Início Diversos Dr.Gustavo Mantovani Ruggiero fala tudo que a mídia não contou

Dr.Gustavo Mantovani Ruggiero fala tudo que a mídia não contou

Gostaria de sugerir a leitura desta matéria, escrita por um medico em atividade no HC de SP. Se você esta em pânico, ou se acredita que é tudo muito estranho, o texto é esclarecedor. Leia e se concordar ajude compartilhando o que a grande mídia não conta.

- continua após a publicidade -

Formação e ocupação profissional

  • Chefe da equipe de cirurgia da mão do São Paulo Hand Center e coordenador da Equipe de Cirurgia da Mão do Serviço de Artroscopia e Ortopedia do Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo.
  • Formado em medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, com residencial médica em Ortopedia e Traumatologia e especialização em Cirurgia da Mão e Microcirurgia pela Santa Casa (Pavilhão Fernandinho Simonsen).
  • Membro fundador da Sociedade de Microcirurgia e Cirurgia Endoscópica Robotica (RAMSES- Robotic Assisted Microsurgery and Endoscopic Surgery Society), com sede na Flórida, EUA.
  • Atual presidente da Sociedade Europeia de Artroscopia de Punho (EWAS- European Wrist Arthroscopy Society), e instrutor dos cursos de Artroscopia de Punho Básico e Avançado da EWAS no IRCAD Strasbourg, França, desde 2007.
  • Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão (SBCM).
  • Desde 2010 é diretor de programa de Treinamento IBRA – (International Bone Research Association), com sede em Basel, Suissa, coordenando estágios internacionais em cirurgia da mão no Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo.
  • É diretor do curso anual teórico e prático de artroscopia de punho e cotovelo do IRCAD America Latina, em Barretos, SP.

Acho que demorei um pouco pra postar alguma coisa sobre o Coronavírus.
Mas vamos lá.

Coronavírus: Chegou a hora, não aguento mais ficar quieto.

Desde o começo estou naquele pequeno grupo que acha tudo muito estranho é muito exagerado…

O vírus nunca foi tão “mau” como pintaram… o estrago que fez na Europa e nos EUA foi pela velocidade de propagação dele, não pela sua letalidade ou mortalidade… muita gente doente ao mesmo tempo, a pequena porcentagem de casos graves acabavam sendo um número muito grande, que sobrecarregava o sistema de saúde… esse sempre foi o problema desse vírus…

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

No gráfico abaixo mostra casos investigados de COVID 19 e outras doenças respiratórias, e a linha preta o total. Não batem os números

boletim oficial

Carnaval já tínhamos 6 casos e milhares de assintomáticos

Então fomos todos pra medidas de restrição social e a tal quarentena horizontal… tarde, pois tivemos o Carnaval aqui já com 6 casos confirmados… imaginem os não confirmados e os contatos que eles fizeram em 1 semana mais ou menos que estiveram assintomáticos…

arquivo

Bom, fomos para quarentena, e no meio de uma verdadeira guerra política, todos contra Bolsonaro… primeiro porque já tem os 10% de ELENAO convictos de sempre na população, e depois por toda a mídia e todos políticos do sistemão antigo serem contra ele… Então percebemos que absolutamente tudo que fosse vinculado ao presidente era combatido, até uma promissora droga, que agora se mostrou muito eficiente entrou na polarização ideológica…

Vimos até renomados médicos falarem mal da tal droga, mas na hora do aperto usarem ela… é um deles ainda fez pior, tentando esconder que usou!!

O gráfico abaixo mostra o numero oficial disponível (em verde) e os numero de UTIs, ocupados com todas as doenças incluindo o COVID. (Números da cidade de SP)

boletim oficial

Manaus usando o remédio como veneno

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Vimos depois um estudo científico assassino feito em instituições públicas em Manaus dando este remédio em doses cavalares pra dois grupos de pacientes (um com dose pra cavalo e outro com dose pra elefante) pra concluírem que os efeitos colaterais do remédio eram fatais!!

A que ponto chegamos, mataram pessoas como cobaias pra criarem uma narrativa e manchetes em jornais de todo mundo dizendo que a “droga de Trump e Bolsonaro” matava por efeitos colaterais!!

Isso sim chega perto do Nazismo que a maioria “zurra” por aí…

internet

Enfim, a cada dia , a cada semana ficou claro pra mim que não dava pra confiar nem aproveitar uma palavra do que saía da mídia impressa, falada ou televisiva (exceto nas ilhas de lucidez do comentarista Caio Coppola na CNN), e que deveria buscar informações, como sempre, em blogs, grupos de WhatsApp e Twitter…

Como médico e trabalhando no maior hospital privado do país, a Beneficência Portuguesa, tinha acesso aos dados do hospital sobre a crise, e acesso a vários grupos médicos de WhatsApp que também estavam nas portas dos hospitais e lidando próximo com o problema.

