a segunda dose da vacina contra Covid-19

Dados são Vigilância Epidemiológica, que conclama a população a procurar os postos de vacinação e manter o controle da doença

“Concertos Internacionais” apresenta homenagem a Astor Piazzolla

Concerto será transmitido no dia 23 de outubro, às 19h, como parte das comemorações de 91 anos do Theatro Pedro II

Nogueira quer que você receba agua do Rio Pardo nas torneiras

Hoje a agua do DAERP é do aquífero guarani, uma agua mineral será substituída por aguas do Rio Pardo. Você aprova esta mudança?

Atenção: Alerta para tentativa de golpe contra aposentados

Instituto de Previdência orienta beneficiários a não informar dados pessoais ou bancários

Ditador Moraes manda prender e extraditar Allan dos Santos

Se não estamos vivendo em uma ditadura do judiciário, o que se compara com atitudes destes loucos? Maduro, Chaves, Alexandre de Moraes...
- PUBLICIDADE -