Início Diversos Viradouro é a campeã do carnaval do Rio de Janeiro com enredo...

Viradouro é a campeã do carnaval do Rio de Janeiro com enredo sobre, mulheres guerreiras e descendentes de escravas

Em segundo lugar, ficou a Acadêmicos do Grande Rio, a polemiza e criticada mangueira ficou apenas com a 6a.posição na classificação final.

- continua após a publicidade -

Unidos do Viradouro é a grande campeã do carnaval do Rio de Janeiro. O resultado dos desfiles das escolas de samba do Grupo Especial foi divulgado hoje (26) pela Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), na Praça da Apoteose. Esta é a segunda vitória da escola, que também levou o título 1997.

Com o enredo Viradouro de alma lavada, dos carnavalescos Marcus Ferreira e Tarcísio Zanon, a escola de Niterói resgata a bravura das escravas de ganho do Abaeté, que trabalhavam para comprar a alforria de parentes e amigos.

“Viradouro de alma lavada descreve a valentia e a bravura das mulheres que fizeram parte do início das páginas da história de liberdade do nosso país”, explica a descrição do desfile deste ano.

Em segundo lugar, ficou a Acadêmicos do Grande Rio, com o enredo Tata Londirá – O canto do caboclo no Quilombo de Caxias dos carnavalescos Gabriel Haddad e Leonardo Bora, a escola contou a história de João Alves Torres Filho, o babalorixá Joãozinho da Gomeia, que virou um ícone do candomblé no Brasil.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Os envelopes com as notas das escolas foram abertos na seguinte ordem: fantasias; samba-enredo; comissão de frente; enredo; alegorias e adereços; bateria; mestre-sala e porta-bandeira; evolução; e, harmonia. A pontuação da escola nos quesitos considerou três das cinco notas. Foram descartadas a maior e a menor nota.

As notas foram atribuídas a cada escola pelos 45 jurados do carnaval de 2020. As seis que somaram mais pontos voltam ao Sambódromo no próximo sábado (29), para o tradicional desfile das campeãs. Desfilam, além da Viradouro, Mangueira, Grande Rio, Salgueiro, Mocidade e Beija-Flor.
Rebaixamentos

Foram rebaixadas as escolas Estácio de Sá, com o enredo Pedra e União da Ilha do Governador, com o enredo Nas encruzilhadas da vida, entre becos, ruas e vielas; a sorte está lançada: salve-se quem puder!

Com os dois rebaixamentos este ano, o Grupo Especial volta a ter 12 escolas. A primeira divisão do samba passou a ter 13 escolas depois que os rebaixamentos de 2017 foram suspensos. Paraíso do Tuiuti cairia para a Série A, mas a Liesa decidiu, antes da apuração, que nenhuma escola seria rebaixada devido aos acidentes que ocorreram durante os desfiles da própria Tuiuti e da Unidos da Tijuca.

Ficou decidido em 2017, porém, que duas escolas seriam rebaixadas do Grupo Especial em 2018, o que também não ocorreu. Império Serrano e Grande Rio, que ficaram nas últimas posições, permaneceram no Grupo Especial para 2019.

Com isso, houve 14 escolas nos dias principais de desfiles no Sambódromo do Rio, número que caiu para 13 com o rebaixamento de Imperatriz Leopoldinense e Império Serrano no ano passado.

Águia de Ouro é a grande campeã em São Paulo

Classificação final

1º Viradouro 269,6

2º Grande Rio 269,6

3º Mocidade 296,4

4º Beija-Flor 269,4

5º Salgueiro 269

6º Mangueira 268,9

7º Portela 268,8

8º Vila Isabel 268,6

9º Tijuca 267.6

10º São Clemente 267

11º Tuiuti 266,2

12º Estácio 264,7 (rebaixada)

13º União da Ilha 264,2 (rebaixada)

Confira a letra do samba da Viradouro

Ó, mãe! Ensaboa, mãe!

Ensaboa, pra depois quarar

Ó, mãe! Ensaboa, mãe!

Ensaboa, pra depois quarar

Ora yê yê ô oxum! Seu dourado tem axé

Faz o seu quilombo no Abaeté

Quem lava a alma dessa gente veste ouro

É Viradouro! É Viradouro!

Ora yê yê ô oxum! Seu dourado tem axé

Faz o seu quilombo no Abaeté

Quem lava a alma dessa gente veste ouro

É Viradouro! É Viradouro!

