InícioPolíticaAssembleia aprova parecer de projeto que isenta o IPVA para pessoas com...

Assembleia aprova parecer de projeto que isenta o IPVA para pessoas com deficiência

- continua após a publicidade -

A Assembleia Legislativa, por meio da Comissão de Constituição, Justiça e Redação, aprovou parecer de projeto que isenta as pessoas com deficiência do IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores). O projeto, de autoria do governador, recebeu parecer favorável nesta quarta-feira (14/06).

Pela proposta, o cuidador poderá ser o condutor do veículo e não haverá mais a exigência de que a pessoa beneficiada seja a condutora.

Outro projeto que recebeu parecer favorável da comissão inclui o símbolo do autismo nas placas de atendimento prioritário. A figura deve ser acrescentada em todos os estabelecimentos que oferecem a prioridade de atendimento. A proposta é de autoria do deputado Cássio Navarro (PMDB).

Estiveram presentes os deputados Célia Leão (PSDB); Geraldo Cruz (PT); Professor Auriel (PT); André Soares (DEM); Afonso Lobato (PV); Gilmaci Santos, Sebastião Santos e Wellington Moura (PRB); Marta Costa (PSD); Fernando Cury (PPS); Márcio Camargo e Feliciano Filho (PSC); Antonio Salim Curiati e Gilmar Gimenes (PP).

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Com dois a menos, Palmeiras se classifica na libertadores

10 SEMIS DE #LIBERTADORES NA HISTÓRIA! 10 CLASSIFICAÇÕES CONSECUTIVAS EM MATA-MATA NO TORNEIO! 10 PASSAGENS DE FASE EM #LIBERTADORES EM CASA!

Patriotas vão para Paulista: Ribeirão inicia preparativos para o desfile de 7 de Setembro

Em Ribeirão vários grupos se organizam para participar das manifestações em São Paulo, dia que esta sendo considerado o mais importante dos últimos 200 anos. Confira como participar.

WhatsApp lança novas ferramentas para garantir mais segurança e privacidade aos usuários

As funções do aplicativo de mensagens estão em fase de testes, mas devem chegar ao público em breve

Vereador esquerdista que defende mulheres deve cumprir medida protetiva com a ex-namorada

a vítima se sente perseguida e agredida moralmente e psicologicamente pelo autor

“Funcionário” recebe R$ 22 mil por mês da Câmara para estudar Direito na USP em período integral

Trabalhar por que? Se nem os vereadores fazem isso, o O acadêmico em questão é Saulo Wellington Marchiori Magron, lotado no cargo de agente de administração
- PUBLICIDADE -