InícioEconomiaBares e restaurantes reabrem em 39 cidades do interior paulista

Bares e restaurantes reabrem em 39 cidades do interior paulista

Marília não estaria preparado para reabrir bares e restaurantes, segundo o entendimento do governo de São Paulo. Apesar disso, um decreto municipal da cidade colocou Marília na Fase 4

- continua após a publicidade -

O comércio do setor de alimentação, como bares, restaurantes e lanchonetes reabriu nesta segunda-feira (1º), em 39 municípios do interior de São Paulo, entre eles Marília, Bauru, Jundiaí e Sorocaba. A reabertura será parcial e os estabelecimentos poderão funcionar com no máximo 40% da capacidade e com horário de atendimento ao público de seis horas seguidas. 

A decisão segue ao que foi estabelecido no Pacto Regional, documento assinado pelas prefeituras dessas cidades.

O presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de São Paulo, Percival Maricato, afirma que os estabelecimentos já estão prontos para reabrir, pois esse tipo de comércio sempre precisou seguir regras rígidas dos órgãos de fiscalização. 

“Os bares e restaurantes já têm em seu cotidiano a preocupação com a segurança alimentar, que inclui evitar a contaminação nas mais diversas atividades. Isso é do cotidiano [desses estabelecimentos] que já são fiscalizados pelos órgãos públicos.”

Nesta semana, também entrou em vigor o Plano São Paulo, conjunto de diretrizes estabelecidas pelo governo estadual sobre quais comércios podem reabrir em cada município.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O protocolo dividiu o estado em 17 regiões, conforme a atuação dos Departamentos Regionais de Saúde em determinado conjunto de cidades.

Dessa forma, cada região foi colocada em uma escala que vai de 1 a 5, sendo que cada fase estabelece quais os segmentos que podem reabrir durante a pandemia. A primeira fase é a mais restritiva (apenas o comércio essencial pode abrir) e a quinta fase permite a reabertura de todos os estabelecimentos. 

Segundo o governo de São Paulo, a definição das escalas segue critérios como ocupação de leitos de UTI para pacientes com a Covid-19 e número de internações causadas pela doença.

Apesar das recomendações do Plano São Paulo, cabe a cada prefeitura definir o que pode ou não ser reaberto. 

Flexibilização 

O município de Marília não estaria preparado para reabrir bares e restaurantes, segundo o entendimento do governo de São Paulo. Apesar disso, um decreto municipal da cidade colocou Marília na Fase 4 do Plano São Paulo, o que permite a abertura de estabelecimentos do ramo de alimentação, de academia e shoppings.

A cidade é a única em todo o estado nesta fase. 

O prefeito da cidade, Daniel Alonso (PSDB), defende a medida por conta da falência de diversas lojas da região e diz que será um desafio um aumento de casos do novo coronavírus na cidade e que até esta terça-feira (2) contava com 98 registros da doença. 

“É claro que não dá para ficar 100% aliviado, porque todas essas aberturas acarreta ainda mais responsabilidades, por isso que devemos estar sempre amparados com o parecer técnico científico da Secretaria de Saúde, da Vigilância Sanitária e da Epidemiologia”, afirmou o político.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Vacinados representam a maioria das mortes por covid nos EUA

Números de agosto mostram que mais pessoas vacinadas morreram do que as não vacinadas

Maior vulcão ativo do mundo entra em erupção

É a primeira vez que isso acontece em 40 anos no Havaí, nos EUA

Ri Happy tem mais de 1.800 vagas disponíveis para candidatura gratuita na Catho

Oportunidades são destinadas para diversos níveis e áreas

Alto Comando divulga Carta Aberta: ‘retorno ao estado de direito e à observância de preceitos constitucionais’

O General do Exército Marco Antonio Freire e oficiais da reserva das Forças Armadas subscreveram uma Carta Aberta onde reforçam o comprometimento com a...

Lula faz chantagem com evangélicos: “Ou apoiam as vacinas ou serão responsabilizados”

Em reunião com o grupo da saúde do governo de transição nessa quinta (24), afirmou que é preciso trabalhar para cobrar o apoio de...
- PUBLICIDADE -