Início Saúde General Pazuello e ex-ministro Osmar Terra são cotados para Saúde

General Pazuello e ex-ministro Osmar Terra são cotados para Saúde

- continua após a publicidade -

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, general Eduardo Pazuello, e o ex-ministro Osmar Terra são cotados para assumir o posto de Nelson Teich, que pediu demissão nesta sexta-feira.

Um terceiro nome, de um almirante do Rio de Janeiro, também tem sido cogitado.

Bolsonaro pretende colocar no comando da Saúde alguém que assine uma recomendação da pasta para que o medicamento seja administrado desde os primeiros sintomas da doença.

Nos últimos dias, Pazuello passou a indicar que acataria, sem qualquer resistência, a orientação do mandatário do Palácio do Planalto.

internet
- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Diante da fragilidade de Teich, o general passou a atuar nos bastidores, assumindo funções que estavam sob a alçada do ministro.

Neste contexto, o nome do ex-ministro Osmar Terra ganharia pontos.

Há a avaliação de que ele tem mais potencial de comunicação para levantar a bandeira de Bolsonaro a favor da cloroquina do que um militar. O governo entende que a guerra, agora, é de narrativa.

arquivo

A escolha do nome de Pazuello como número dois do Ministério da Saúde se deveu ao sucesso que teve à frente da Operação Acolhida, dedicada a receber imigrantes venezuelanos em Roraima, na qual atuou até dezembro do ano passado, quando foi promovido comandante da 12º Região Militar. Lá, era o general quem pilotava toda logística dos abrigos e viagens de interiorização dos imigrantes.

Médico, Osmar Terra foi ministro da Cidadania no governo de Jair Bolsonaro. Ele foi ministro de Desenvolvimento Social na gestão de Michel Temer. Deixou a pasta para disputar um novo mandato de deputado federal e foi reeleito.

foto internet
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

#Fiqueemcasa: 42% dos brasileiros estão com menos dinheiro no bolso

E a narrativa voltara logo após as eleições, enquanto políticos, funcionários públicos tem o salário garantido, mesmo sem trabalhar.

Não falta quase nada para 2020. Fãs fazem episódio com final para ‘Caverna do Dragão’

2020 não é um ano qualquer, até isso rolou. Fãs do desenho animado adaptaram um final para trama e agora o mundo passa a ter um sentido.

Novo: “Quem não tomar vacina não deve frequentar espaços públicos”

João Amoedo, fundador do partido NOVO, defende obrigatoriedade de vacina ou impedimento de frequentar hospitais, ruas. NOVO só no nome.

O disco rígido de Hunter Biden revelou ‘Obsessões por menores’ e drogas

Grave: No Brasil muitos políticos estão presos aos chineses que através destes governam estados e cidades. Esta semana o mundo estremecera com informações vindo dos EU

Globo cancela humorísticos ‘Zorra’, ‘Fora de Hora’ e ‘Escolinha’

Com o fim dos programas, cerca de 180 funcionários deverão ser demitidos, a maioria das áreas de cenografia e equipe técnica