InícioDiversosPrefeito fala sobre o lockdown disfarçado em Ribeirão Preto

Prefeito fala sobre o lockdown disfarçado em Ribeirão Preto

Enquanto a prefeitura e a secretaria da saúde, não adotar o protocolo da cloroquina para aqueles que optarem pelo uso do medicamento, tudo mais que o prefeito fala ou faz não passa de politicagem barata, brincando com a vida da população.

- continua após a publicidade -

Enquanto a prefeitura e a secretaria da saúde, não adotar o protocolo da cloroquina para aqueles que optarem pelo uso do medicamento, tudo mais que o prefeito fala ou faz não passa de politicagem barata, brincando com a vida da população.

Na manhã desta terça-feira (7), o capacho do ditador de calça agarrada o prefeito Duarte Nogueira realizou uma coletiva de imprensa para esclarecer as informações sobre as medidas restritivas que foram anunciadas na sexta-feira passada (3), após publicação do Decreto nº 146, e explicou as alterações realizadas.

Enquanto o capacho na prefeitura fazia sua live, no lado de fora ocorria uma manifestação que resultou em confusão e gritaria.

Em relação às lojas de conveniência localizadas nos postos de combustível, a venda de bebidas alcoólicas fica proibida, pelos próximos 15 dias, de segunda a sexta-feira a partir das 18h até o horário de fechamento do local, bem como aos finais de semana.

arquivo
- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

Além disso, a limitação máxima de uma pessoa a cada 20 metros quadrados fica determinada para supermercados, hipermercados e outros estabelecimentos de venda de produtos essenciais.

Também fica proibida a utilização de praças, vias públicas, parques e outras áreas com atividades que possam gerar aglomerações de pessoas, cabendo multa aos infratores, conforme legislações municipais e estaduais em vigência.

“A venda de bebida alcoólica nesses locais é um ponto forte de concentração de pessoas. Sei que é um sacrifício para os comerciantes, mas mantivemos a venda dos demais produtos e pedimos que tenham paciência. Também pedimos encarecidamente às lojas que não façam take out, pois será considerado infração, a fiscalização será mais rigorosa. Abrimos a possibilidade de delivery e drive-trhu, isso continua permitido, mas não permitiremos a presença do consumidor na porta da loja, isso será penalizado com autuação para protegermos a população”, afirmou o chefe do capacho que responde pela alcunha de Duarte Nogueira.

foto ilustrativa


O horário de funcionamento das atividades de alimentação passa a ser das 6h às 20h para os estabelecimentos de venda de produtos essenciais. Já restaurantes, lanchonetes, trailers, pizzarias e similares, com produção de comida pronta, terão seu horário de funcionamento conforme autorizado no alvará, podendo fazer uso de delivery, drive-trhu e take out.

O horário de funcionamento permitido é o mesmo para as atividades ligadas aos setores de: saúde; abastecimento; segurança; comunicação social; instituições financeiras e similares; atividades produtivas de construção civil, agronegócios e indústria.
Em relação às atividades de revendedores de material de construção, revendedores de produtos de limpeza, pet shops, locação de veículos, estabelecimentos comerciais de peças e acessórios para veículos automotores e a integralidade da cadeia de abastecimento e logística, será permitido o funcionamento das 10h às 20h, de segunda-feira a sábado.

Já o comércio e categorias de escritórios poderão abrir das 10h às 20h, de segunda a sexta-feira, das 10h às 14h aos sábados, com fechamento obrigatório aos domingos, mantendo os critérios estabelecidos nos Protocolos Sanitários do Estado de São Paulo.

Fiscalização
Na tarde de segunda-feira (6) houve reunião entre representantes da Fiscalização Geral, Guarda Civil Metropolitana, Vigilância Sanitária e comandantes da Polícia Militar. Ficou estabelecido que serão formadas oito equipes com representantes de cada órgão. A atividade delegada da PM será triplicada, passando de dez para 30 policiais militares.

“A fiscalização será feita de segunda a quinta-feira de manhã e à tarde, às sextas e sábados nos períodos da tarde e da noite, e, aos domingos, em um único período. Serão fiscalizados os principais pontos comerciais em funcionamento irregular, ruas e avenidas, além dos principais pontos de aglomeração. Havendo necessidade, essas fiscalizações poderão receber adicional extraordinário se for necessário por força de ocorrências ou incidências em situação de descumprimento”, disse o prefeito capacho do ditador.

As autuações serão feitas com base nos códigos sanitários municipal e estadual, bem como no código tributário municipal. O valor poderá variar de 10 a 182 UFESP, ou seja, de R$ 276,10 a R$ 5.025,02 por infração.

arquivo

Casos em Ribeirão Preto
Na segunda-feira, a Secretaria Municipal da Saúde registrou 5.998 casos, 186 mortes, 3,1% de letalidade e 26,45 mortes para cada 100 mil habitantes. Desde o dia 30 de junho, a cidade vinha registrando mais de 90% de ocupação dos leitos de UTI, no entanto, este número caiu para 89%.

“A maioria das pessoas entendem o que estamos vivendo, que é um momento de respeito não só aos indivíduos, mas a cada cidadão da nossa cidade, às famílias que perderam 186 vidas, essas 186 histórias que não vão voltar mais. Aos seis mil infectados que, graças a Deus, não tiveram problemas mais graves e tiveram a oportunidade de se tratar com profissionais que se dedicam 24h por dia, se sacrificam diuturnamente sem esperar reconhecimento. Vivemos um momento de entender a importância de ter responsabilidade e união”, enfatizou o capacho na prefeitura Duarte Nogueira.

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
.
publicidade

PREVISÕES DO TAROT EM JULHO DE 2022

As previsões para Julho de 2022, trazem transformação nas finanças, amor, relação familiar

Vice de Lula tem novamente bens bloqueados pelo Ministerio Publico

Justiça Eleitoral determina bloqueio de R$ 11,3 milhões em bens de Geraldo Alckmin no caso Odebrech

Multas no corredor de onibus da Vargas começa nesta Segunda-feira (4)

Conforme o Código de Trânsito Brasileiro, transitar pela faixa exclusiva de ônibus é considerada infração gravíssima, com multa de R$ 293,47 e perda de sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Congresso mundial online reunirá milhões de pessoas para falar sobre “paz”

Como sentir paz e tranquilidade apesar dos desafios provocados pelo aumento do custo de vida, da violência, dos desastres naturais, do ódio e das guerras?

Cai quem quer: Rio de Janeiro confirma quinto caso de varíola dos macacos

A Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro confirmou hoje (29) o quinto caso de varíola dos macacos (monkeypox) no estado. Segundo nota divulgada pela...
- PUBLICIDADE -