InícioLazer e CulturaObras do artista chinês Sun Hao são exibidas no RibeirãoShopping

Obras do artista chinês Sun Hao são exibidas no RibeirãoShopping

- continua após a publicidade -

Depois de passar pelo Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Alvares Penteado (MAB FAAP), em São Paulo, a exposição “Aqui é onde nos encontramos” chega a Ribeirão Preto. De 2 de maio a 30 de junho, o público do RibeirãoShopping poderá apreciar obras em nanquim do artista chinês Sun Hao, feitas exclusivamente para a mostra.

O local também contará com oficinas gratuitas, que acontecerão nos dias 5 e 26 de maio e 30 de junho. Os interessados poderão participar de atividades como cerimônia do chá, aula demonstrativa básica de chinês, caligrafia chinesa, aula de “Baduanjin – Exercícios para Saúde” e atividade Cross-Cultural sobre as etiquetas dos chineses nos negócios.

De acordo com Lourdes Zilberberg, diretora do Instituto Confúcio para Negócios FAAP, área responsável pela exposição, Sun Hao trabalha o “encontro” entre o Oriente e o Ocidente. “Isso é enfatizado, inclusive, com o uso do nanquim, uma técnica típica chinesa, para representar modelos da escultura clássica ocidental”, acrescenta.

Outra característica muito presente nas obras de Sun Hao é a utilização de imagens de cavalo, que representam o heroísmo e a lealdade, atributos que o artista gosta de retratar em suas produções.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Professor de arte experimental, Sun Hao nasceu em 1980 na cidade de Linyi, província de Shangdong (China). É graduado em Pintura Tradicional Chinesa pela Academia de Belas Artes de Luxun e em Pintura Chinesa pela Academia Central de Belas Artes da China. Atualmente, é professor de arte experimental no Instituto de Arte e Design Gráfico de Beijing.

O artista possui obras espalhadas por importantes instituições, como Academia Luxun de Belas Artes, Academia Central de Belas Artes da China, Hong Kong Yingke Arts Center, Centro de Exposições de Hong Kong, Yu Chen Art Museum, Guan Shanyue Art Museum e Lingnan Fine Arts Museum.

A exposição é realizada em parceria com o Hanban – sede do Instituto Confúcio na China – e a UIBE (Universidade de Negócios Internacionais e Economia). Mais informações e inscrições para as oficinas: http://www.faap.br/exposicoes/aqui-e-onde-nos-encontramos-rp/

 

SERVIÇO

Exposições “Aqui é onde nos encontramos”

Período de visitação: de 2 de maio a 30 de junho de 2019

Horário: Segunda a sábado – das 10h às 22h

                Domingos e feriados – das 14h às 20h

Local: Setor Terra Vermelha – RibeirãoShopping

Endereço: Av. Cel. Fernando Ferreira Leite, 1540 – Jardim Califórnia – RP

Informações: www.ribeiraoshopping.com.br

Entrada gratuita

Programação das oficinas

 

Data: 5 de maio

  • 16h00 às 17h00 Caligrafia chinesa – atividade com inscrição
  • 17h30 às 18h30 Cerimônia do chá – atividade com inscrição

Com as professoras Wu Tao e Niu Xia

 

Data: 26 de maio

  • 16h00 às 17h00 Aula demonstrativa básica – O quanto você sabe de chinês? – atividade com inscrição
  • 17h30 às 18h30 Aula de “Baduanjin – Exercícios para Saúde” – atividade com inscrição

Com as professoras Wu Tao e Niu Xia

 

Data: 30 de junho

  • 16h00 às 18h00 As etiquetas dos chineses nos negócios e atividade Cross-Cultural – atividade com inscrição

Com as diretoras, Lourdes Zilberberg e Xiaoshu Zhu e a coordenadora, Anna Pesce, do Instituto Confúcio para Negócios FAAP

 

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Prefeitura inaugura duas novas escolas de educação infantil

Uma Unidade conta com 319 vagas, sendo 135 para crianças e outra para receber 420 alunos

João Rock anuncia 19ª edição para 11 de junho de 2022

Evento apresentará line-up e iniciará pré-venda de ingressos no dia 26 de outubro

Prainha de Rifaina reabre dia 03 de Novembro

Fechada desde março de 2020, afetou o turismo e comercio, obrigando muitos fecharem em definitivo.

Bolsonaro cria auxílio gás para famílias carentes

Saiba quem tem direito ao beneficio e como solicitar.

Como sempre turminha do PT usam retorica e chama vereadores de ‘machista, racista e elitista’

Por ser mulher e do PT a vereadora exige que seus projetos caminhem mais rápido do que os demais. Com salario e mordomia que recebe ela não faz parte da elite?
- PUBLICIDADE -