Início Região Araraquara Cadáver é encontrado dentro de carro abandonado em Américo Brasiliense

Cadáver é encontrado dentro de carro abandonado em Américo Brasiliense

- continua após a publicidade -

Um cadáver foi encontrado no banco de trás de um veículo abandonado em um canavial na via de acesso José Barbanti Netto, em Américo Brasiliense, na manhã desta terça-feira (12). Alessandro Iamada, de 38 anos, possuía um corte profundo no pescoço e a polícia investiga as hipóteses de homicídio e latrocínio.

Segundo a polícia, uma pessoa que passava pela via de acesso percebeu o carro, modelo Polo, na estrada de terra que leva ao canavial. Ao chegar, os militares encontraram o corpo de Alessandro no banco de trás do veículo. O toca CDs, assim como um celular, foram levados da vítima, que segundo a família, teria saído de casa ontem (11), por volta das 16h, para ir ao supermercado e não retornou.

“Ele morava no Carmo, em Araraquara, saiu para ir ao mercado comprar coisas para fazer sushi, eu acho, já que era com isso que ele estava trabalhando. Todo mundo estranhou, ele não deixava o celular desligado e sempre atendia, além de que nunca ficava fora por muito tempo sem dar notícias. Hoje eu estava em casa e a polícia chegou avisando que haviam encontrado o carro e o corpo”, disse Renato Ronda, tio de Alessandro.

Alessandro sofreu um corte profundo no pescoço mas, segundo a polícia, o crime pode não ter acontecido no local. No carro, marcas de sangue podiam ser percebidas no puxador da porta traseira, além do assoalho do veículo. Os pertences também estavam revirados no banco da frente.

“Vamos investigar o que levou os criminosos a fazerem isso, mas a princípio parece que ele não foi morto aqui, mas sim abandonado, já que o corpo estava no banco de trás”, disse o delegado Jesus de Nazaré Romão, de Américo Brasiliense.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

A Perícia foi até o local e deve emitir um laudo em até 30 dias. Até o momento, ninguém foi preso.

Ponte aérea
Ainda de acordo com o tio, Alessandro estava no Brasil há 4 anos após passar, ao todo, cerca de 12 anos no Japão.

“Ele foi para lá, trabalhou bastante e decidiu voltar já que as coisas lá não são mais como antigamente, que os imigrantes ganhavam bastante dinheiro. Ele queria ficar em Araraquara mesmo, ter uma vida tranquila, mas infelizmente acabou desse jeito”, lamentou Renato.

 

 

fonte – araraquara.com

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Odebrecht fez pagamentos a Toffoli, denuncia Marcelo Odebrecht à PGR

Marcelo Odebrecht e os demais diretores da empresa sempre se referiam a Toffoli como “amigo de Adriano” ou “amigo de AM (Adriano Maia)”

Gol de Bolsonaro: SBT acerta transmissão da final do carioca, Flamengo e Fluminense

O SBT alcançou a sua maior audiência na história da emissora até então com a transmissão da final da Copa do Brasil, decidida por Corinthians e Grêmio

Divirta-se com os melhores tweets do MBL tratando Ayan como um guru

Com a prisão de Luciano Ayan por suspeita de lavagem de dinheiro, separamos os melhores do tweets em que mblistas idolatram o prisioneiro.

Ribeirão Preto tem leitos sobrando na rede privada e deveria contratar com urgência

Presidente da entidade diz que hospitais de campanha são um erro estratégico e que Ribeirão Preto vive o cenário já experimentado por Manaus

Preso por lavagem de dinheiro do MBL teve cargo no governo Doria

Os presos Alessander Mônaco e Carlos A. de Moraes Afonso são investigados por ocultação de patrimônio, além de lavagem de dinheiro.
- PUBLICIDADE -