InícioEducaçãoHistória Centenária da Escola Estadual Otoniel Mota, em Ribeirão Preto, é um...

História Centenária da Escola Estadual Otoniel Mota, em Ribeirão Preto, é um marco para ex-alunos e professores

Motivo de orgulho, projetos desenvolvidos e ex-alunos famosos enaltecem a escola e seus gestores

- continua após a publicidade -

Criada por decreto legislativo de 27 de dezembro de 1906 e inaugurada solenemente em 1º de abril de 1907, a Escola Estadual Otoniel Mota foi o primeiro ginásio do interior e o terceiro do estado de São Paulo.

O projeto arquitetônico de Carlos Rosencranz teve o padrão dos grandes grupos escolares com acréscimo de espaços para biblioteca e laboratório.

A escola integra o conjunto de 126 escolas públicas construídas pelo Governo do Estado de São Paulo entre 1890 e 1930. As unidades se tornaram prédios tombados pelo Condephaat,  em 2010 por meio da Resolução 60, por sua importância cultural, histórica e arquitetônica.

Em 2017, na comemoração do aniversário da escola, foram realizados diversos eventos, incluindo o lançamento do livro “Otoniel Mota 110 Anos”, de Adriana Silva, que conta a história de mais de cem anos da unidade escolar.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

A história da escola se integra com a história de vida e do núcleo familiar da atual diretora Adelcia Edelweiss Cesar Serapião de Souza, que está na direção da EE Otoniel Mota desde 2015.

arquivo

Ex-aluna da própria unidade, ficou encantada em voltar e poder fazer parte daquele que foi o primeiro ginásio de Ribeirão Preto mais uma vez. “Desde que entrei na escola [como diretora], foram inúmeros os desafios enfrentados, mas também grandes foram as satisfações. Através de um trabalho conjunto com a minha equipe gestora, tanto pedagógico e educacional como no bom direcionamento das verbas recebidas, conseguimos recuperar, implementar e manter o bom aspecto físico do prédio escolar”.

O apreço pela escola é sentimento coletivo, compartilhado por ex-alunos e docentes.

“Encontrei também os professores, em sua maioria apaixonados pela escola, como se habitassem um santuário, não apenas professores da ativa como também grupos de ex-professores e alunos que atuavam na escola com projetos maravilhosos. Dentre eles, posso citar as professoras Heloísa Alves, Claudia Cantarella, Rita de Cassia Longo, Cibele Sarkis Carneiro entre outros.”

A história de Adelcia e de sua família, assim como a de outros ex-alunos, está ligada à da escola:

arquivo

“Meu bisavô paterno, Dr Francisco Augusto Cesar, foi um dos primeiros médicos de Ribeirão Preto e professor de Física e Química no “Ginásio do Estado/ Otoniel Mota”; sua filha, minha avó, Irinéa César, formou-se professora na Otoniel Mota; meu pai, Prof. Francisco Augusto Cezar Serapião foi professor de História e Geografia na Otoniel Mota e hoje sou diretora nesta escola.”

Uma referência na cidade e para este núcleo escolar é também a lista de ex-alunos que se tornaram famosos. Estão entre eles os jornalistas José Luiz Datena e Ernesto Paglia, e as atrizes Walderez de Barros e Camila Queiroz. Atualmente estudam nesta unidade 1.784 alunos do Ensino Médio e EJA (Educação de Jovens e Adultos).

Depoimentos

Confira algumas declarações de ex-alunos e professores sobre a escola:

“Em todos os aspectos a Escola Estadual Otoniel Mota foi fundamental na minha formação acadêmica e pessoal. Felizmente, de uns cinco anos para cá, voltei a frequentá-la participando de projetos culturais. No primeiro dia, ao retornar após longo período, senti muita emoção percorrendo suas instalações e diversos colegas, professores, funcionários e fatos ‘despertaram’ do sono induzido pelo tempo.”

Cezar Augusto da Silva Batista (ex-aluno)

“Depois de uma escola assim ninguém mais te engana ao querer cooptar teu sentido político do mundo. Porque sua formação pelo verdadeiro saber é insubstituível. Gratidão imensa a esta grande escola, que pra mim valeu por toda a vida imprimindo em mim valores verdadeiros e perenes.”

Miguel Angelo Barbosa (ex-aluno, artista visual e professor de História da Arte e Pintura)

“Ter sido professora no OM — como os alunos se referem carinhosamente à escola —, foi um privilégio, pois, ao ver esses meninos construírem sua travessia, também eu me reconstruí e ainda me reconstruo ao me recordar de tudo o que no Otoniel Mota aprendi.”

Cláudia Maria Cantarella Silva (ex-professora de Português, aposentada em 2018)

“Na EE Otoniel Mota, no meu retorno como ex-aluno reencontrei coisas muito minhas, que foram as mais puras e gostosas lembranças no período em que nela frequentei, década de 1940, curso ginasial e científico.”

Dr. Camilo Xavier (ex-aluno)

“Nossa escola continua fazendo história. Estudar no Otoniel ou ser professor dessa escola é orgulho para todo cidadão. Sou e vou ser sempre Otoniel. Tenho muito orgulho de ter participado de todos esses momentos.”

Heloísa Alves (ex-professora)

“Enalteço as centenas de alunos, profissionais docentes, gestores, funcionários no geral, que me completaram e me “alimentaram” durante tanto tempo; ali me aposentei e ali me ancoro até hoje, nas suaves e maravilhosas lembranças que me ajudam a entender, e estender minha vida mais um pouco…”

Nei Mendonça (ex-professor e vice-diretor)

“Minha relação com a escola surgiu na infância quando fui estudar no Otoniel, que era sem dúvida alguma a melhor escola de Ribeirão e região. Meus avós, pai e tios estudaram lá também.”

Silvia de Paula Junqueira (ex-aluna)

arquivo

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Organização IYF e empresas parceiras adotam como missão o desenvolvimento social e econômico do país

A essência da responsabilidade social está em adotar atitudes benéficas e proativas para a sociedade e o meio ambiente.

Cerca de 40 mil pessoas não retornaram para receber a segunda dose da vacina contra Covid-19

Dados são Vigilância Epidemiológica, que conclama a população a procurar os postos de vacinação e manter o controle da doença

“Concertos Internacionais” apresenta homenagem a Astor Piazzolla

Concerto será transmitido no dia 23 de outubro, às 19h, como parte das comemorações de 91 anos do Theatro Pedro II

Nogueira quer que você receba agua do Rio Pardo nas torneiras

Hoje a agua do DAERP é do aquífero guarani, uma agua mineral será substituída por aguas do Rio Pardo. Você aprova esta mudança?

Atenção: Alerta para tentativa de golpe contra aposentados

Instituto de Previdência orienta beneficiários a não informar dados pessoais ou bancários
- PUBLICIDADE -