InícioPolicialGCM realiza ação para coibir receptação de produtos furtados

GCM realiza ação para coibir receptação de produtos furtados

Ação realizada em ferros-velhos encontrou grades idênticas às utilizadas no Parque Rubem Cione

- continua após a publicidade -

A Secretaria Municipal de Justiça, por meio da Guarda Civil Metropolitana (GCM) de Ribeirão Preto, realizou nesta terça-feira, dia 29 de junho, operação de fiscalização para coibir a receptação de produtos furtados de áreas públicas e vias da cidade.

Após ronda por ferros-velhos no bairro Paulo Gomes Romeu e adjacências, a GCM seguiu até a rua Javari para verificação de um estabelecimento que funciona apenas no período noturno.

Juntamente com a Fiscalização Geral, a GCM abordou o proprietário que fazia a limpeza do local. Do lado externo do estabelecimento havia muitos produtos recicláveis prontos para serem recolhidos. A equipe retirou alguns desses materiais, encontrando escondidas quatro grades idênticas às usadas no Parque Rubem Cione.

Diante dos fatos, o proprietário do ferro-velho foi encaminhado à Central de Flagrantes, onde a autoridade de plantão, ciente dos fatos, acionou o representante da Secretaria de Infraestrutura, que confirmou a propriedade das grades como sendo da prefeitura.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

“Intensificamos a fiscalização dos pontos que compram material para reciclagem com o objetivo de combater os crimes de furto em próprios municipais, tais como grades, tampas, fios e outros metais. A receptação é crime e continuaremos a atuar nestes locais para prender receptadores”, explicou o superintendente da Guarda Civil Metropolitana, Domingos Fortuna.

O delegado de plantão enquadrou o proprietário do ferro-velho no art. 180 do Código Penal, por receptação culposa, sendo liberado em seguida.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

O fundo do posso sem fundo: Fiocruz indica atenção com dengue

Períodos chuvosos atrelados ao calor são favoráveis à proliferação do Aedes aegypti, que é também transmissor do vírus da zika e chikungunya.

Mãe do presidente Jair Bolsonaro morre aos 94 anos

De Uma família humilde do interior de São Paulo, dona Olinda, partiu mas pode ver os feitos do filho. Nossos sentimentos ao @jairmessias.bolsonaro

Coronavac é liberada e SP confirma dose para crianças em até 3 semanas

Eles garantem que o medicamento é seguro, e casos de mortes não são relacionados com a picada salvadora. Se ele garante nós acreditamos na ciência.

Criança de 10 anos infartou depois da picada mas o motivo não foi a vacina

Prefeitura diz que criança teve parada cardíaca após vacina, mas estado rapidamente concluiu que criança tinha doença rara no coração que os pais não sabiam. E nós acreditamos no trancarua

Nogueira esqueceu? Site e redes sociais da prefeitura não fizeram qualquer menção a data

Prefeitura não programou qualquer evento, não fez menção a data, simplesmente não lembraram a data.
- PUBLICIDADE -