Levanta, preta, que o Sol tá na janela

Leva a gamela pro xaréu do pescador

A alforria se conquista com o ganho

E o balaio é do tamanho do suor do seu amor

Mainha, esses velhos areais

Onde nossas ancestrais acordavam as manhãs

Pra luta sentem cheiro de angelim

E a doçura do quindim

Da bica de Itapuã

Camará ganhou a cidade

O erê herdou liberdade

Canto das Marias, baixa do dendê

Chama a freguesia pro batuquejê

Camará ganhou a cidade

O erê herdou liberdade

Canto das Marias, baixa do dendê

Chama a freguesia pro batuquejê

São elas, dos anjos e das marés

Crioulas do balangandã, ô iaiá

Ciranda de roda, na beira do mar

Ganhadeira que benze, vai pro terreiro sambar

Nas escadas da fé

É a voz da mulher!

Xangô ilumina a caminhada

A falange está formada

Um coral cheio de amor

Kaô, o axé vem da Bahia

Nessa negra cantoria

Que Maria ensinou

Ó, mãe! Ensaboa, mãe!

Ensaboa, pra depois quarar

Ó, mãe! Ensaboa, mãe!

Ensaboa, pra depois quarar

Ora yê yê ô oxum! Seu dourado tem axé

Faz o seu quilombo no Abaeté

Quem lava a alma dessa gente veste ouro

É Viradouro! É Viradouro!

Ora yê yê ô oxum! Seu dourado tem axé

Faz o seu quilombo no Abaeté

Quem lava a alma dessa gente veste ouro

É Viradouro! É Viradouro!

Levanta, preta, que o Sol tá na janela

Leva a gamela pro xaréu do pescador

A alforria se conquista com o ganho

E o balaio é do tamanho do suor do seu amor

Mainha, esses velhos areais

Onde nossas ancestrais acordavam as manhãs

Pra luta sentem cheiro de angelim

E a doçura do quindim

Da bica de Itapuã

Camará ganhou a cidade

O erê herdou liberdade

Canto das Marias, baixa do dendê

Chama a freguesia pro batuquejê

Camará ganhou a cidade

O erê herdou liberdade

Canto das Marias, baixa do dendê

Chama a freguesia pro batuquejê

São elas, dos anjos e das marés

Crioulas do balangandã, ô iaiá

Ciranda de roda, na beira do mar

Ganhadeira que benze, vai pro terreiro sambar

Nas escadas da fé

É a voz da mulher!

Xangô ilumina a caminhada

A falange está formada

Um coral cheio de amor

Kaô, o axé vem da Bahia

Nessa negra cantoria

Que Maria ensinou

Ó, mãe! Ensaboa, mãe!

Ensaboa, pra depois quarar

Ó, mãe! Ensaboa, mãe!

Ensaboa, pra depois quarar

Ora yê yê ô oxum! Seu dourado tem axé

Faz o seu quilombo no Abaeté

Quem lava a alma dessa gente veste ouro

É Viradouro! É Viradouro!

Ora yê yê ô oxum! Seu dourado tem axé

Faz o seu quilombo no Abaeté

Quem lava a alma dessa gente veste ouro

É Viradouro! É Viradouro!

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Coronavírus: Usar mascara é necessário ou moda?

Se você não estiver doente, não deve usar máscara", adverte OMS, Mandetta, orienta todas as pessoas usem máscaras. Você sabe o que fazer?

Conheça peixes que substituem o bacalhau com vantagens

Confira a receita de uma falsa Bacalhoada em vídeo. os peixes frescos apresentam minerais, vitaminas e possuem ácido graxo ômega 6 e ômega 3

Stone abre vagas de emprego em Ribeirão Preto e algumas cidades de São Paulo

As vagas representam uma ótima notícia para profissionais que estejam em busca de recolocação durante a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

Grupo S. Francisco: Hapvida abre mais de 500 vagas temporárias de emprego em área assistencial

( Incrições foram prorrogadas )As vagas são para enfermeiros e técnicos de enfermagem. O Grupo São Francisco possui vagas em Toda região

Após Gusttavo Lima e Jorge e Mateus, veja data das próximas lives

No último sábado (04), novo recorde passou para a dupla Jorge e Mateus, com surpreendentes 3,1 milhões de acessos simultâneos em pouco mais de 4 horas de live
- PUBLICIDADE -