InícioPolicialPega Ladrão: Força-tarefa faz buscas em São Paulo, Santa Catarina, Rio de...

Pega Ladrão: Força-tarefa faz buscas em São Paulo, Santa Catarina, Rio de Janeiro e Mato Grosso.

Os governadores e prefeitos estão preocupado com a Saúde, a saúde de suas contas bancarias, se aproveitando para roubarem sem licitação.

- continua após a publicidade -

Uma força-tarefa coordenada pelo Ministério Público de Santa Catarina cumpriu 35 mandados de busca e apreensão neste sábado, destinados a investigar a compra de respiradores pelo governo do estado.

O governo comprou 200 respiradores por R$ 33 milhões, para usar em pacientes de Covid-19. O pagamento foi antecipado, mas os aparelhos ainda não foram entregues pela empresa Veigamed.

A Operação, batizada de Oxigênio, foi desencadeada por promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e pela Polícia Civil em 12 municípios de quatro estados – Santa Catarina, Rio de Janeiro, São Paulo e Mato Grosso.

ARQUIVO

Segundo os promotores, a compra foi feita sem licitação, em caráter emergencial, e o pagamento antecipado foi feito sem qualquer garantia de entrega ou cautelas para verificar a idoneidade e a capacidade fornecimento da empresa vendedora.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Os investigadores afirmam que foram identificadas fraudes na compra, envolvendo corrupção de agentes públicos, falsidade ideológica em documentos oficiais, criação de empresas de fachada administradas por interpostas pessoas e lavagem de dinheiro.

internet

Segundo informações, o secretário de Saúde de Santa Catarina, André Motta, afirmou que o primeiro lote de respiradores deve chegar dentro de três a quatro dias.

O site informou ainda que houve buscas foi o Centro Administrativo catarinense, em Florianópolis.

No Rio de Janeiro, em um galpão em Vargem Pequena, na Zona Oeste, os agentes apreenderam máscaras n-95, um Equipamento de Proteção Individual essencial para o trabalho das equipes de saúde, máscaras de oxigênio, laptops e peças para respiradores.

divulgação

Foram apreendidos R$ 300 mil em espécie no Rio de Janeiro, em um dos alvos da operação. Houve ainda sequestro cautelar de R$ 11 milhões de uma conta bancária.

A compra ocorreu na gestão do ex-secretário da Saúde, Helton Zeferino, que deixou o cargo.

Ele confirmou ter autorizado a compra, mas informou que não participou de detalhes da negociação. Neste sábado, o secretário da Casa Civil, Douglas Borba, prestou depoimento e negou ter participado diretamente da compra. Pelo menos 15 pessoas já prestaram depoimento.

foto internet

As investigações da força-tarefa têm a colaboração da Polícia Civil e Ministério Público do Rio de Janeiro, de São Paulo e de Mato Grosso.

A 1ª Vara da Fazenda Pública de Florianópolis bloqueou o valor e suspendeu qualquer novo pagamento relativo ao contrato, que também é investigado por uma Comissão Parlamentar de Inquérito na Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

foto internet

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Contações de histórias compõem a programação do final de semana do Museu Casa de Portinari

Conheça também a faceta poética de Candido Portinari no Pela Janela (25); on-line e gratuita

Terceira via discute impeachment de Bolsonaro como única forma de derrotar Lula

Com economia e empregos em recuperação, falta de escândalos no governo e popularidade nas ruas em alta, os concorrentes enxergam no impeachment a única forma de barrar Bolsonaro em 2022

Olimpíada de Tóquio: saiba quem são os brasileiros favoritos ao ouro

Judô? Vôlei? Natação? Atletismo? Futebol? De onde virão as medalhas de ouro para o Brasil?

Ribeirão Preto já vacinou mais de 50% da população com a primeira dose

Foram 360.962 pessoas imunizadas com a primeira dose, 112.238 com a segunda e 15. 948 com dose única

120 vagas para cursos gratuitos de qualificação com bolsa-auxílio em Ribeirão Preto

São 60 vagas para o curso de Porteiro e Controlador de Acesso e 60 vagas para o curso de Recepção e Atendimento, os dois com duração de 12 dias
- PUBLICIDADE -