Início Especiais Feira do Livro Feira do Livro recebe escritores consagrados e influenciadores digitais

Feira do Livro recebe escritores consagrados e influenciadores digitais

- continua após a publicidade -

Após 17 anos de realização e difusão da leitura, a Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto parte para um novo propósito nesta edição de 2017: formar leitores. O objetivo foi traçado pela Fundação do Livro e Leitura com a proposta de ampliar os horizontes do projeto Combinando Palavras, que neste ano consegue trazer para a feira, em Ribeirão Preto (SP), cerca de 8.800 estudantes da rede pública para um encontro com seis autores escolhidos e estudados: Nélida Piñon, Zuenir Ventura, Ignácio de Loyola Brandão, Lya Luft , Luis Fernando Verissimo e Ricardo Azevedo (autor infantojuvenil  homenageado). O projeto contou com apoio do Sesc e da Diretoria de Ensino de Ribeirão Preto, com capacitação para professores que se envolveram com a ideia. O resultado foi a produção de trabalhos surpreendentes dos estudantes sobre a obra dos autores participantes. Nesta quinta-feira, dia 8 de junho, o escritor esperado pelos alunos é Zuenir Ventura, que se encontra com o grupo, a partir das 8h30, na Sala Principal do Theatro Pedro II.

Colunista do jornal O Globo e membro da Academia Brasileira de Letras, Zuenir Ventura possui um estilo que mistura ficção e realidade, com narrativas de uma vivacidade que empolga e encanta leitores de todas as idades. O escritor já recebeu inúmeros prêmios ao longo da carreira, incluindo o Prêmio Jabuti em 1995 na categoria Reportagem pelo livro “Cidade partida”. No bate-papo com os estudantes, Zuenir vai narrar um pouco de sua trajetória na literatura e responder às curiosidades da plateia que se preparou com a leitura e interpretação de textos do autor. Às 16h30, Zuenir volta ao Pedro II, para um Salão de Ideias aberto ao público em geral.

Para a presidente da Fundação do Livro e Leitura, Adriana Silva, o projeto Combinando Palavras marca a uma importante transição da Fundação. “Durante algum tempo trabalhamos com a difusão da literatura, o que é muito importante, mas este projeto nos coloca em outro cenário, o da formação, que é extremamente necessário. Segundo ela, este é o projeto que definitivamente fará de Ribeirão Preto uma cidade de leitores. E se assim acontecer, seremos modelo”, ressalta

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Destaques da quinta-feira, dia 8 de junho

Desde o último domingo (4), a Feira Nacional do Livro recebeu grandes autores que emocionaram as plateias e dividiram suas percepções e convicções com o público. A 17ª edição da feira traz cerca de 130 autores para Salões de Ideias e lançamentos de obras. A maioria são brasileiros, mas neste ano, estrangeiros de renome também participam.  Uma das atividades especiais da programação é o Salão de Ideias – Sessão Jabuti. Sempre às 10h30, no Auditório Meira Junior, nesta quinta-feira (8) o convidado é o jornalista e escritor Lira Neto. Especializado em biografias, o autor escreveu poesia alternativa e também artigos, entrevistas e reportagens publicados em alguns dos principais veículos do Brasil. Em 2007, foi agraciado com o Prêmio Jabuti de Literatura, na categoria melhor biografia do ano.

Pedro Bandeira também marca presença novamente na Feira do Livro para participar de um Salão de Ideias, às 14h30, no Theatro Pedro II. Autor de literatura juvenil mais vendido no Brasil (23 milhões de exemplares até 2012), Pedro Bandeira é especialista em letramento e técnicas especiais de leitura, proferindo conferências para professores em todo o país. Vários de seus livros se tornaram clássicos e lhe renderam prêmios, como o Jabuti de 1986.

Mídia digital

Ás 19h30 acontece o encontro com influenciadores digitais como Frederico Elboni, Gabriel Dearo e Julia C. Forti – atividade da Semana de Comunicação da Unaerp dentro da programação da feira. O tema em debate é “Youtubers: entre o jornalismo e a publicidade. Às 20h30, também acontece o Bate-Papo sobre “Booktuber: do livro às redes sociais”, com Tatiana Feltrin e Gabriela Pedrão, no Auditório do Sesc, na Rua Tibiriçá, 50, centro de Ribeirão Preto (SP).

