InícioSaúdeCortar o açúcar. Aceita o desafio?

Cortar o açúcar. Aceita o desafio?

- continua após a publicidade -

Um dos principais vilões da nossa saúde, o açúcar, está cada vez mais na mira de médicos e nutricionistas. Isso porque, se consumido em excesso, ele pode causar inúmeros riscos e problemas à saúde, entre eles, enxaqueca, aumento do peso corporal, aumento da gordura visceral, além de alterações estéticas como celulite, estrias e acne, cáries, maior predisposição a doenças cardíacas, resistência à insulina, diabetes tipo II e câncer. Mas a lista não para por aí, muitos outros problemas estão associados ao excesso de açúcar presente na nossa alimentação.

Segundo a OMS, Organização Mundial de Saúde, o consumo diário aceitável deve ficar abaixo de 10% das calorias ingeridas, porém, maiores benefícios podem ser alcançados se o consumo diário for reduzido para 5% das calorias ingeridas (cerca de 25g de açúcar por dia), difícil quem não ultrapassa tal limite. Consumimos o açúcar diariamente de diversas formas. Além do açúcar de mesa, utilizado na preparação de refeições, consumimos os açúcares adicionados aos alimentos, refrigerantes e bebidas prontas para consumo, além do mel, xaropes e sucos de frutas com adição de açúcar.

De acordo com a nutricionista e educadora física Kátia Helen Mazziero, quem consegue cortar o açúcar, ganha muito mais saúde. “Quando cortamos o consumo de açúcar, temos que retirar o consumo de produtos industrializados e tornamos nossa alimentação muito mais adequada. Claro, se você é viciado naquele docinho todos os dias, nos primeiros dias pode até sentir um pouco de dor de cabeça, angustia, piora do humor, porém com o tempo isso passa e a saúde agradece”, explica Katia.

Quem topou esse desafio foi Mariana Balan, do blog Mamãe de Biquíni, que lançou em suas redes sociais o projeto “20 semanas sem açúcar”. A blogueira conta que começou a perceber o quanto se sentia mal ao consumir o açúcar e que ele atrapalhava muito  o sucesso da dieta. “A maior dificuldade foi no começo, passar a fase da abstinência. As primeiras semanas foram de muita irritabilidade e vontade de doce. Estou há 5 semanas no projeto e agora já estou bem mais controlada. Meu principal objetivo é eliminar esse vício e passar a ter controle sobre o consumo do açúcar”, explica Má Balan.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Para quem não consegue ficar sem doces, a dica da nutricionista Katia Mazziero é fazer opções mais saudáveis. Frutas de baixo índice glicêmico, mix de frutas secas com castanhas e nozes, chocolates +70% cacau ou ainda uma porção reduzida do doce em si, afinal moderação é a chave. “É bom ficar atento aos produtos diet, que nem sempre são sinônimos de produtos sem açúcar.  O diet é um alimento com isenção de um dos componentes nutricionais do produto original. Se a pessoa quer reduzir a quantidade de açúcar, o ideal é ir reduzindo aos poucos o consumo ao invés de inserir mais alimentos industrializados nas refeições. Quanto mais natural, melhor”, orienta Katia.

A blogueira Má Balan tem alguns truques para quem também quer abandonar o consumo do açúcar. Ela consome doces ‘fakes’, ou doces falsos, feitos com xilitol e com stévia que são os únicos dois ‘açúcares’ liberados no projeto. E doces feitos por ela ou por lugares de confiança.  “Os industrializados que dizem no rótulo que não contém açúcar nem sempre são confiáveis. Outro truque é comer uma fruta na hora do vontade do doce. A tangerina tem me ajudado muito, além de doce contém muitas fibras. Não vou falar que vou ficar para sempre sem ingerir doces, até porque tenho uma filha de 2 anos e não incluí ela nesse projeto. Mas quero aprender a ter controle sobre o açúcar”, finaliza Má Balan. 

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

STF julga liberação de crininosas para prender manifestantes de 8 de janeiro

Vão soltar criminosas para sobrar lugar para prender senhoras que se manifestavam dentro da constituição e acreditaram em um capitão e alguns generais

As críticas do New York Times a Moraes

O jornal norte-americano New York Times voltou a falar sobre o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Uma reportagem publicada neste domingo, 22,...

5 depredações da esquerda contra o patrimônio público

“Nunca vocês leram alguma notícia sobre um movimento ou partido de esquerda invadir o Congresso Nacional, a Suprema Corte ou o Palácio do Planalto”,...

Valor bloqueado de manifestantes sobe para R$ 18,5 milhões

A Justiça Federal autorizou hoje (21) novos bloqueios de bens de suspeitos de financiar os atos que resultaram na depredação dos prédios dos Três Poderes...

José Dirceu propõe reestruturar papel dos militares no Brasil

Militares precisam voltar para os quartéis e sair de órgãos do governo, sugere. José Dirceu de Oliveira e Silva, ex-ministro da Casa Civil de Lula,...
- PUBLICIDADE -