InícioDiversosRibeirão Preto e região permanecem com tudo fechado até 02 de Agosto

Ribeirão Preto e região permanecem com tudo fechado até 02 de Agosto

O grupo formado para administrar a pandemia se mostrou ineficaz, e mostra-se necessário a troca de todos

- continua após a publicidade -

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou que Ribeirão Preto continua na zona vermelha de classificação no Plano São Paulo, que estuda a volta gradual dos municípios de acordo com os dados relacionados ao coronavírus.

26 cidades da região, permanece na fase Vermelha do Plano São Paulo, e segue sem poder abrir o comércio e a prestação de serviços que não são considerados essenciais.

A sexta fase da quarentena agora está prevista para acabar no dia 30 de julho, o que na pratica arrasta até o inicio de agosto o desespero de comerciantes que dificilmente suportarão 150 dias sem arrecadação.

O grupo formado para administrar a pandemia se mostrou ineficaz, e mostra-se necessário a troca de todos

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

Nós já avisamos que aconteceria: 72 casos de hepatite sem motivos no Brasil

Análises reúnem pacientes de dois meses a 16 anos; principais sintomas apresentados são pele e olhos amarelados, febre, vômito e dor abdominal. É só o começo dos efeitos da picada

Maior investidor da bolsa brasileira alerta: “Magazine Luiza vai quebrar”

Quem lacra lucra? : Lulista Magazine Luiza esta sentindo falta das tetas do governo e pode Quebrar. Triste

O nosso adeus a Miguel Liporassi

Ribeirão Preto perde Miguel Liporassi: Não era polêmico nem agressivo, era respeitado pela qualidade, voz e equilíbrio nos comentários. E pela postura com os colegas, leal, ficava longe das intrigas de bastidores.

PREVISÕES DO TAROT EM JULHO DE 2022

As previsões para Julho de 2022, trazem transformação nas finanças, amor, relação familiar

Vice de Lula tem novamente bens bloqueados pelo Ministerio Publico

Justiça Eleitoral determina bloqueio de R$ 11,3 milhões em bens de Geraldo Alckmin no caso Odebrech
- PUBLICIDADE -