Início Economia Ares-PCJ abre concurso para seis cargos

Ares-PCJ abre concurso para seis cargos

- continua após a publicidade -

A agência Reguladora Ares-PCJ está com concurso público aberto para o preenchimento de 6 vagas para cargos de ensino médio e superior. Os salários oferecidos pela autarquia variam entre R$ 2,8 mil, para vagas do ensino médio, e R$ 9,3 mil, para cargos de ensino superior.

As inscrições podem ser feitas somente pela internet no site www.vunesp.com.br e custam R$ 57,00 para os cargos de ensino médio e R$ 83,00 para os cargos de ensino superior. Estão disponibilizadas seis vagas, duas para assistente administrativo, duas para analista de fiscalização e regulação (área contábil e de administração de empresas), uma vaga para analista de fiscalização e regulação (área engenharia civil) e uma vaga para procurador jurídico.

A prova está prevista para ser realizada no dia 16 de setembro de 2018.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Novo viaduto “Profissionais da Saúde” exigiu investimento de R$ 385,2 mil

O novo viaduto “Profissionais da Saúde”, entregue na manhã desta sexta-feira, dia 26, pelo prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira, dentro do Programa Ribeirão...

Sabendo que a justiça vai impedir, Nogueira diz que não cumprirá rebaixamento de Doria

Os deuses do judiciário entrarão em campo e na verdade o que vai valer é o que o ditador Doria definiu, a justiça caçara a decisão do prefeito, que já tomou decisão sabendo.

“Diálogos de procuradores da Lava Jato revelam complô contra família Bolsonaro”

Em nota, O MPF, diz que a fala de procurador foi uma brincadeira entre colegas de trabalho

Doria rebaixa Ribeirão Preto e voltamos para fase vermelha com lockdown a partir das 22 horas

Onde estão os estudos que garantem que isolamento funciona, onde estão os hospitais de campanha, o dinheiro enviado pelo governo federal e vergonha na cara destes políticos?

“O DÓ” – Grávida, deputada Sâmia Bomfim relata ataques: “Já pode abortar”

Ativista e defensora da legalização do aborto e da diversidade de gênero, Sâmia sofreu com comentários como "por favor não mate."
- PUBLICIDADE -