Início Especiais Feira do Livro Feira Nacional do Livro traz convidados de destaque nacional e internacional nesta...

Feira Nacional do Livro traz convidados de destaque nacional e internacional nesta terça-feira

- continua após a publicidade -

A 17ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto chega a seu terceiro dia nesta terça-feira, dia 6 de junho, e apresenta uma programação especial com convidados renomados. O dia é bastante esperado por conta da participação do educador português José Pacheco na Conferência Internacional de Literatura e Educação, a partir das 19h30. A atividade contará com tradução simultânea em Libras (Língua Brasileira de Sinais).

Especialista em Leitura e Escrita, José Pacheco é autor de inúmeros livros e artigos sobre educação, além de ser idealizador da Escola da Ponte, em Portugal, instituição que se notabilizou pelo projeto educativo baseado na autonomia dos estudantes.  Ele é indutor de mais de 100 projetos para uma nova educação no Brasil. “Para o educador português, criador da escola em que não há turmas, quem quer inovar deve ter mais interrogações que certezas”, comenta a presidente da Fundação do Livro e Leitura, Adriana Silva.

José Pacheco

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Jerônimo Pizarro, também português, é outra atração do dia. O professor, tradutor, crítico e editor, chega à Feira Nacional do Livro para participar de Salão de Ideias especial com análise da obra Fernando Pessoa – autor homenageado pela 17ª edição da feira. A atividade acontece a partir das 10h30, no Auditório Meira Júnior.

Atualmente, Pizarro é professor da Universidade dos Andes, co-editor da revista “Pessoa Plural” e editor da Coleção Pessoa da Tinta-da-China, tendo participado como comissário da visita de Portugal à Feira Internacional do Livro de Bogotá.

O autor traz para Ribeirão Preto o lançamento do livro Pessoa Múltiple (Antologia Bilíngue), por Fernando Pessoa. A obra conta com edição, tradução e notas de Jerónimo Pizarro e Nicolás Barbosa. A produção comprova que não há autor de língua portuguesa mais reconhecido hoje que Fernando Pessoa, uma figura de destaque do século XX e da literatura universal. Esta antologia é a primeira a reunir, em um só volume, uma parte de toda a produção poética pessoana, os versos ingleses e franceses e livros tão importantes como Rubayiat e Quadras, entre outros. Pessoa Múltiplo é um convite para ler a poesia pessoana em toda a sua extensão, variedade e multiplicidade.
Jerônimo Pizarro

Combinando Palavras

Logo pelo início da manhã, às 8h30, alunos da rede estadual de ensino têm encontro marcado com a escritora Lya Luft, na Sala Principal do Theatro Pedro II. A atividade é promovida pela Fundação do Livro e Leitura em parceria com o Sesc e a Diretoria de Ensino de Ribeirão Preto.

A escritora começou a escrever poemas no início de seu primeiro casamento, que foram reunidos no livro “Canções de limiar” (1964). Em 1972, foi publicado seu segundo livro de poemas, intitulado “Flauta doce”. Em 1978, lançou sua primeira coletânea de contos “Matéria do cotidiano”.

Em 1980 publicou “As parceiras” e no ano seguinte veio “A asa esquerda do anjo”. Os dois livros foram influenciados por uma visão de morte que a autora teve depois de sofrer um acidente automobilístico quase fatal em 1979. Já em 1982, publicou “Reunião de família” e, em 1984, outras duas obras: “O quarto fechado” e “Mulher no palco”. O primeiro foi lançado nos Estados Unidos sob o título The Island of the Dead. Em 1987, lançou “Exílio”; em 1989, o livro de poemas “O Lado Fatal”; e, em 1996, o premiado “O Rio do Meio” (ensaios), considerado a melhor obra de ficção daquele ano.

Em 2001, Luft recebeu o prêmio União Latina de melhor tradução técnica e científica, pela obra “Lete: arte e crítica do esquecimento”, de Harald Weinrich. Em 2013, recebeu o Prêmio ABL, na categoria Ficção, Romance, Teatro e Conto, pela obra “O tigre na sombra”. No total, já escreveu e publicou 23 livros, entre romances, coletâneas de poemas, crônicas, ensaios e livros infantis. Atualmente, os livros de Lya Luft continuam sendo traduzidos para diversos idiomas.

17ª Feira Nacional do Livro

Realizada pela Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão, a 17ª Feira Nacional do Livro acontece de 4 a 11 de junho, com abertura em 3 de junho, em Ribeirão Preto. Durante oito dias, mais de 130 autores vão desfilar por 13 espaços simultâneos da feira. Reconhecida como um dos principais eventos nacionais de literatura, o tema deste ano é “Do conhecimento que liberta ao amor que educa – o livro na escola” com expectativa de atrair mais de 200 mil participantes durante os oito dias de evento e ser palco para um amplo debate sobre o papel do livro na educação. Neste ano, a feira promete muitas novidades em ampla programação, possibilitada pela força conjunta das grandes parcerias como com o Sesc, Sesi, Senac, Universidades, Diretoria de Ensino e entidades locais, além do apoio de empresas e organizações e da valorização cultural, o que consagra a grandiosidade do evento.

Como em todos os anos, a 17ª edição do evento presta homenagem a um país – e o escolhido foi Portugal, berço da Língua Portuguesa; o escritor principal é Fernando Pessoa – ícone da literatura portuguesa; autor educação escolhido é César Nunes; autor infantojuvenil é Ricardo Azevedo; autor local Rosa Maria de Britto Cosenza; patrono, o empresário e fundador do Sistema Coc, Chaim Zaher. Neste ano, há uma novidade: a modalidade de professor homenageado e o nome indicado é o de Maris Ester de Souza – professora da rede de ensino local.

Sobre a Fundação

A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos. Trata-se de uma evolução da antiga Fundação Feira do Livro, criada em 2004, especialmente para realizar a Feira Nacional do Livro da cidade – hoje considerada a segunda maior feira a céu aberto do país, realizada tradicionalmente no mês de junho.

Com uma trajetória sólida e projeção nacional e internacional, a entidade ganhou experiência e, atualmente, além da Feira, realiza muitos outros projetos ligados ao universo do livro e da leitura com calendário de atividade durante todo o ano. A Fundação se mantém com o apoio de mantenedores e patrocinadores, com recursos diretos e advindos das leis de incentivo, em especial do Pronac e do Proac.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Odebrecht fez pagamentos a Toffoli, denuncia Marcelo Odebrecht à PGR

Marcelo Odebrecht e os demais diretores da empresa sempre se referiam a Toffoli como “amigo de Adriano” ou “amigo de AM (Adriano Maia)”

Gol de Bolsonaro: SBT acerta transmissão da final do carioca, Flamengo e Fluminense

O SBT alcançou a sua maior audiência na história da emissora até então com a transmissão da final da Copa do Brasil, decidida por Corinthians e Grêmio

Divirta-se com os melhores tweets do MBL tratando Ayan como um guru

Com a prisão de Luciano Ayan por suspeita de lavagem de dinheiro, separamos os melhores do tweets em que mblistas idolatram o prisioneiro.

Ribeirão Preto tem leitos sobrando na rede privada e deveria contratar com urgência

Presidente da entidade diz que hospitais de campanha são um erro estratégico e que Ribeirão Preto vive o cenário já experimentado por Manaus

Preso por lavagem de dinheiro do MBL teve cargo no governo Doria

Os presos Alessander Mônaco e Carlos A. de Moraes Afonso são investigados por ocultação de patrimônio, além de lavagem de dinheiro.
- PUBLICIDADE -