Início Policial No Brasil o poste mija no cachorro realmente: Fernandinho Beira-Mar planeja vender...

No Brasil o poste mija no cachorro realmente: Fernandinho Beira-Mar planeja vender produtos com a sua grife

- continua após a publicidade -

Capturado há quase duas décadas nos arredores de um acampamento das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) na selva amazônica, o traficante Luiz Fernando da Costa foi retratado à época pelos jornais colombianos como o “Pablo Escobar brasileiro”. Fernandinho Beira-Mar havia saído de um aglomerado de casebres às margens da Baía de Guanabara, a favela Beira-Mar, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, para se tornar o maior distribuidor de drogas e armas às comunidades do Rio, segundo a Polícia Federal.

Passados 18 anos de sua prisão por militares do país vizinho, ele planeja usar a internet para abastecer a cidade com outros tipos de produtos: canecas, camisas, bonés e capas para telefone celular. Tudo com a marca FBM.

É da cela 38 da penitenciária federal de segurança máxima de Mossoró, no Rio Grande do Norte, que o traficante condenado a mais de 300 anos de prisão planeja os detalhes de seu site de vendas, que também será usado para divulgar dois livros de sua autoria.

Uma das obras fala sobre Jesus Cristo, monografia escrita para conclusão do curso de Teologia, que fez à distância. O segundo texto é uma biografia, onde ele retrata a sua trajetória à margem da lei. Dos tempos de matuto, quando trazia pequenas quantidades de cocaína e maconha, respectivamente, da Colômbia e do Paraguai para abastecer as bocas de fumo da favela Beira-Mar, até o período em que se associou ao chefe da Frente 16 das FARC, Tomas Medina Caracas, o Negro Acácio, morto pelo exército colombiano em 2007.
Negócios, rebeliões e condenações Articulado, inteligente, extremamente frio e violento — como é descrito nos relatórios de análise comportamental do sistema prisional –, Fernandinho Beira-Mar defendia a unificação das facções criminosas em atividade no Rio para se tornar o único fornecedor de drogas e armas aos criminosos. Em 2002, menos de um ano após ter sido preso na selva colombiana, ele comandou uma rebelião em Bangu 1 que se estendeu por 23h e resultou em quatro assassinatos. Dentre os mortos estava Ernaldo Pinto de Madeiros, o Uê, que foi queimado vivo dentro de sua cela.
Após o episódio, o traficante foi transferido para uma penitenciária federal de segurança fora do estado e, posteriormente, condenado a 120 anos de prisão.
Produtos FBM serão feitos por dependentes químicos Com o site de vendas, a ideia do traficante é oferecer produtos que serão confeccionados por dependentes químicos que estão sob tratamento oferecido por uma organização não-governamental (ONG) ligada a uma igreja evangélica.
- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -
publicidade
publicidade

Últimas Notícias

Outra derrota do Botafogo deixa o projeto da serie A distante

Agora, o Pantera busca a reabilitação contra o Londrina, na terça-feira (20), às 19h15, no estádio Santa Cruz.

Programa Direção Segura autua oito motoristas em Cravinhos

Blitz de fiscalização da Lei Seca foi realizada entre a noite de sexta e a madrugada deste sábado (17); Ao todo, 288 veículos foram fiscalizados

Caixa e Banco do Brasil iniciam pagamento de cotas do PIS/Pasep

Para o participante saber se tem direito às cotas, basta acessar o portal

Sesc Ribeirão apresenta espetáculo de dança inspirado na vida da poetisa Sylvia Plath

Dança em Dobro acontece no dia 23 de agosto, sexta, a partir das 20h, com apresentações do Studium Carla Petroni e da Cia. Lusco Fusco

Hospital de Câncer de Ribeirão Preto promove “Tarde Beneficente”

Todo evento é organizado por membros do Grupo de Voluntariado Arco Íris

Habitação entrega casas para famílias de Guatapará

Nesta sexta-feira, 16 de agosto, a Secretaria de Estado da Habitação entrega 97 unidades habitacionais na cidade de Guatapará. O Governo do Estado, através...

Enquanto senado vota abuso de autoridade vereador e apresentador são assaltados em RP

Os Bandidos agiram rapidamente e fugiram em poucos minutos.

Copa Educa Judô agita cidade de Morro Agudo

Consolidado, evento deve receber mais de 60 instituições e mil atletas

ENCONTRO NACIONAL DO PSL DE JAIR BOLSONARO

A mobilização é uma ação da executiva nacional que tem o objetivo de dobrar o número de filiados

Palocci relatou em delação repasses ilegais a Lulinha, amante Gleisi e quadrilha do...

Palocci declarou que parte dessas negociações era realizada por ele com João Vaccari, ex-tesoureiro do PT
- PUBLICIDADE -