InícioRegiãoSertãozinhoPrograma Concilia chega a Sertãozinho com palestras sobre a gestão de conflitos...

Programa Concilia chega a Sertãozinho com palestras sobre a gestão de conflitos e processos trabalhistas

- continua após a publicidade -

O Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Disputas (Nupemec) do TRT-15 e o Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas da Justiça do Trabalho (Cejusc-JT) de Ribeirão Preto promovem, no próximo dia 24 de abril, o Programa Concilia Sertãozinho, o primeiro do gênero na região. O evento vai contar com duas palestras sobre mediação e conciliação, voltadas a advogados que militam na área trabalhista, empresários, gestores de empresas, funcionários de Recursos Humanos e Financeiro, presidentes de sindicatos patronais e de trabalhadores, e comunidade em geral. O evento acontece a partir das 19h, no Auditório Fernandes dos Reis, que fica na Rua Dr. Pio Dufles, 532, em Sertãozinho. A inscrição é gratuita e pode ser feita pela internet http://www.trt15.jus.br/conciliacaoposreforma/.  São 200 vagas.

Com abordagem sobre as metodologias alternativas de solução de conflitos inseridas no contexto da reforma trabalhista, o Programa Concilia Sertãozinho é uma iniciativa do Nupemec do TRT-15, em conjunto com o Cejusc-JT de Ribeirão Preto, coordenado pela juíza do trabalho Amanda Barbosa. O evento conta com o apoio institucional da 80ª Subseção da OAB, do Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e Biocombustíveis (CEISE Br) e do Grupo de Estudos em Recursos Humanos na Agroindústria (GERHAI).

O objetivo principal do Programa Concilia Sertãozinho é a ampliação do diálogo com a comunidade jurídica e empresarial sobre métodos de gestão de conflitos laborais. No evento serão abordados o funcionamento dos Cejuscs e temas que ganharam novos e expressivos contornos com a entrada em vigor da Reforma Trabalhista, como a prevenção e a administração de riscos processuais.

A cerimônia de abertura do evento contará com a participação da desembargadora Maria Inês Corrêa de Cerqueira César Targa, membro do Comitê Gestor da Conciliação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e representante do Nupemec da 15ª Região. Na sequência, duas palestras integram a programação do evento. A primeira, conduzida pela juíza Amanda Barbosa, coordenadora do Cejusc e da Coordenadoria de Gestão Compartilhada de Processos de Ribeirão Preto, tem como tema o “Cejusc e advocacia trabalhista: qualidades e práticas fundamentais à pacificação com Justiça”. A segunda palestra, a cargo do juiz titular da 2ª Vara do Trabalho de Sertãozinho, Wellington César Paterlini, aborda a “Reforma Trabalhista e gestão de riscos processuais: o novo modelo de sucumbência”.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

PROGRAMAÇÃO

Abertura:

Desembargadora Maria Inês Corrêa de Cerqueira César Targa, membro do Comitê Gestor da Conciliação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e representante do Nupemec da 15ª Região

Primeira palestra: Cejusc e advocacia trabalhista: qualidades e práticas fundamentais à pacificação com Justiça

Juíza do trabalho Amanda Barbosa

Segunda palestra: Reforma Trabalhista e gestão de riscos processuais: o novo modelo de sucumbência

Juiz do trabalho Wellington César Paterlini

Serviço: Programa Concilia Sertãozinho

Quando: dia 24 de abril

Horário: 19h

Local: Fernandes dos Reis, na Rua Dr. Pio Dufles, 532, em Sertãozinho

200 vagas gratuitas

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

O nosso adeus a Miguel Liporassi

Ribeirão Preto perde Miguel Liporassi: Não era polêmico nem agressivo, era respeitado pela qualidade, voz e equilíbrio nos comentários. E pela postura com os colegas, leal, ficava longe das intrigas de bastidores.

PREVISÕES DO TAROT EM JULHO DE 2022

As previsões para Julho de 2022, trazem transformação nas finanças, amor, relação familiar

Vice de Lula tem novamente bens bloqueados pelo Ministerio Publico

Justiça Eleitoral determina bloqueio de R$ 11,3 milhões em bens de Geraldo Alckmin no caso Odebrech

Multas no corredor de onibus da Vargas começa nesta Segunda-feira (4)

Conforme o Código de Trânsito Brasileiro, transitar pela faixa exclusiva de ônibus é considerada infração gravíssima, com multa de R$ 293,47 e perda de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Congresso mundial online reunirá milhões de pessoas para falar sobre “paz”

Como sentir paz e tranquilidade apesar dos desafios provocados pelo aumento do custo de vida, da violência, dos desastres naturais, do ódio e das guerras?
- PUBLICIDADE -