InícioPolíticaFux revoga decisão de Marco Aurélio que soltou chefe do PCC em...

Fux revoga decisão de Marco Aurélio que soltou chefe do PCC em SP

Na decisão, Fux anotou que a liberdade do criminoso “compromete a ordem e a segurança públicas

- continua após a publicidade -

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, suspendeu a determinação que permitiu a soltura de André Oliveira Macedo, conhecido como André do Rap, apontado como um dos chefões do Primeiro Comando da Capital (PCC) em São Paulo.

O criminoso foi liberado da penitenciária de Presidente Venceslau/SP na manhã deste sábado (10), após decisão do ministro Marco Aurélio Mello no âmbito de habeas corpus ajuizado pela defesa de Macedo, conforme noticiado

Para suspender a decisão do vice-decano do STF, Fux atendeu a um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR).

O vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, sustentou em sua petição que a soltura de André do Rap pode criar “risco efetivo à sociedade”.

Na decisão, Fux anotou que a liberdade do criminoso “compromete a ordem e a segurança públicas”, por se tratar de alguém “de comprovada altíssima periculosidade” e com “dupla condenação em segundo grau de jurisdição por tráfico transnacional de drogas”.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Anteriormente:

Soltura de chefão do PCC em SP gera revolta na internet; decisão partiu de Marco Aurélio, do STF

André é um dos chefes do PCC, facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios de São Paulo.

Ele saiu da prisão graças a um habeas corpus concedido pelo ministro Marco Aurélio Mello, do STF.

No entendimento do ministro, o traficante estava preso há muito tempo provisoriamente, uma vez que o parágrafo único do artigo 316 do Código Processo Penal impõe a necessidade de revisar, a cada 90 dias, a manutenção ou não daquela medida restritiva de liberdade.

reprodução policia civil

E de acordo com Marco Aurélio, essa revisão não ocorreu no caso de André do Rap.

“Advirtam-no da necessidade de permanecer em residência indicada ao Juízo, atendendo aos chamados judiciais, de informar possível transferência e de adotar a postura que se aguarda do cidadão integrado à sociedade”, relatou o ministro.

A atitude Marco Aurélio gerou forte repercussão na Internet.

Em forma repúdio, internautas subiram hashtags no Twitter tecendo fortes críticas à decisão do ministro.

Termos contrários à soltura chegaram a liderar entre os assuntos mais comentados no Brasil.

arquivo

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Com dois a menos, Palmeiras se classifica na libertadores

10 SEMIS DE #LIBERTADORES NA HISTÓRIA! 10 CLASSIFICAÇÕES CONSECUTIVAS EM MATA-MATA NO TORNEIO! 10 PASSAGENS DE FASE EM #LIBERTADORES EM CASA!

Patriotas vão para Paulista: Ribeirão inicia preparativos para o desfile de 7 de Setembro

Em Ribeirão vários grupos se organizam para participar das manifestações em São Paulo, dia que esta sendo considerado o mais importante dos últimos 200 anos. Confira como participar.

WhatsApp lança novas ferramentas para garantir mais segurança e privacidade aos usuários

As funções do aplicativo de mensagens estão em fase de testes, mas devem chegar ao público em breve

Vereador esquerdista que defende mulheres deve cumprir medida protetiva com a ex-namorada

a vítima se sente perseguida e agredida moralmente e psicologicamente pelo autor

“Funcionário” recebe R$ 22 mil por mês da Câmara para estudar Direito na USP em período integral

Trabalhar por que? Se nem os vereadores fazem isso, o O acadêmico em questão é Saulo Wellington Marchiori Magron, lotado no cargo de agente de administração
- PUBLICIDADE -