InícioPolíticaGilmar Mendes violou a Lei de Segurança Nacional, informa Defesa

Gilmar Mendes violou a Lei de Segurança Nacional, informa Defesa

Gilmar Mendes garantiu em live que o Exército estaria se “associando ao genocídio”

- continua após a publicidade -

Em parecer contra o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, argumentou que o juiz violou um artigo da Lei de Segurança Nacional.

A peça foi enviada ontem à Procuradoria-Geral da República (PGR).

O dispositivo citado é o Artigo 23, que considera crime a prática de incitar “à animosidade entre as Forças Armadas ou entre estas e as classes sociais ou as instituições civis”, informa o jornal O Estado de S. Paulo.

ARQUIVO

Dessa forma, a pena é de um a quatro anos de prisão.

Na peça, também são mencionados artigos do Código Penal sobre crime contra a honra e outro do Código Penal Militar.

Portanto, caberá à PGR analisar a representação de Azevedo para vislumbrar se há indícios de crime ou conduta ilegal na postura do ministro.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Caso sim, o procurador-geral da República, Augusto Aras, poderá decidir pelo prosseguimento da investigação ou pelo arquivamento do processo.

Gilmar Mendes garantiu em live que o Exército estaria se “associando ao genocídio” por apoiar Bolsonaro no combate à covid-19.

Foto agencia senado

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Ribeirão Preto estende abertura do comércio a partir desta sexta-feira, dia 30

Medida se antecipa ao Plano São Paulo. Veja como ficam os horários.

GCMs realizam doação de sangue em Ribeirão Preto

Ação contribuiu com o estoque de sangue do hospital São Lucas; tipos O-, O+ e A - são os mais críticos, com menos da metade das bolsas necessárias

Brasil gera 309 mil empregos formais em junho

Governo deve lançar programas para inclusão de jovens no mercado

Anvisa alerta sobre casos de Guillain-Barré após vacinação

A Anvisa explica que a SGB é um distúrbio neurológico autoimune raro, no qual o sistema imunológico danifica as células nervosas.

Covid-19: Anvisa recebe solicitação de uso de medicamento da Pfizer

Como aquele remedio proibido, este já é usado para tratamento de artrite reumatoide, artrite psoriática e colite ulcerosa. Todo dia uma novidade sobre tratamento proibido.
- PUBLICIDADE -