Início Economia Projeto em Ribeirão Preto e Piracicaba beneficia qualidade da produção de leite...

Projeto em Ribeirão Preto e Piracicaba beneficia qualidade da produção de leite na agricultura familiar

- continua após a publicidade -

Produção de 674 mil litros de leite em 240 propriedades está sendo monitorada nas regiões de Ribeirão Preto e Piracicaba com Projeto de Qualidade do Leite. A ação é iniciativa da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo por meio do Instituto de Zootecnia (IZ), da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), em parceria com a Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati). O objetivo é conter os casos de mastite em vacas leiteiras.

Atualmente, o Projeto conta com 60 propriedades rurais de pequeno e médio porte monitoradas por técnicos da Cati e outras 180 propriedades avaliadas sem assistência técnica treinada. Inclui a capacitação de produtores no manejo correto dos animais e na qualidade do leite, objetivando o aumento da produção, da produtividade, a gestão da propriedade e a transferência de tecnologia.

Durante os quatro primeiros meses, não houve diferença entre as fazendas com assistência técnica treinada e as sem. Após o período, 59% do grupo não-treinado foram rejeitados em relação aos parâmetros de qualidade. No grupo com assistência técnica treinada, 49% foram rejeitados.

O Projeto gradualmente está garantindo melhoras na produção e renda do leite, reduzindo os números de contagem de células somáticas (CCS) e contagem bacteriana total (CBT), que causam por exemplo mastite nas vacas.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O médico veterinário do IZ Luiz Carlos Roma Júnior exaltou os ganhos primários da parceria entre Apta e Cati. “As primeiras análises mostraram bons resultados, contribuindo para os pequenos produtores rurais melhorarem a qualidade do leite e consequentemente ter mais produção e renda.”

O Projeto monitorou em um ano o total de 1300 vacas distribuídas em 60 propriedades com assistência técnica treinada. Foram mais de 302 mil litros monitorados em Piracicaba e 372 mil litros em Ribeirão Preto, garantindo produção de leite com qualidade. Até o fim do ano, planeja-se a implantação e expansão do programa para as regiões de Itapetininga e Guaratinguetá.

A agricultura familiar é responsável por grande parte da produção leiteira do Brasil, porém, é necessário se adequar às exigências das indústrias em qualidade mínima para a sua maximização de produção e o aumento das exportações. De acordo com o Instituto de Economia Agrícola (IEA), o Estado de São Paulo produziu 1 trilhão de litros de leite do tipo A e B em 2016.

Por Vinicius Matheus

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Todo sofrimento do torcedor voltou em 2021. Botafogo perde em casa

O Pantera volta a campo na segunda-feira (8), quando enfrenta a Ferroviária, às 19h, na Arena Fonte Luminosa

Curso de Espanhol é oferecido gratuitamente na Funtec

Fundação inicia nova turma com o objetivo de oferecer oportunidade de formação para os alunos encararem o mercado de trabalho

Rede Municipal inicia aulas on-line na próxima segunda-feira

Alunos da Educação Infantil, Ensino Fundamental, EJA e Educação Especial terão o suporte e as ferramentas necessárias para o início das atividades

Daerp suspende atendimento presencial a partir de segunda-feira

Com salários e benefícios garantidos, estes estão entre os defensores do #fiqueemcasa.

Estudo com a população continua vacinação de voluntários em Serrana

É possível prever que o estudo vai alcançar uma alta cobertura vacinal da população adulta do município.
- PUBLICIDADE -