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Conferência Internacional

Os encontros da Conferência Internacional Literatura e Educação continuam até o dia 9 (sexta-feira). O convidado desta quinta-feira (8) vem do Chile para relatar sua experiência inovadora em educação. Trata-se do professor, neurobiólogo e pensador chileno Humberto Maturana. Ph.D. pela Universidade de Harvard (EUA) e pós-doutorando pelo MIT (Instituto Tecnológico de Massachusetts), Maturana é um dos propositores do pensamento sistêmico e do construtivismo radical, além de criador da Teoria da Autopoiese e da Biologia do Conhecer, junto a Francisco Varela. A conferência, que será às 19h30, no Theatro Pedro II, conta com a participação da bióloga Ximena Dávila Yáñez, pesquisadora nos processos que acompanham a transformação cultural.

“Maturana vem influenciando uma geração de novos pesquisadores. Sua teoria da Autopoiese” ou Biologia do Conhecer, reúne um conjunto de ideias que buscam a explicação do vivo. Para ele, os seres vivos existem na linguagem”, explica Adriana Silva.

17ª Feira Nacional do Livro

Realizada pela Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão, a 17ª Feira Nacional do Livro acontece de 4 a 11 de junho, com abertura em 3 de junho, em Ribeirão Preto. Durante oito dias, mais de 130 autores vão desfilar por 13 espaços simultâneos da feira. Reconhecida como um dos principais eventos nacionais de literatura, o tema deste ano é “Do conhecimento que liberta ao amor que educa – o livro na escola” com expectativa de atrair mais de 200 mil participantes durante os oito dias de evento e ser palco para um amplo debate sobre o papel do livro na educação. Neste ano, a feira promete muitas novidades em ampla programação, possibilitada pela força conjunta das grandes parcerias como com o Sesc, Sesi, Senac, Universidades, Diretoria de Ensino e entidades locais, além do apoio de empresas e organizações e da valorização cultural, o que consagra a grandiosidade do evento.

Como em todos os anos, a 17ª edição do evento presta homenagem a um país – e o escolhido foi Portugal, berço da Língua Portuguesa; o escritor principal é Fernando Pessoa – ícone da literatura portuguesa; autor educação escolhido é César Nunes; autor infantojuvenil é Ricardo Azevedo; autor local Rosa Maria de Britto Cosenza; patrono, o empresário e fundador do Sistema Coc, Chaim Zaher. Neste ano, há uma novidade: a modalidade de professor homenageado e o nome indicado é o de Maris Ester de Souza – professora da rede de ensino local.

Sobre a Fundação

A Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos. Trata-se de uma evolução da antiga Fundação Feira do Livro, criada em 2004, especialmente para realizar a Feira Nacional do Livro da cidade – hoje considerada a segunda maior feira a céu aberto do país, realizada tradicionalmente no mês de junho.

Com uma trajetória sólida e projeção nacional e internacional, a entidade ganhou experiência e, atualmente, além da Feira, realiza muitos outros projetos ligados ao universo do livro e da leitura com calendário de atividade durante todo o ano. A Fundação se mantém com o apoio de mantenedores e patrocinadores, com recursos diretos e advindos das leis de incentivo, em especial do Pronac e do Proac.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Coronavírus: primeira leva de ‘vacinas do Doria’ virá da China

Segundo Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, a chegada deste material é uma prioridade absoluta.

Coronavírus: UTIs administradas pelo Estado a custaram três vezes mais que as terceirizadas em SP

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de SP, chegaram a custar R$ 58 mil por dia. Isso explica muita coisa?

Ribeirão Preto tem instituto referência em terapia ABA para pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA)

Organização oferece apoio para pacientes com atrasos no desenvolvimento intelectual, de linguagem, e também capacitação e consultoria para as pessoas envolvidas com esse público

Elei­ções: can­di­datos agora só podem ser presos em fla­grante

Já elei­tores não po­derão ser presos cinco dias antes das elei­ções, ou seja, a partir do dia 10, ex­ceto em fla­grante de­lito

Assustadora e gravíssima carta do Arcebispo Vigano a Trump

'Este momento histórico vê as forças do mal alinhadas em uma batalha sem quartel contra as forças do bem.' Entenda e compartilhe com todos