InícioEspeciaisAgrishowNa abertura da Agrishow foi anunciado credito de R$ 137 mi para...

Na abertura da Agrishow foi anunciado credito de R$ 137 mi para produtor adquirir veículos e implementos agrícolas

- continua após a publicidade -

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, ressaltou a importância do agronegócio para a retomada da economia brasileira, ao anunciar medidas de apoio ao setor produtivo e à inovação tecnológica, durante a abertura da 24ª edição da Feira Internacional de Tecnologia em Ação – Agrishow, no dia 1º de maio de 2017, em Ribeirão Preto. “A Agrishow será um verdadeiro sucesso, com expectativa de 150 mil visitantes em cinco dias de evento”, avaliou.

Na ocasião, Geraldo Alckmin autorizou a concessão de crédito de R$ 167 milhões à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo para investir, por meio do Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista (Feap), em compra de tratores, implementos agrícolas e subvenção a seguro rural, com o objetivo de fomentar o agronegócio no Estado.

Do total, R$ 137 milhões serão destinados aos programas Pró-Trator e Pró-Implemento, que oferecem ao produtor rural condições especiais para a aquisição de tratores agrícolas e diversos implementos agropecuários, com taxas de juros totalmente subvencionadas pelo Estado de São Paulo, ou seja, juros zero.

Também foi autorizada a concessão de R$ 30 milhões para subvenção do seguro rural, um programa que protege o produtor rural contra os prejuízos causados por fenômenos naturais adversos.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

“Assinamos ainda um decreto que estabelece regime especial para a indústria de máquinas, facilitando a devolução do crédito de ICMS. Ao mesmo tempo, estamos ampliando à pessoa física do produtor rural e à empresa rural a utilização deste crédito para a compra de caminhões, furgões e carrocerias da indústria nacional”, informou o governador.

De acordo com o secretário Arnaldo Jardim, a melhor homenagem ao Dia do Trabalho, comemorado nesta data, é mostrar o empenho de todas as frentes do setor agropecuário. “O Brasil é inexoravelmente viável e a Agrishow demonstra, mais uma vez, o verdadeiro sentido do trabalho e da inovação. Seguindo as orientações do governador para a Pasta, discutiremos medidas para promover uma agricultura cada vez mais sustentável buscar a inovação tecnológica”, afirmou.

Entre as principais ações que serão apresentadas pela Pasta na feira, destacou o secretário, estão o lançamento de novas cultivares de cana-de-açúcar, feijão, amendoim e sorgo, do sistema de compras públicas pela agricultura familiar, do tratamento de sementes com terra diatomácea, alternativa aos defensivos químicos e do lançamento do site pelos 50 anos da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati). “Será uma semana de exemplo de perseverança e dedicação que se estenderá ao agro em todo o País”, avaliou Arnaldo Jardim.

Desde a primeira edição da Agrishow, o setor agropecuário passou por importantes mudanças com a incorporação de tecnologias, conforme destacou o prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira. “Atualmente, temos tratores não tripulados, drones que permitem fazer o levantamento de informações. Antes, a nuvem carregava chuvas; hoje a ‘nuvem’ da internet armazena importantes dados para o setor. E a feira é um importante meio para desenvolver o Brasil, diminuir as distâncias sociais, gerar empregos e qualidade na produção. É uma vitrine do setor agropecuário, que é moderno, eficiente, global e sustentável”, destacou.

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Blairo Maggi, ponderou o bom desempenho do setor, informando que tem 61% do território brasileiro preservado, uma área de 19% destinada à pecuária e de 8% à agricultura. “Somos eficientes na agricultura e pecuária, fornecemos alimento a mais de 150 países do mundo. Mas temos a preocupação de garantir que o agro tenha renda suficiente para manter o atual patamar de desenvolvimento em que o setor se encontra”, afirmou.

Para o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária (Faesp), Fábio Meirelles, “a Agrishow demonstra a evolução e a consolidação do setor, que tem contribuído para o desenvolvimento da economia”.

O presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputado federal Nilson Leitão, a feira é desbravadora neste evento tecnológico que faz com que o Brasil seja muito melhor”, afirmou.

O presidente do Conselho de Administração da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), João Carlos Marchesan, “A agricultura é o que é graças ao esforço, empreendedorismo e inovação, que geram aumento de produção e eficiência”, afirmou, citando a contribuição do Instituto Agronômico (IAC), ligado à Pasta, que desenvolveu grande número de cultivares das principais culturas.

Reconhecimento

O evento contou ainda com a entrega de homenagens a empresas associadas à Abimaq que completam 60 e 70 anos e a entrega do Troféu Brasil Agrociência, com o objetivo de estimular obras técnico científicas à sociedade. O pesquisador Romeu Afonso de Souza Kiihl foi o ganhador do troféu, reconhecido pelo estudo da soja e adaptação da cultura à região do cerrado.

Também foi entregue a homenagem “Personalidade Agrishow” à TV Globo, pela campanha “Agro é tech, agro é pop, agro é tudo”. O diretor do Globo Rural e curador da campanha, Humberto Pereira, recebeu a premiação em nome da emissora.

Por: Paloma Minke

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Prefeitura inaugura duas novas escolas de educação infantil

Uma Unidade conta com 319 vagas, sendo 135 para crianças e outra para receber 420 alunos

João Rock anuncia 19ª edição para 11 de junho de 2022

Evento apresentará line-up e iniciará pré-venda de ingressos no dia 26 de outubro

Prainha de Rifaina reabre dia 03 de Novembro

Fechada desde março de 2020, afetou o turismo e comercio, obrigando muitos fecharem em definitivo.

Bolsonaro cria auxílio gás para famílias carentes

Saiba quem tem direito ao beneficio e como solicitar.

Como sempre turminha do PT usam retorica e chama vereadores de ‘machista, racista e elitista’

Por ser mulher e do PT a vereadora exige que seus projetos caminhem mais rápido do que os demais. Com salario e mordomia que recebe ela não faz parte da elite?
- PUBLICIDADE -