InícioRegiãoSerranaEstudo de vacinação em Serrana atingiu 23% do público

Estudo de vacinação em Serrana atingiu 23% do público

Os resultados da pesquisa clínica deverão ser divulgados em maio.

- continua após a publicidade -

A vacinação contra a covid-19 em Serrana, no interior paulista, atingiu neste domingo (21) 6.568 pessoas, ou 23,1% do público-alvo, de 28,4 mil habitantes. A imunização no município, iniciada no último dia 17, faz parte do Projeto S, liderado pelo Instituto Butantan, que pretende estudar o comportamento da pandemia de coronavírus em uma população inteira vacinada.

O município de Serrana foi escolhido para o projeto por apresentar alto índice de casos de covid-19 e ter população reduzida.

A vacina aplicada é a CoronaVac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Butantan. A iniciativa é inédita no mundo.

A vacina será aplicada somente em moradores voluntários, com intervalo de quatro semanas entre as duas doses. Os resultados da pesquisa clínica deverão ser divulgados em maio.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Somente moradores de Serrana devidamente cadastrados participam da pesquisa. Menores de 18 anos, mulheres grávidas, ou que estejam amamentando, e pessoas que tiveram febre nas 72 horas anteriores não irão receber a vacina.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Anvisa alerta sobre risco de miocardite e pericardite pós-vacinação

A Anvisa informa que os Estados Unidos (EUA) relataram a ocorrência de casos de miocardite (inflamação do músculo cardíaco) e de pericardite (inflamação do tecido que envolve o coração) após a vacinação

Campeonato Esportivo movimenta mais de mil alunos das escolas municipais

Cirem será realizado até a 2a quinzena de dezembro

Assistência Social realizará “V Caminhada Mulher Maravilha” neste domingo

Evento promovido pelo NAEM acontece em referência aos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres

Projeto Guri está com inscrições abertas

Crianças e adolescentes de seis a 18 anos podem aprender a tocar um instrumento musical, sem a necessidade de conhecimento prévio

Fogos de artifício: veterinário explica como proteger os animais durante as comemorações

Especialista explica as possíveis reações dos pets e o que pode ser feito para amenizar o pânico e transtornos causados pelas explosões
- PUBLICIDADE -