Início Região Araraquara Hemilly Brenda de apenas 14 anos é espancada até a morte pelo...

Hemilly Brenda de apenas 14 anos é espancada até a morte pelo tio

- continua após a publicidade -

Neste Domingo (11), foi assassinada a jovem Hemilly Brenda Gonçalves de Oliveira, de 14 anos, na Santa Casa de Araraquara. Ela foi espancada pelo tio, Washington Samuel Gonçalves de Oliveira, 27 anos.

A polícia esteve no local e a garota, que foi levada para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Via Expressa.
O motivo teria como causa um discussão iniciada após a garota chegar em casa e informar que havia saído com um rapaz, o que deixou o tio alterado por considerar o rapaz uma má companhia.

Já embriagado após passar o dia bebendo, Washington passou a espancar a sobrinha com socos e pontapés, e quando a garota já estava desacordada, o tio passou a bater a cabeça da garota contra a parede.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O acusado já tem histórico de agressão contra a esposa, respondendo ainda a outros artigos, que fugiu após as agressões, mas já esta detido.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Odebrecht fez pagamentos a Toffoli, denuncia Marcelo Odebrecht à PGR

Marcelo Odebrecht e os demais diretores da empresa sempre se referiam a Toffoli como “amigo de Adriano” ou “amigo de AM (Adriano Maia)”

Gol de Bolsonaro: SBT acerta transmissão da final do carioca, Flamengo e Fluminense

O SBT alcançou a sua maior audiência na história da emissora até então com a transmissão da final da Copa do Brasil, decidida por Corinthians e Grêmio

Divirta-se com os melhores tweets do MBL tratando Ayan como um guru

Com a prisão de Luciano Ayan por suspeita de lavagem de dinheiro, separamos os melhores do tweets em que mblistas idolatram o prisioneiro.

Ribeirão Preto tem leitos sobrando na rede privada e deveria contratar com urgência

Presidente da entidade diz que hospitais de campanha são um erro estratégico e que Ribeirão Preto vive o cenário já experimentado por Manaus

Preso por lavagem de dinheiro do MBL teve cargo no governo Doria

Os presos Alessander Mônaco e Carlos A. de Moraes Afonso são investigados por ocultação de patrimônio, além de lavagem de dinheiro.
- PUBLICIDADE -