Assim encontrei o termômetro ideal da crise, pois o único dado que não havia como mascarar, esconder, inflacionar, era o dos pacientes reais chegando aos hospitais com suspeitas, quadros leves, quadros moderados, ou quadros graves necessitando UTI…

Enfim, era a ponta do problema, o objetivo de toda essa comoção, evitar o colapso hospitalar… e onde teríamos os números mais próximos da realidade, já que a maioria das pessoas doentes estariam assintomáticas, e exames na população geral aqui seriam inviáveis…

Bom, temos praticamente 1 mês de monitoramento, do hospital que trabalho e diversos outros hospitais, a maioria privados e alguns públicos, e todos apresentam curvas e dados proporcionalmente muito semelhantes.

Os números abaixo mostram a curva do Brasil e outros países.

boletim oficial

Vemos na realidade dos hospitais números muito mais baixos do que os esperados e dos que vimos em outros países… tivemos uma pequena curva de casos e a mesma se estabilizou e está em queda…

Observando os dados do governo do estado e da cidade de SP observamos o mesmo padrão…

Concluindo todos os número mostram a estabilização e declínio na curva de casos, de internações, de óbitos…

Os números de casos (que podem ser manipulados ) cresceram mas já mostram declínio, já o caso de mortes (mais difícil manipular) mostram infinita diferença na curva.

boletim oficial

Para os torcedores do vírus são números horríveis

Parece que enfim o que tivemos foi mesmo a tal “gripezinha”… claro que mortes são tristes e trágicas, não importam o número, e me compadeço dos que perderam entes queridos nesta crise… mas felizmente foram muito menos pessoas do que previram, e transformaram em piada os órgãos de imprensa que noticiavam apocalipses há menos de 1 mês atrás.

Postarei os gráficos atuais da cidade de SP e pra qualquer leitor mediano de gráficos, a conclusão é lógica: o pior já passou.

A dúvida atual é: ERA SÓ ISSO? Ou pode vir mais ainda?

A única forma de saber agora é aumentar a exposição da população… caso contrário ficaremos eternamente dentro de casa, vendo uma linha de gráfico horizontal e reta seguindo impávida no seu plano cartesiano…

A ÚNICA conclusão e decisão ERRADA, e completamente sem sentido agora seria manter tudo como está…
E pasmem, foi o que o governador e prefeito de SP fizeram.

Qualquer outra modalidade de distanciamento, de prevenção, poderia ser discutida, ponderados é estabelecida… a única coisa sem sentido é manter tudo como está ou ainda sugerir que teria que aumentar está restrição….

Esta conclusão deixo anexada aqui junto aos gráficos e está neste relatório feito pelo grupo gestor da crise.

Não dá pra imaginar outra finalidade em manter as coisas como estão se não o objetivo explícito de agravar a crise econômica e política que associada às medidas absurdas da Câmara dos Deputados, tendem a comprometer cada vez mais o governo Federal e Jair Bolsonaro até sua inviabilização completa e seu insucesso.

Gráfico em azul números confirmados, em vermelho casos fatais.

boletim oficial

Portanto pra mim já ficou claro como dia que , esta crise foi exagerada pela mídia com forte viés político, tomamos medidas iniciais duras e corretas (pecar por excesso frente uma ameaça desconhecida é sempre bom), mas o que deveria ter sido discutido tecnicamente e cientificamente ao longo das semanas subsequentes, para ponderar alternativas, avaliar as drogas disponíveis, enfim adequar a “dose” do remédio as reais necessidades do doente (Brasil, São Paulo, ou qualquer estado), foi completamente negligenciado pelo Ministro da Saúde, e a situação foi aproveitada por centenas de governadores e prefeitos

Desestabilizar politicamente o presidente abalando a economia do país, ou simplesmente ROUBAR MUITO com o estado de
Emergência e a oportunidade de gastos sem controle.

Voltando a questão da epidemia, como médico, vou assumir aqui uma opinião bem forte e polêmica…

foto internet

Para mim ESSA EPIDEMIA JÁ ACABOU.

Posso estar errado, mas tenho meus argumentos.

O único motivo que justificaria esta queda da curva ser “falsa” e ainda termos chances de um novo pico da doença, seria se houvesse um efeito dramaticamente positivo de uma quarentena extremamente eficaz… e então haveria o risco de muita gente ainda não contaminada na saída da quarentena propiciar um novo surto da doença…

Frente a esta hipótese sabemos que nossa quarentena foi muito “meia boca”… primeiro por que começou após o Carnaval quando já tínhamos o vírus presente no país... segundo por que está estimada nos recentes monitoramentos de celulares em 50% de reclusão... terceiro por que tb sabemos como é impossível o distanciamento social nas periferias e em classes sociais mais baixas e como a vida está seguindo quase normal nestas areas… então difícil imaginar que tivemos este sucesso a ponto de baixar a curva aos níveis atuais SÓ POR CAUSA DA QUARENTENA.

