Início Policial Polícia Militar aprende libras para usar em abordagens

Polícia Militar aprende libras para usar em abordagens

- continua após a publicidade -

Realizar abordagens, assim como passar informações, fazem parte do dia a dia do policial militar. Porém, quando a pessoa abordada apresenta deficiência de fala ou audição, esse tipo de ação acaba se complicando.

Para melhorar a comunicação, o 13° Batalhão da Polícia Militar realiza nesta semana palestras sobre ‘abordagem em libras’, direcionado a 220 policiais militares das 19 cidades da região.

“A palestras vêm sendo realizadas nesta semana, com duração de três horas. Cada dia participa um grupo de policiais – entre comandantes e policiais de rua, que serão multiplicadores”,

explica o tenente Emerson Coelho.

Ainda de acordo com o tenente, a palestra realizada por um instrutor do Senai ensina a abordar utilizando as libras.

“Nós passamos todo o procedimento da polícia para o Senai no ano passado, e desde então eles vinham trabalhando nisso. A palestra que foi então desenvolvida, vinha sendo desenvolvida desde o ano passado, já que eles se adequaram de acordo com a nossa realidade e ensinaram o básico. Acredito que seja importante abranger esse público, que é grande”,

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

destaca o tenente.

Toda essa preocupação não é à toa, afinal, a estimativa do último censo realizado em 2010, aponta que Araraquara possui 10.153 deficientes auditivos.

O curso
De acordo com o instrutor do Senai, Igor Géa da Cunha, a unidade conta com dois cursos de libras, um menor de 60 horas e outro avançado de 160 horas.

“Aqui nós passamos somente a questão da abordagem e a função do interprete. A palestra é um grande bate-papo, onde é passada toda a teoria e na sequência é feita a simulação”,

explica.

Ainda de acordo com Igor, a procura pelo curso vem crescendo cada vez mais, devido às cotas criadas nas empresas e também dentro da própria família da pessoa com deficiência auditiva.

“Além do curso de libras, o Senai tem vários cursos com interpretes. Para a realização das palestras, o Senai e a PM fecharam uma parceria e a partir dai foi montada a palesta”,

destaca.

Polícia também adaptou atendimento
Além da abordagem, em dezembro do ano passado, a Polícia Militar lançou seu atendimento de emergência adaptado para pessoas com deficiência auditiva ou de fala. A pessoa envia mensagens via SMS gratuito, que são direcionadas para o Copom (Centro de Operações da Polícia Militar) de São Paulo, onde uma equipe faz o atendimento e envia o aviso de ocorrência para o Copom do município.

“Nós estamos nos adequando às pessoas com deficiência auditiva, que no Estado representa 1,9 milhões, segundo a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência”,

explica o tenente Coelho.
Para ter esse serviço, a pessoa deve se cadastrar na unidade policial, ficando liberado o uso do ‘SMS’ para casos de emergência.

Após o cadastro, toda vez que a pessoa com deficiência precisar do apoio da Polícia ou dos Bombeiros, deverá enviar uma mensagem de texto para os números de emergência 190 ou 193. Ainda de acordo com a Polícia Militar, a ideia do sistema de mensagens surgiu em 2011, assim a PM e a Agência Nacional de Telecomunicações e com as operadores de telefonia celular, para um atendimento via SMS, de maneira gratuita.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Agenda maio/2021 Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto

Sob regência do maestro Reginaldo Nascimento, os projetos Série Concertos Internacionais, Juventude tem Concerto e Ensaio Aberto serão exibidos em live

Faturamento da indústria volta a crescer em março, segundo CNI

Alta foi de 12,7% na comparação com o mesmo mês do ano passado

Secretaria de Esportes quer implantar Programa Forças no Esporte

O programa tem como objetivo promover o desenvolvimento integral de crianças, adolescentes e jovens, formando cidadãos

Saúde estende vacinação contra Covid em pessoas com 60 a 62 anos

Serão disponibilizadas mais mil vagas para a faixa etária, agendamento já está aberto; vacinação acontecerá na quarta-feira, dia 12 de maio

Covid 19: agendamento para gestantes e puérperas, transplantados, deficiências permanentes e síndrome de Down será aberto nesta terça-feira

Veja como agendar: Para todos os grupos, a vacinação acontecerá na quarta-feira, dia 12 de maio, em 36 postos de vacinação nas unidades de saúde da cidade.
- PUBLICIDADE -