Início Economia Deputados estaduais votaram contra o lockdown em SP

Deputados estaduais votaram contra o lockdown em SP

Paulo Fiorilo (PT) e soldadinho do ditador, Cauê Macris (PSDB), votaram favorável à proposta de lockdown no estado. Lembre-se destes partidos

- continua após a publicidade -

Os deputados estaduais votaram nesta sexta-feira (22) contra as emendas uma delas era a implantação de lockdown no estado.

Todas as emendas foram votadas de uma única vez, como se fossem um bloco.

Foram 72 votos contrários, 4 a favor e 1 abstenção.

Agora, o projeto segue com seu texto original para sanção pelo governador João Doria (PSDB), autor da proposta.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O presidente da Alesp e soldadinho do ditador, Cauê Macris (PSDB), votou favorável à proposta,.

Muitos deputados, ao longo da votação, afirmaram ser contrários ao lockdown e favoráveis à reabertura dos comércios.

Um dos deputados que votou “sim” às emendas foi Paulo Fiorilo (PT), que afirmou ser “contra a hipocrisia.”

arquivo
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -
- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Se­gre­gação: Ma­ga­zine Luiza só contratará ne­gros

Imagine uma loja dizendo “não contratamos negros, apenas brancos”. Isso é crime!, lei 7.716/89 art. 4º,§ 1º.

Lives do final de semana (19 e 20 de setembro)

Os shows presenciais e casas noturnas ainda estão proibidas, então a opção e separar a bebida e os petiscos e escolher a melhor opção

Nasce o Aliança o partido de Bolsonaro

Confira os documentos de petição e despacho. Vem ai o partido de direita que a esquerda tanto teme.

Hospital de Câncer de Ribeirão Preto inicia campanha para compra de novo mamógrafo

Equipamento atual tem mais de 10 anos e precisa de constantes manutenções que tem alto custo

Quais interesses estão em jogo? Lincoln Fernandes é mais um a desistir da prefeitura

Algo estranho e forças ocultas estão agindo nos bastidores, normalmente a luta é para ser candidato, mas este ano vários abandonam o barco. A pergunta é quais interesses?