Início Especiais Feira do Livro AEAARP lança gibi na Feira Nacional do Livro de RP

AEAARP lança gibi na Feira Nacional do Livro de RP

- continua após a publicidade -

Para construir uma casa, quem deve ser contratado? A Associação de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Ribeirão Preto (AEAARP) começa pela Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto a distribuição de um gibi educativo sobre as atribuições de engenheiros, arquitetos e agrônomos.

A AEAARP é parceira do Concurso Literário da Feira do Livro, criado pela Academia Ribeirão-pretana de Letras (ARL) e realizado pela Fundação do Livro e Leitura de Ribeirão Preto, com o apoio da Academia de Letras e Artes de Ribeirão Preto, União dos Escritores Independentes, Casa do Poeta e do Escritor, União Brasileira dos Trovadores, Ordem dos Velhos Jornalistas e Proyecto Cultural SUR/Brasil.

A premiação dos vencedores do concurso acontecerá no domingo, quando a AEAARP apresentará o gibi.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

A publicação

“Fazer uma casa não é simplesmente subir paredes, abrir vãos para janelas e portas e cobrir com um telhado. Existem normas técnicas, como segurança, iluminação e ventilação que devem ser observados”, exemplifica o engenheiro Arlindo Sicchieri, diretor da associação.

O gibi conta a história da família de João e Maria, casal que sonhava com a casa própria. Para construí-la, entretanto, não contrataram profissionais habilitados pelo Conselho de Engenharia e Agronomia de São Paulo (CREA-SP) e pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo de São Paulo (CAU-SP).

Nas 12 páginas, João e Maria padecem com o calor, a falta de capacidade elétrica das instalações e uma das cenas mostra uma situação bastante corriqueira em obras e reformas realizadas sem o acompanhamento de profissionais habilitados: a janela do banheiro sobre a pia da cozinha. Isto é, a distribuição dos espaços internos da edificação poderia ter sido projetada para atender às necessidades da família e as normas de construção.

Depois de mostrar a saga da família para se adaptar ao imóvel, que foi construído desrespeitando normas técnicas, a publicação lista uma série de dicas para quem quer contratar engenheiros, arquitetos e agrônomos.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

A AEAARP recomenda que aqueles que vão construir ou reformar um imóvel, busquem profissionais habilitados pelos conselhos de classe, informem-se sobre o histórico desses profissionais nos respectivos conselhos, avaliem os trabalhos já realizados pelos profissionais e exponham seus sonhos e necessidades àqueles que vão fazer o projeto.

Carlos Alencastre, presidente da AEAARP, lembra que os profissionais habilitados pelos conselhos de classe assumem responsabilidades com as obras. “A responsabilidade técnica resguarda os direitos dos contratantes, preserva a segurança de todos e a qualidade do trabalho”, lista. Além disso, lembra, executar projetos com profissionais habilitados pode significar economia, uma vez que evita o desperdícios de materiais, por exemplo.

O gibi será distribuído nas escolas da cidade, em eventos que a AEAARP promove para comemorar os 70 anos de fundação e entidades que reúnem síndicos e condomínios. Há também versão online no portal www.aeaarp.org.br. As ilustrações são de José Carlos Fecuri e a coordenação editorial é da Texto & Cia Comunicação.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Com média semanal abaixo de 100 mortes, SP volta a patamar de abril

Mesmo com a quarentena mais livre, Dados da Secretaria de Saúde e do Centro de Contingência COVID-19 mostram que índice ficou em 91 óbitos na medição desta quarta

Dória dobra o ICMS para diversos setores no Estado de São Paulo para 2021

Para ajustar as contas do Estado de São Paulo em função da pandemia, o governo de João Dória já elegeu quem pagará as contas: os contribuintes e empresários.

Minions invadem o McDonald’s

Em ação inédita, a nova campanha do McLanche Feliz trará Minions e em dobro

Comércio de Ribeirão e região ganha Marketplace para atrair mais clientes, aumentar vendas e estimular a economia local

Trata-se da expansão do projeto Varejo+, iniciativa da CDL e do SINCOVARP. As duas entidades confirmam o lançamento do Shopping Center Online voltado especialmente à MEIs, micros, pequenas e médias empresas.

“Uber do ônibus” acusa Dória de tentar inviabilizar atividade e protesta em frente à sede do governo

Entre as participantes da manifestação está a Buser, maior plataforma do segmento no Brasil, cotada para se tornar, ainda neste ano, um unicórnio (nome dado às startups cujo valor alcança US$ 1 bilhão).