InícioPolíticaDepoimento de Moro: 15 meses se tornaram 15 dias de pastel de...

Depoimento de Moro: 15 meses se tornaram 15 dias de pastel de vento

Moro disse que cabe a Bolsonaro explicar motivo de interferência, que segundo a constituição é direito do presidente eleito fazer

- continua após a publicidade -

Em 8 horas de depoimento a Policia Federal, Moro apresentou apenas o que já havia vazado para rede Globo.

Em seu depoimento prestado no sábado, o ex-ministro Sergio Moro afirmou aos investigadores que cabe ao presidente Jair Bolsonaro esclarecer os motivos de suas tentativas de interferência na Polícia Federal e reiterou as acusações feitas em seu pedido de demissão, no último dia 24. Os diálogos entregues pelo ex-ministro à PF se referem apenas ao período dos últimos 15 dias em que manteve contato com Bolsonaro.

Moro confirmou que uma das preocupações do presidente eram inquéritos em curso no Supremo Tribunal Federal (STF) e entregou cópia da conversa, revelada pelo “Jornal Nacional”, na qual Bolsonaro cita que a investigação contra seus aliados seria “mais um motivo” para a demissão do então diretor-geral da PF Maurício Valeixo.

Ao prestar depoimento, Moro entregou seu celular para a PF extrair cópias das conversas relevantes para a investigação.

O ex-ministro, entretanto, não guardava diálogos antigos, por ter receio de ser alvo de novos ataques hacker. Por isso, as conversas entregues por Moro se referiam apenas aos últimos 15 dias, quando ele já acumulava atritos com Bolsonaro e sofria pressão para demitir Valeixo. Além da conversa com o presidente, a PF também copiou as conversas mantidas por Moro com a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), que tentou convencê-lo a aceitar a demissão de Valeixo.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O material será periciado pela PF.

arquivo

O que Moro chama de interferência, O ex-presidente da República Michel Temer explica

“O presidente da República tem o direito de nomear, legalmente estabelecido, não só pela Constituição, pois ele [Bolsonaro] fala muito da lei, mas a própria Constituição estabelece que o presidente da República nomeie os cargos da administração pública federal, como também por lei, que vislumbrando este dispositivo constitucional, estabelece que ele é que nomeia o diretor da Polícia Federal”, afirmou o ex-presidente.

arquivo

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Contações de histórias compõem a programação do final de semana do Museu Casa de Portinari

Conheça também a faceta poética de Candido Portinari no Pela Janela (25); on-line e gratuita

Terceira via discute impeachment de Bolsonaro como única forma de derrotar Lula

Com economia e empregos em recuperação, falta de escândalos no governo e popularidade nas ruas em alta, os concorrentes enxergam no impeachment a única forma de barrar Bolsonaro em 2022

Olimpíada de Tóquio: saiba quem são os brasileiros favoritos ao ouro

Judô? Vôlei? Natação? Atletismo? Futebol? De onde virão as medalhas de ouro para o Brasil?

Ribeirão Preto já vacinou mais de 50% da população com a primeira dose

Foram 360.962 pessoas imunizadas com a primeira dose, 112.238 com a segunda e 15. 948 com dose única

120 vagas para cursos gratuitos de qualificação com bolsa-auxílio em Ribeirão Preto

São 60 vagas para o curso de Porteiro e Controlador de Acesso e 60 vagas para o curso de Recepção e Atendimento, os dois com duração de 12 dias
- PUBLICIDADE -