Em segundo lugar, corroborando o primeiro argumento, mesmo na Itália se observou a persistência da elevação da curva após 2 semanas de um lock-down muito mais rigoroso que o nosso...

Então resta apenas acreditar que o que estamos presenciando é realmente TUDO que o Coronavírus tinha pra oferecer aqui pra gente… que mais de 50% da população geral já deva ter tido contato, via Carnaval e via uma quarentena “meia boca” e com isso e efeito de “imunização de manada” está controlando naturalmente a epidemia…

E por que isso? Por que tivemos essa sorte? Por que não aconteceu aqui o que aconteceu na Itália, Espanha, EUA?

Bom, resta somar uma grande lista de fatores que nos beneficiaram:

  • – Temos muito menos idosos por nossa pirâmide demográfica. Aqui são 8% da população acima de 65 anos, na Itália por exemplo são 22%.
  • – Temos menos pessoas com Obesidade Mórbida, Diabetes e comorbidades que os EUA, e lá são estas pessoas que estão lotando os hospitais e morrendo.
  • – Estamos no Verao-Outono com média de temperatura acima de 25 graus, o vírus se propaga e infecta mais entre 8-10 graus. Todos países abaixo do equador tem curvas similares a nossa, bem baixinhas… Austrália, África do Sul, Chile…
  • Não fomos pegos de surpresa como Itália e Espanha, e fizemos a quarentena (mesmo meia boca) um pouco mais cedo que eles
  • Já dispúnhamos de mais conhecimento da doença e usamos melhores terapias evitando mais mortes e mais contágio, e aqui SIM, a Cloroquina pode ter feito alguma diferença, bem como os protocolos de ventilação e drogas nas UTI’s que já tinham evoluído com erros e acertos na China e Itália.
  • Países com política de vacinação universal pra BCG, como nós, tiveram menor impacto (EUA, Itália e Espanha não tinham)
  • – a Vitamina D é fator protetor, e países com maior insolação tem população com mais vitamina D (O sol produz vitamina D no corpo)
  • Fator Genético desconhecido, mas que aparenta existir, em ter maior suscetibilidade. Os gráficos mostram uma prevalência significativa de pessoas brancas com os quadros graves e óbitos, que são maioria na Europa e EUA, enquanto aqui a miscigenação racial pode ter tido efeito protetor da nossa população.
  • Menor densidade demográfica, somos um país continental, muito menos pessoas em média por Km2 que na Europa.
  • Sistema de saúde com mais número de leitos de UTI por habitante que da Itália… apesar que nem chegamos perto ainda da ocupação máxima das UTIs, então este fator nem chegou a fazer diferença…
divulgação

Enfim, são inúmeros fatores que podem mesmo explicar que tenhamos passado por essa crise tranquilos, e que tenhamos tido mesmo apenas uma marolinha… Isso seria uma bênção incomensurável para um mundo Pós-Covid, e poderia nos agraciar com uma vantagem econômica gigantesca é um papel importante mundial, inclusive na ajuda dos outros países…

Isso SE… nossos governadores e prefeitos tiranos, gananciosos, e corruptos, não mantiverem uma atitude ignóbil de nós manter fechados tomando uma quimioterapia para um Câncer que não tínhamos… e nos matem com este tratamento.

SP 18/04/2020 Gustavo Mantovani Ruggiero

foto ebc

Texto retirado das redes sociais do profissional
Algumas frases e palavras com abreviações, são comuns em redes sociais, e profissional apenas apresentou dados de seu conhecimento profissional
A formação e cargos no inicio da matéria, foi pesquisa do portal @emribeirao

Mesmo com a curva em queda e casos controlados, pedem medidas mais severas. Tire suas conclusões São Palavras de um profissional renomado, em atividade com acesso a informações oficiais

foto arquivo

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Iguatemi anuncia 1ª edição do projeto Iguatemi Kids por O Pequeno Colecionador

A iniciativa tem o objetivo de conectar as famílias por meio da cultura e do fazer artístico.

Ribeirão Rodeo Music anuncia data da edição 2021 e programação com grandes nomes do universo sertanejo

O evento, que acontecerá entre os dias 17 e 24 de abril, terá Marília Mendonça, Zé Neto & Cristiano, Gusttavo Lima entre outras atrações de destaque

Pelé representou “o talento absoluto do futebol brasileiro”

Aniversário do Pelé: rei do futebol completa 80 anos neste dia 23 de outubro

Apoiado pelo Papa Francisco, Cartórios de São Paulo registraram quase 24 mil uniões civis homoafetivas

Os números divulgados pelo IBGE mostram que os casamentos homoafetivos vem aumentando ano a ano desde sua regulamentação, com crescimento ainda mais considerável nos últimos anos

Vanderley Caixe (PC do B) tem candidatura cancelada

Essa foi a terceira impugnação imposta pela Justiça Eleitoral.