InícioPolicialCovarde mata esposa e se suicida na frente dos filhos

Covarde mata esposa e se suicida na frente dos filhos

Depois de grande crueldade, o que consola é saber que ele já esta no colo do capeta e a esposa não vai precisar aturar o filho do capiroto

- continua após a publicidade -

Um caseiro de 52 anos se matou, na manhã desta quarta-feira (10), na frente dos filhos e da Polícia Militar, em Américo Brasiliense.

Na noite de segunda (8), ele havia matado com quatro tiros, Cláudia Conceição Vidal da Silva de 42 anos.
Depois de cometer o homicídio, ele ainda teria arrastado o corpo da esposa para fora da casa e coberto com um edredom.

Ele estava foragido, mas voltou para casa e afirmou que se entregaria à polícia.

O suicídio ocorreu no sítio no qual Claudinei José da Silva trabalhava.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Segundo a polícia, teria voltado para o sítio e avisado os filhos que se entregaria para a polícia.

Porém, no momento que a Polícia Militar chegou ao local, ele teria colocado um revólver na cabeça e atirado.

O filho dele e de Claudia, de 14 anos, estava na casa e presenciou a cena.

Além do menor, ele tem outros dois filhos, de relações anteriores, que também estavam no local.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Com dois a menos, Palmeiras se classifica na libertadores

10 SEMIS DE #LIBERTADORES NA HISTÓRIA! 10 CLASSIFICAÇÕES CONSECUTIVAS EM MATA-MATA NO TORNEIO! 10 PASSAGENS DE FASE EM #LIBERTADORES EM CASA!

Patriotas vão para Paulista: Ribeirão inicia preparativos para o desfile de 7 de Setembro

Em Ribeirão vários grupos se organizam para participar das manifestações em São Paulo, dia que esta sendo considerado o mais importante dos últimos 200 anos. Confira como participar.

WhatsApp lança novas ferramentas para garantir mais segurança e privacidade aos usuários

As funções do aplicativo de mensagens estão em fase de testes, mas devem chegar ao público em breve

Vereador esquerdista que defende mulheres deve cumprir medida protetiva com a ex-namorada

a vítima se sente perseguida e agredida moralmente e psicologicamente pelo autor

“Funcionário” recebe R$ 22 mil por mês da Câmara para estudar Direito na USP em período integral

Trabalhar por que? Se nem os vereadores fazem isso, o O acadêmico em questão é Saulo Wellington Marchiori Magron, lotado no cargo de agente de administração
- PUBLICIDADE -