InícioSaúdeCoronavírus: Ribeirão Preto confirma primeira morte

Coronavírus: Ribeirão Preto confirma primeira morte

Homem de 36 anos de idade morreu nessa madrugada e tinha mieloma múltiplo, câncer ósseo e insuficiência renal

- continua após a publicidade -

O homem tinha 36 anos de idade e era considerado um paciente de alto risco, pois estava internado com insuficiência renal e quadro de mieloma múltiplo e câncer nos ossos. 

Em entrevista coletiva no início da tarde desta quinta-feira (26), o prefeito Antônio Duarte Nogueira anunciou a primeira morte confirmada em razão de contaminação por coronavírus, na madrugada desta quinta-feira, 26, no Hospital das Clínicas.

O homem, segundo o secretário da Saúde, Sandro Scarpelini, tinha um quadro de pelo menos três doenças crônicas e acabou contraindo também o vírus. O paciente testou positivo e teve a contraprova confirmada para o novo coronavírus, o resultado do Instituto Adolfo Lutz deve ser enviado ainda nesta quinta-feira, 26.

“O mundo, no momento em que concedemos essa entrevista, atinge 500 mil pessoas contaminadas, 22.169 mortes, e o Brasil, 2.567 pessoas contaminadas e 61 mortes. Em Ribeirão Preto, quatro casos confirmados e mais quatro aguardando contraprova, portanto, oito contaminados e a primeira morte”, informou o prefeito Duarte Nogueira.

Após o anúncio do primeiro óbito em Ribeirão Preto, o secretário da Saúde, Dr. Sandro Scarpelini, reafirmou o compromisso das autoridades municipais com a transparência nas informações à população.

“Nosso compromisso é o de transmitir confiança a todos e combater as fake news. Infelizmente, nesta noite, um paciente evoluiu para o óbito, e embora tivesse apenas 36 anos, apresentava três doenças muito graves. Com as medidas adotadas em Ribeirão Preto pela Secretaria da Saúde, Hospital das Clínicas, hospitais privados e pela Regional de Saúde, estamos tendo muito resultado nas nossas unidades, até pelo baixo afluxo de pacientes com suspeita de COVID-19”.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Scarpelini ainda ressaltou a importância da manutenção das medidas de isolamento social adotadas no município.

“A conduta continua sendo ficar em casa, manter a cidade com essa quantidade de mobilização, e se possível aumentar um pouco mais, para que a gente consiga passar essa fase, que eu tenho certeza que vamos conseguir passar, sem grandes alterações e sem grandes perdas”, orientou.

Também participaram da coletiva de imprensa o superintendente do Hospital das Clínicas, Dr. Benedito Maciel, e o diretor de Vigilância de Saúde do HC, Dr. Antônio Pazin Filho.

Ribeirão continua com oito casos com teste positivos, sendo que quatro foram confirmados e outros quatro aguardam contraprova.

Uma suspeita de morte por coronavírus que circulou pelas redes sociais no início da noite de ontem foi descartada hoje pelo equipe da Secretaria da Saúde.

Numero atualizados de Ribeirão Preto e São Paulo você acompanha aqui.

foto arquivo

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Policiais militares de de São Paulo estão de prontidão para embarcar para a Turquia e atuar no salvamento e resgate das vítimas

Número de mortos no terremoto na Turquia e na Síria passa de 11 mil, mas entidades acreditam que numero chegará a 40 mil O número...

Após armação da esquerda e sigilo de 100 anos das imagens 8 de Janeiro segue sem respostas

Os desdobramentos do quebra-quebra de 8 de janeiro, contudo, parecem longe do fim, pois lula e a carreta furacão não querem CPI e investigação

No Dia do Publicitário, APP Ribeirão lança calendário de atividades de 2023

Com novas datas de atividades e eventos, a Associação dos Profissionais de Propaganda de Ribeirão Preto reúne diretoria no Chopp Time

Saúde prorroga inscrições de concurso público para bolsistas do Programa de Aprimoramento

Inscrições vão até 17 de fevereiro; bolsas são para as áreas de Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Nutrição, Psicologia e Terapia Ocupacional

Lula promete nova regulação para trabalhadores de aplicativos

Brasil tem 1,5 milhão de trabalhadores por aplicativos que podem deixar de trabalhar e ter uma renda, caso seja levado adiante
- PUBLICIDADE -