InícioPolicialDamares faz grave alerta para aumento de estupros contra recém-nascidos no Brasil

Damares faz grave alerta para aumento de estupros contra recém-nascidos no Brasil

Uma única imagem de um bebê sendo abusado, no Brasil, pode custar entre R$ 50 e R$ 100 mil, segundo a ministra.

- continua após a publicidade -

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, participou com o presidente Jair Bolsonaro da live semanal nesta quinta-feira (27).

Ela fez um grave alerta para o aumento da violência sexual contra crianças e principalmente contra bebês.

De acordo com ela, embora os registros do Disque 100 tenham caído 17%, o número de abusos cresceu com o isolamento social, porque a maior parte dos algozes, nesses casos, são parentes e pessoas próximas e os indícios de violência eram identificados principalmente na escola, pelos professores.

Além disso, Damares afirmou que houve aumento no número de estupros a recém-nascidos, mas não informou quais seriam estes números.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Seriam milhões de reais circulando na indústria pornográfica infantil. Uma única imagem de um bebê sendo abusado, no Brasil,  pode custar entre R$ 50 e R$ 100 mil, segundo a ministra.

“E tenho uma notícia triste: no Brasil, já é possível pagar para assistir o abuso de uma criança ao vivo online. Estamos no caos. Não é invenção da direita. E o ministro da Justiça e o nosso ministério vão fazer esse enfrentamento no mundo online. Isso sim são Direitos Humanos”, apontou.

“São milhões de reais nessa indústria pornografia infantil”, acrescentou, afirmando que  o Brasil está produzindo imagens para o mundo todo.

Damares salientou que o governo federal não vai tratar pedofilia como doença ou como algo que se justifique, mas como crime organizado.

“Nós não aceitamos relativizar a pedofilia neste governo. A pedofilia não se relativiza, não se justifica, não se minimiza e não se explica. A pedofilia se enfrenta. Não adianta dizer que nós vamos colocar tudo no quadro de doença. Nós não vamos. Nós vamos enfrentar como crime e crime organizado”, declarou.

A ministra também falou da perseguição que tem sofrido por colocar em debate a pauta do combate à pornografia infantil.

“Tem muita gente que está combatendo a ministra porque não quer ver essa pauta avançar. Nas últimas três semanas eu virei alvo de todos os tipos de perseguição. Atenção, quem está entrando na onda de perseguição à ministra: quem está por trás? Quem está financiando? Essa indústria é rica, mas este governo não tem medo de crime organizado! A gente vai fazer o enfrentamento e nós vamos salvar os bebês (…) Nós vamos pegar todo mundo”, finalizou.

arquivo

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

O sonho acabou: Doria foi chutado pelo PSDB

@jdoriajr se o sonho acabou, procure a próxima padaria, de preferencial na China.

Varíola do macaco: O que é essa doença?

Ao todo são 80 casos confirmados em 12 países, argentina já tem caso e todos os continentes foram atingidos. Como se proteger e quais os riscos. Confira aqui

Enxaqueca requer tratamento médico, alerta neurologista

Você pode ser atendido sem fila, sem sair de casa e com acompanhamento medico, evitando assim o uso de medicamentos desnecessários

Oportunidade: 143 vagas de emprego abertas nesta semana

Entre as oportunidades estão cargos como cozinheira, motorista, auxiliar de escritório, vendedor, barista, garçom, cabeleireiro, nutricionista, entre outros.

60 anos esperando titulo Comercial pode sair da fila

Com acesso garantido, Comercial busca 1º título de uma divisão de Paulista em 64 anos. O time terá força máxima no primeiro jogo da final, sábado às 19h, em Bauru
- PUBLICIDADE -