Início Região Serrana Polo de ensino do Projeto Guri em Serrana será reaberto

Polo de ensino do Projeto Guri em Serrana será reaberto

Unidade é a 38º localizada na região de Ribeirão Preto, e oferecera cursos gratuitos de violão e percussão, na Fundação Cultural Serrana

- continua após a publicidade -

Maior programa sociocultural mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo.

O Projeto Guri vai reabrir o polo na cidade de Serrana.

Nesta quinta-feira, 05 de março, às 15h30. A reabertura da unidade será realizada por meio da parceria entre a Prefeitura Municipal de Serrana, a Fundação Cultural Serrana e a Sustenidos, organização responsável pela gestão do Guri no interior e litoral paulista.

O evento, gratuito e aberto ao público, ocorrerá na Fundação Cultural Serrana, e contará com a apresentação de 30 alunos da banda de sopros e percussão do Polo Jaboticabal, além da presença de autoridades públicas do município e da Sustenidos.

foto arquivo
- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

“O retorno do Projeto Guri, que é um programa já consolidado no Estado de São Paulo, é uma forma de fortalecer ainda mais o nosso compromisso com a educação e com a cultura e, com isso, agregar ainda mais conhecimento na vida das nossas crianças”, descreve o vice-prefeito de Serrana, Leonardo Capitelli.

O Polo Serrana é o 38º localizado na região de Ribeirão Preto e oferecerá 63 vagas.

Para cursos gratuitos de violão e percussão. A unidade funcionará dentro da Fundação Cultural Serrana, situado à Rua Barão do Rio Branco, 339, Centro – Serrana/SP, segundas e quartas-feiras, das 13h30 às 16h30.

“Hoje, atendemos mais de 800 alunos dentro da Fundação por meio do oferecimento de atividades como dança do ventre e de salão, balé clássico, hip hop, pintura artística, teatro, entre outros. O Projeto Guri volta para somar, pois nosso intuito, com a parceria, é construir uma relação mais humana e que gere um impacto na vida de todos por meio do resgate da cultura musical do nosso município”, descreve Flávia Cedrinho, diretora da Fundação Cultural Serrana.

foto arquivo

As inscrições, para crianças e adolescentes na faixa etária entre 8 e 18 anos incompletos, iniciam na sexta-feira, 06 de março, e seguem até o dia 03 de abril. Não é necessário ter conhecimento prévio de música, nem possuir instrumentos ou realizar testes seletivos. Para se matricular, os interessados deverão comparecer diretamente ao Polo Serrana, acompanhados pelos responsáveis, portando os seguintes documentos:

  • Certidão de Nascimento ou RG do aluno (original e cópia);
  • Comprovante de matrícula escolar e/ou declaração de frequência escolar;
  • RG do responsável (original e cópia);
  • Apresentação do comprovante de endereço para consulta.

O início das aulas está programado para o dia 30 de março.

SERVIÇO

Evento de reinauguração do Polo Serrana

Data: 05 de março

Horário: às 15h30

Local: Fundação Cultural Serrana

Endereço: Rua Barão do Rio Branco, 339, Centro – Serrana/SP

foto arquivo

Polo Serrana
Vagas: 63
O polo oferece os cursos:
percussão e violão

As vagas disponíveis estão distribuídas nos cursos: percussão e violão

Telefone: (16) 3625-4490 (Telefone da regional Ribeirão Preto)
Funcionamento do polo: segundas e quartas-feiras, das 13h30 às 16h30

Endereço do polo: Rua Barão do Rio Branco, 339, Centro – Serrana/SP

Projeto Guri www.projetoguri.org.br 

Sobre o Projeto Guri

Mantido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos (até 21 anos nos Grupos de Referência e na Fundação CASA). Cerca de 50 mil alunos são atendidos por ano, em quase 400 polos de ensino, distribuídos por todo o estado de São Paulo. Os mais de 330 polos localizados no interior e litoral, incluindo os polos da Fundação CASA, são administrados pela Sustenidos, enquanto o controle dos polos da capital paulista e Grande São Paulo fica por conta de outra organização social. A gestão compartilhada do Projeto Guri atende a uma resolução da Secretaria que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural. Desde seu início, em 1995, o Projeto já atendeu mais de 810 mil jovens na Grande São Paulo, interior e litoral.

foto arquivo

Sobre a Sustenidos

Eleita a Melhor ONG de Cultura de 2018, a Sustenidos administra o Projeto Guri. Desde 2004, é responsável pela gestão do programa no litoral e no interior do estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA. Além do Governo de São Paulo, a Sustenidos conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Sustenidos, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm incentivo fiscal da Lei Rouanet e do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir: http://www.sustenidos.org.br/pessoa-fisica/.

Patrocinadores e apoiadores do Projeto Guri – Sustenidos: CTG Brasil; CCR AutoBAn; Instituto CCR; SulAmérica; VISA; Bayer; WestRock; Microsoft; Supermercados Tauste;  Banco Votorantim; VALGROUP;  Novelis; EMS; Capuani do Brasil; Faber-Castell; Pinheiro Neto; Santander;  Raízen; BTP; Distribuidora Ikeda; Grupo Maringá; Instituto 3M; Supermercados Rondon; Frigol; Mercedes-Benz; Castelo Alimentos; ENEL; GRUPO GR; Cipatex; Grupo Herval

foto arquivo

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Militares da reserva, duríssimo ataque ao STF e alertam para guerra civil (veja a íntegra do documento)

Chega! Juiz que um dia delinquiu – e/ou delinque todos os dias com decisões arbitrárias e com sentenças e decisões ao arrepio da lei

Bolsonaro confirma estender auxílio emergencial

Haverá uma quarta parcela da ajuda e que talvez ocorra até mesmo um quinto pagamento.

Empresária revoltada acusa PM de Camilo Santana (PT) de obrigá-la a entregar a bandeira do Brasil (veja o vídeo)

Segundo a mesma, coagida, ela acabou aceitando a solicitação do policial militar.

Quem nega o coronavírus e apoia o Governo é psicopata?

Quem está nessa dualidade sempre irá enxergar e entender o seu grupo como o correto, o bom e o belo

Médica desiste após um plantão: “Aquilo é um CTI de fachada”

Médica anestesista Priscila Eisembert denuncia que faltam medicamentos e exames para os pacientes.
- PUBLICIDADE -