InícioPolíticaApós 2 meses operação Sevandija apreende 134 imóveis e veículos de...

Após 2 meses operação Sevandija apreende 134 imóveis e veículos de luxo

- continua após a publicidade -

R$ 15 milhões bloqueados em contas correntes dos envolvidos além de vários Carros e casas foram bloqueados.
A operação Sevandija, que investiga o maior escândalo de corrupção da história de Ribeirão Preto, já bloqueou ou apreendeu 134 imóveis e veículos, a maioria de luxo.

Os dados constam de um relatório de processos e bens apreendidos pelo Gaeco.

Desencadeada pela Polícia Federal e pela Promotoria em 1º de setembro e apura fraudes em contratos de licitações da prefeitura que somam R$ 203 milhões.

De acordo com o documento, a operação resultou até aqui no bloqueio de 68 imóveis e nas apreensões de 66 veículos —só foram apreendidos veículos com valor de mercado superior a R$ 50 mil.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Dezesseis pessoas foram presas na operação, inclusive ex-secretários da prefeita Dárcy Vera (PSD) -foram soltas após decisões do STJ (Superior Tribunal de Justiça)-, e nove vereadores tiveram os mandatos suspensos por suspeita de envolvimento.

O volume de dinheiro apreendido ou bloqueado em contas correntes chegou a R$ 15,78 milhões, ou 96% de todo o montante envolvido nas seis operações do Gaeco desde o início de 2015 —R$ 16,41 milhões no total.

No cumprimento de 48 mandados de busca e apreensão, a PF apreendeu R$ 320 mil, em três moedas (euros, dólares e reais), além de 12 veículos de luxo. Só em um dos locais, o montante apreendido foi de R$ 160 mil.

SUSPEITA

Grampos que constam da investigação do Ministério Público e da PF indicam que a prefeita supostamente usou a distribuição de cargos, numa triangulação feita com uma empresa suspeita, para comprar apoio político dos vereadores na Câmara.

Nos grampos, autorizados pela Justiça e obtidos pela Folha, Dárcy diz ao ex-secretário de Administração Marco Antônio dos Santos, que foi preso na operação, que vai demitir funcionários terceirizados indicados por vereadores que não votarem conforme seus interesses.

Depois, em delação premiada, o ex-presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Wagner Rodrigues, que foi candidato à Prefeitura de Ribeirão pelo PC do B, disse que a prefeita recebeu R$ 4 milhões em propina.

OUTRO LADO

Darcy Vera prestou depoimento com sigilo em São Paulo por ter foro privilegiado.

Os vereadores que tiveram os mandatos suspensos negam elo com o suposto esquema e afirmam serem inocentes.

 

Com informações de folha/uol

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Com dois a menos, Palmeiras se classifica na libertadores

10 SEMIS DE #LIBERTADORES NA HISTÓRIA! 10 CLASSIFICAÇÕES CONSECUTIVAS EM MATA-MATA NO TORNEIO! 10 PASSAGENS DE FASE EM #LIBERTADORES EM CASA!

Patriotas vão para Paulista: Ribeirão inicia preparativos para o desfile de 7 de Setembro

Em Ribeirão vários grupos se organizam para participar das manifestações em São Paulo, dia que esta sendo considerado o mais importante dos últimos 200 anos. Confira como participar.

WhatsApp lança novas ferramentas para garantir mais segurança e privacidade aos usuários

As funções do aplicativo de mensagens estão em fase de testes, mas devem chegar ao público em breve

Vereador esquerdista que defende mulheres deve cumprir medida protetiva com a ex-namorada

a vítima se sente perseguida e agredida moralmente e psicologicamente pelo autor

“Funcionário” recebe R$ 22 mil por mês da Câmara para estudar Direito na USP em período integral

Trabalhar por que? Se nem os vereadores fazem isso, o O acadêmico em questão é Saulo Wellington Marchiori Magron, lotado no cargo de agente de administração
- PUBLICIDADE -