InícioLazer e CulturaTheatro Pedro II recebe Live dos 50 anos da Unimed Ribeirão Preto

Theatro Pedro II recebe Live dos 50 anos da Unimed Ribeirão Preto

Comemoração terá apresentação da banda Rod Hanna com a Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto

- continua após a publicidade -

O Theatro Pedro II recebe nesta sexta-feira, dia 30 de abril, às 16h, um show da banda Rod Hanna com a Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto para comemorar os 50 anos da Unimed Ribeirão Preto. A Live será transmitida diretamente do Youtube da Unimed.

A Live terá a participação especial do Dr. Denizard Rivail com o pianista Gustavo Molinari, uma homenagem aos mais de 940 médicos cooperados da entidade.

Com duas horas de espetáculo, a apresentação terá também a participação do vice-presidente da Unimed, Dr. Moysés de Oliveira Lima Filho, e do diretor financeiro, Dr. Juvelcio Fernandes Peixoto. Outros quatro ex-presidentes foram convidados para receber uma homenagem durante o show.

Theatro Pedro II
Erguido no apogeu do ciclo do café pelos barões daquela época, o Theatro Pedro II foi inaugurado em 8 de outubro de 1930, com a apresentação do filme “Alvorada do Amor”, com capacidade para receber duas mil pessoas. Por 30 anos, foi o principal polo cultural de Ribeirão Preto, com passagens secretas utilizadas por membros da alta sociedade que se hospedavam nos hotéis ao lado do prédio.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O dia 15 de julho de 1980 jamais será esquecido. Durante a exibição do filme “Os Três Mosqueteiros Trapalhões”, o Theatro Pedro II viveu sua história mais triste. Um incêndio devastou todo o Theatro, destruiu sua cobertura e comprometeu sua estrutura. Depois do incêndio, campanhas pedindo a preservação do patrimônio foram realizadas e, no dia 7 de maio de 1982, o prédio foi tombado pelo Condephaat.

Esplanada do Teatro Pedro II

Em maio de 1991, iniciou-se a primeira etapa de restauração e modernização do Theatro. A reforma durou cinco anos e o restauro das características arquitetônicas originais recuperaram o Pedro II, ampliando suas funções.

Na fase de reforma, a cúpula metálica da plateia principal foi reconstruída pela artista plástica Tomie Ohtake e a caixa cênica foi rebaixada em seis metros. Foi criado um subsolo com mais dois níveis: espaços para serviços de apoio artístico, oficina de cenário, carpintaria e almoxarifado técnico.

Seu complexo arquitetônico é um dos principais patrimônios cultural e histórico de Ribeirão Preto, considerado o terceiro maior teatro de ópera do Brasil e referência cultural da cidade.

Orquestra Sinfônica
A Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto foi fundada em 1921 e conta uma história de devoção e amor à música. Mantida pela Associação Musical de Ribeirão Preto, criada em 1938 por músicos e abnegados, desde então a Orquestra funciona de modo ininterrupto e vem desenvolvendo importantes projetos que difundem a música erudita, reafirmando seu papel de destaque no setor artístico e no cenário nacional.

Já se apresentou nas mais diversas salas de concerto do Brasil (Sala São Paulo, Theatro Municipal de São Paulo, Festival de Inverno de Campos do Jordão) e, desde sua fundação, seu principal palco para a apresentação tem sido o Theatro Pedro II.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Cerca de 40 mil pessoas não retornaram para receber a segunda dose da vacina contra Covid-19

Dados são Vigilância Epidemiológica, que conclama a população a procurar os postos de vacinação e manter o controle da doença

“Concertos Internacionais” apresenta homenagem a Astor Piazzolla

Concerto será transmitido no dia 23 de outubro, às 19h, como parte das comemorações de 91 anos do Theatro Pedro II

Nogueira quer que você receba agua do Rio Pardo nas torneiras

Hoje a agua do DAERP é do aquífero guarani, uma agua mineral será substituída por aguas do Rio Pardo. Você aprova esta mudança?

Atenção: Alerta para tentativa de golpe contra aposentados

Instituto de Previdência orienta beneficiários a não informar dados pessoais ou bancários

Ditador Moraes manda prender e extraditar Allan dos Santos

Se não estamos vivendo em uma ditadura do judiciário, o que se compara com atitudes destes loucos? Maduro, Chaves, Alexandre de Moraes...
- PUBLICIDADE -