InícioEconomiaCoronavírus : Presidente e ministros do Uruguai reduzem seus salários

Coronavírus : Presidente e ministros do Uruguai reduzem seus salários

O fundo ainda será abastecido com dinheiro dos salários e dos fundos de pensão de funcionários públicos – inclusive de ex-presidentes. Aqui no Brasil os políticos, poderiam dar sua contribuição, já que nada fazem pela população

- continua após a publicidade -

Corte será de 20% da renda mensal de membros do governo. Medida atinge também parlamentares, funcionários e pensionistas do serviço público. Dinheiro abastecerá fundo para conter impactos da covid-19 no país.

O presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, anunciou na quinta-feira (26/03) que ele, os ministros do governo e os parlamentares do país deverão ter seus salários reduzidos em 20% como uma das medidas para ajudar a combater a pandemia do novo coronavírus.

O dinheiro deverá ser destinado a um chamado Fundo Coronavírus. Segundo Lacalle Pou, além do corte salarial de integrantes do governo e parlamentares, haverá a retenção de 20% do salário de diretores de organizações autônomas e dos serviços descentralizados do país.

O fundo ainda será abastecido com dinheiro dos salários e dos fundos de pensão de funcionários públicos – inclusive de ex-presidentes da República – que recebem mais de 80.000 pesos mensais (o equivalente a cerca de 9.400 reais). A parcela do desconto ainda não foi definida, mas deverá ficar entre 5% e 20% da remuneração mensal desse grupo.

foto ABIN

“Estamos arredondando os números”, explicou o presidente uruguaio. “Queremos dizer com enorme tranquilidade que sabemos que o Uruguai não passa por boa fase e que há inúmeras pessoas que ficaram sem trabalho, inúmeros uruguaios que não têm comida, e que todos temos que empurrar o carro, começando pelos governantes”, acrescentou.

Lacalle Pou enfatizou que o desconto não deverá afetar funcionários do setor da saúde e que, a princípio, as medidas valerão por dois meses – porém, elas poderão ser estendidas se a situação econômica exigir.

foto internet
- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Questionado sobre a economia gerada pelas decisões, Lacalle Pou esclareceu que “não há economia, há gasto”. “Isso é para o povo, é solidariedade pura por parte da sociedade. Isso não tem nada a ver com economia. Quando decidimos tomar essa medida é porque vamos gastar”, declarou o mandatário, que ainda anunciou a distribuição de mais cestas básicas.

Lacalle Pou assumiu a presidência do Uruguai no início de março, dando fim a 15 anos de governos de esquerda no país. O político de centro-direita tem 46 anos, é ex-senador e filho do ex-presidente Alberto Lacalle. Ele prometeu reduzir o déficit público do país, diminuir a criminalidade e realinhar a política externa.

De acordo com contagem da universidade americana Johns Hopkings, o Uruguai tem 238 casos confirmados de coronavírus e nenhuma fatalidade pela covid-19.

foto divulgação

RK/efe/dpa

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Globo perde audiência na TV enquanto Casimiro bate recorde no YouTube em transmissão do jogo do Brasil na Copa

Enquanto a audiência da TV caiu, os números do streamer Casimiro Miguel cresceram, mostrando a força das transmissões on-line neste Mundial.

Vacinados representam a maioria das mortes por covid nos EUA

Números de agosto mostram que mais pessoas vacinadas morreram do que as não vacinadas

Maior vulcão ativo do mundo entra em erupção

É a primeira vez que isso acontece em 40 anos no Havaí, nos EUA

Ri Happy tem mais de 1.800 vagas disponíveis para candidatura gratuita na Catho

Oportunidades são destinadas para diversos níveis e áreas

Alto Comando divulga Carta Aberta: ‘retorno ao estado de direito e à observância de preceitos constitucionais’

O General do Exército Marco Antonio Freire e oficiais da reserva das Forças Armadas subscreveram uma Carta Aberta onde reforçam o comprometimento com a...
- PUBLICIDADE -