InícioEsportesOlimpíadasVamos ser os campeões do premio consolo Rio 16. Ficamos sempre no...

Vamos ser os campeões do premio consolo Rio 16. Ficamos sempre no quase

- continua após a publicidade -

A projeção do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) de ver o País terminar os Jogos do Rio no top 10 está sob ameaça. Isso se deve principalmente à falta de medalhas de atletas que chegaram como promessas.

A expectativa no comitê, antes do início do evento, era que o Brasil obtivesse algo em torno de 27, 28 medalhas.
A meta está cada vez mais difícil de alcançar.
No final da ultima semana estamos apenas com 3 medalhas, sendo uma de ouro, prata, e bronze.
O judô ganhou duas medalhas.

Temos ouvido o tempo todo, “foi quase” ou “faltou pouco”, e desde a década de 60 não se vê uma delegação do pais sede ter resultados tão inexpressivos.

A ordem no COB e no Comitê Rio 2016 é a de só fazer uma avaliação pública do número de conquistas após o encerramento dos Jogos.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

“Só vamos falar sobre isso após o dia 21”, disse o superintendente executivo de esportes do COB, Marcus Vinicius Freire. Os cálculos que ele costumeiramente anunciava não eram aleatórios. Baseou-se sempre nos resultados dos atletas em campeonatos mundiais – referência utilizada em outras edições olímpicas.

Houve derrotas inesperadas em esportes com esperança de medalhas e ninguém surpreendeu até agora com um desempenho especial.
Na natação, por exemplo Thiago Pereira e com Bruno Fratus, foram alguns dos que receberam o premio o premio consolação.

No tênis, Marcelo Melo e Bruno Soares deram adeus à disputa nas duplas – estavam muito cotados para dar a primeira medalha olímpica para o Brasil. Outra aposta, o vice-campeão mundial de tiro com arco, Marcus D’Almeida, também já foi eliminado. Para agravar o quadro, o basquete feminino ficou pelo meio do caminho e o basquete masculino caminha para não estar entre os times que disputarão medalhas.

Há a situação delicada da dupla de vôlei de praia Pedro e Evandro, que consta da lista de prováveis medalhistas do COB. E tudo pode ser mais nebuloso ainda se o time de Neymar não emplacar e o vôlei masculino, do técnico Bernardinho, não melhorar suas atuações.

Agora é torcer para que apareçam herois na segunda semana, ou então se dar por satisfeitos em ter feito a festa para os visitantes dançarem.

Mas, o Premio consolação, este ninguém nos tira.

Outra preocupação que um evento desta magnitude traz é o legado que deixará. Marcus Vinícios ressaltou que as obras serão aproveitadas após os Jogos, e não acredita no aparecimento dos famosos “elefantes brancos”.

“Elefante branco eu não vejo nas nossas instalações. Tenho só a preocupação de como vamos juntar os três níveis de governo com o Comitê Olímpico e com o Comitê Paralímpico para a administração daqui para frente”, concluiu o diretor executivo de esportes do COB.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

O Maior Encontro das Tribos de Ribeirão Preto e região vem aí!

Serão três palcos com 22 atrações confirmadas! Quem quer ingresso na faixa diz eu ai.

AstraZeneca prazo entre as doses cai de 12 semanas para 8

Com isso, fica a cargo dos municípios o ajuste dos calendários de segunda dose a partir da disponibilidade do imunizante.

Fórmula 1 anuncia temporada 2022 com recorde de 23 corridas

Bahrein abre calendário em março e Abu Dhabi encerra em novembro

Eliminatórias: com brilho de Neymar e Raphinha, Brasil goleia Uruguai

Seleção vence por 4 a 1 em reencontro com torcida brasileira

Agendamento aberto para 1ª, 2ª e 3ª dose aberto. Confira

CADA GRUPO ESTA DESCRITO ABAIXO. VEJA OS GRUPOS E CONFIRA SUA PROGRAMAÇÃO. São 3 grupos distintos.
- PUBLICIDADE -