InícioEducaçãoVagas disponíveis para o curso de pedreiro revestidor

Vagas disponíveis para o curso de pedreiro revestidor

- continua após a publicidade -

A Escola Municipal de Educação Profissional Básica Dr. Celso Charuri, localizada no Planalto Verde, mantém inscrições abertas, até o dia 8 de julho, para as últimas vagas disponíveis no curso profissionalizante de pedreiro revestidor.

Para se inscrever é necessário ter 18 anos de idade e 4º série de Ensino Básico.
São apenas duas vagas disponíveis no período da tarde (das 13h10 às 18h10).
O início está previsto para o dia 25 de julho.

Para fazer a inscrição basta comparecer à sede da escola Celso Charuri, na Avenida Luiz Galvão César, nº 273, bairro Planalto Verde, com o RG original, no horário das 8h às 11h30 e das 13h às 17h, até o dia 8 de julho.

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (16) 3639-9670 ou 3975-2080.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Confira a programação cultural do fim de semana em Ribeirão Preto

As Belezas Belezas meu Brasil um espetáculo de dança da EDALA, tem ainda Workshop Ho'oponopono, Sarau literário e muito mais confira.

Atlético-MG vence Bahia e volta a ser campeão brasileiro após 50 anos

O Atlético, já como campeão brasileiro de 2021, volta a campo no domingo (5), às 16h, para receber o Red Bull Bragantino no Mineirão, em Belo Horizonte, onde poderá celebrar o título ao lado da torcida.

Passaporte Não: Sob pressão da população Câmara arquiva projeto

Luís Antonio França (PSB) que é contra a liberdade pessoal, tentou emplacar este absurdo, mas a maioria votou pelo arquivamento.

Novas interdições atrapalham o transito na região norte e sul

Nas duas interdições, a Transerp orienta aos condutores que redobrem a atenção e diminuam a velocidade de seus veículos a fim de evitar acidentes.

27 cidades da região já decidiram cancelar o carnaval

Em Ribeirão se depender de alguns vereadores o carnaval devera ser cancelado, mas 8 deles querem o carnaval para comemorar as 3 mil mortes pela doença. Veja quem são.
- PUBLICIDADE -