InícioPolíticaRibeirão Preto poderá ter aplicativo público de Delivery

Ribeirão Preto poderá ter aplicativo público de Delivery

A criação de um aplicativo de Delivery gratuito para comerciantes e empresários de Ribeirão Preto foi indicada à Prefeitura Municipal pela Vereadora Gláucia Berenice

- continua após a publicidade -

A ideia é criar uma plataforma, onde empresários e comerciantes possam expor digitalmente seus produtos e serviços, além de criarem uma cooperativa de entregas que facilite e reduza custos com transporte e divulgação.

A criação de um aplicativo de Delivery gratuito para comerciantes e empresários de Ribeirão Preto foi indicada à Prefeitura Municipal pela Vereadora Gláucia Berenice e pretende incentivar a movimentação do comércio de forma digital e, consequentemente, impulsionar a criação de empregos na cidade.

A ideia é criar uma plataforma, onde empresários e comerciantes possam expor digitalmente seus produtos e serviços, além de criarem uma cooperativa de entregas que facilite e reduza custos com transporte e divulgação.

Esta semana, a vereadora se reuniu com Eduardo Molina, Secretário de Desenvolvimento e Inovação da cidade, que apresentou sugestões para o atendimento da necessidade dos empreendedores por meio do aplicativo.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

A vereadora destaca que, as restrições impostas pela pandemia do novo Coronavírus trouxe a imposição de uma adequação nas formas das práticas comerciais e econômicas, não só em Ribeirão Preto, como em todo mundo, que impactaram negativamente as empresas de pequeno e médio porte como restaurantes, açougues, padarias, prestadores de serviços, artesãos, entre outros, afetando em cheio a economia local.

A proposta é desenvolver e coordenar um sistema de plataforma digital para capacitação, cooperação e promoção das empresas de pequeno porte de Ribeirão Preto, por meio do marketing digital, para atenuar os impactos econômicos que sofreram devido as medidas restritivas impostas pela emergência sanitária internacional da Covid-19.  

“O cenário que estamos enfrentando enfatiza a importância do domínio das ferramentas da tecnologia da informação para o desenvolvimento do marketing digital, com o intuito de auxiliar a manutenção e sobrevivência destas empresas”, ressalta a vereadora.

Estruturação a plataforma Em reunião com Eduardo Molina, a Vereadora discutiu formas de viabilizar o aplicativo, que proporcionará uma opção para que o comércio local não fique tão dependente de plataformas de privadas de entrega e divulgação de seus produtos, que chegam a cobrar até 27% do valor da mercadoria para a realização do serviço.

“Avaliamos junto à A Coderp (Companhia de Desenvolvimento Econômico de Ribeirão Preto) e levantamos que a criação de um sistema de gerenciamento de uma plataforma digital para fomentar o marketing digital, uma tecnologia semelhante, já foi desenvolvida pelo município e foi possível ser implantada pelo custo equivalente a R$30.000,00 que foi patrocinado por empresas privadas de grande porte e por doações”, adverte Gláucia. A prefeitura avalia a possibilidade de estruturação da plataforma.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Contações de histórias compõem a programação do final de semana do Museu Casa de Portinari

Conheça também a faceta poética de Candido Portinari no Pela Janela (25); on-line e gratuita

Terceira via discute impeachment de Bolsonaro como única forma de derrotar Lula

Com economia e empregos em recuperação, falta de escândalos no governo e popularidade nas ruas em alta, os concorrentes enxergam no impeachment a única forma de barrar Bolsonaro em 2022

Olimpíada de Tóquio: saiba quem são os brasileiros favoritos ao ouro

Judô? Vôlei? Natação? Atletismo? Futebol? De onde virão as medalhas de ouro para o Brasil?

Ribeirão Preto já vacinou mais de 50% da população com a primeira dose

Foram 360.962 pessoas imunizadas com a primeira dose, 112.238 com a segunda e 15. 948 com dose única

120 vagas para cursos gratuitos de qualificação com bolsa-auxílio em Ribeirão Preto

São 60 vagas para o curso de Porteiro e Controlador de Acesso e 60 vagas para o curso de Recepção e Atendimento, os dois com duração de 12 dias
- PUBLICIDADE -