InícioPolíticaPSOL quer cancelar auxílios e direito a educação para quem não se...

PSOL quer cancelar auxílios e direito a educação para quem não se vacinar.

Advertência, multas, cancelamento de programas sociais, fechamento de empresas, impedimento de matricular-se em escolas, é assim que eles querem te forçar a se vacinar.

- continua após a publicidade -

No Rio de Janeiro, mais precisamente em Niterói, um vereador do PSOL demonstra como a esquerda pode utilizar a abertura que o STF deu para impor restrições a população que não quiser tomar a vacina.

Um projeto de lei proposto pelo vereador Paulo Eduardo Gomes (PSOL) em Niterói – RJ, usou a brecha que o STF abriu ao votarem em plenário o direito de estados e municípios obrigarem a população a se vacinarem contra a Covid. O PL aprovado pela câmara de Niterói, estabelece medidas severas para obrigar a população do município a se imunizar. Cancelamento de auxílios sociais, como o Bolsa Família, impedimento da realização de matrículas em escolas públicas e/ou particulares e penalidades a empregadores de funcionários que não comprovarem a imunização são algumas das regras impostas aos cidadãos.

O Projeto de Lei proposto pelo vereador do PSOL prevê advertências ou multas que poderão ser aplicadas aos moradores de Niterói que se recusarem a tomar a vacina. Permite ainda que a autoridade sanitária da cidade possa fiscalizar qualquer estabelecimento público ou privado para chegar se empregados e empregadores se submeteram à vacinação. Se alguém não possuir a comprovação da imunização o estabelecimento será sujeito a diversas penalidades, de multa até o cancelamento da autorização para funcionamento.

Parece absurdo? Embora especialistas considerem o projeto de lei inconstitucional, o vereador se baseia na decisão do STF que permite aos Estados e Municípios estabelecerem restrições aos cidadãos que não se vacinarem. O psolista autor da proposta reconhece que o projeto é polêmico, “agressivo e duro”, mas afirmou que ao longo do tempo de aplicação da lei, se tornará “interessante”.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Esse é o jogo da esquerda para controlar a sua vida, ou você faz o que eles querem ou você perde direitos básicos, como o da educação. O projeto ainda não foi sancionado pelo prefeito de Niterói, o que esperamos, não aconteça. Mas mostra a mentalidade dos partidos de esquerda e as possibilidades absurdas que podem surgir nas cidades, estados e até uma lei fedeeral.

Querem te obrigar a qualquer custo.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Com dois a menos, Palmeiras se classifica na libertadores

10 SEMIS DE #LIBERTADORES NA HISTÓRIA! 10 CLASSIFICAÇÕES CONSECUTIVAS EM MATA-MATA NO TORNEIO! 10 PASSAGENS DE FASE EM #LIBERTADORES EM CASA!

Patriotas vão para Paulista: Ribeirão inicia preparativos para o desfile de 7 de Setembro

Em Ribeirão vários grupos se organizam para participar das manifestações em São Paulo, dia que esta sendo considerado o mais importante dos últimos 200 anos. Confira como participar.

WhatsApp lança novas ferramentas para garantir mais segurança e privacidade aos usuários

As funções do aplicativo de mensagens estão em fase de testes, mas devem chegar ao público em breve

Vereador esquerdista que defende mulheres deve cumprir medida protetiva com a ex-namorada

a vítima se sente perseguida e agredida moralmente e psicologicamente pelo autor

“Funcionário” recebe R$ 22 mil por mês da Câmara para estudar Direito na USP em período integral

Trabalhar por que? Se nem os vereadores fazem isso, o O acadêmico em questão é Saulo Wellington Marchiori Magron, lotado no cargo de agente de administração
- PUBLICIDADE -