Início Diversão Bares O melhor chopp do Brasil

O melhor chopp do Brasil

- continua após a publicidade -

Funcionários escolhidos a dedo pelos diretores da fábrica de bebidas Antarctica fizeram em segredo uma canalização subterrânea, capaz de levar chopp geladíssimo da indústria até uma cervejaria que seria inaugurada no centro da cidade.

O trabalho durou muito tempo, mas quando a cervejaria abriu as portas para o público com o nome de Pinguim, por sinal com o mesmo símbolo da fábrica de cerveja Antarctica, as pessoas que experimentaram a bebida ficaram extasiadas.

A partir daí, o chopp de Ribeirão Preto conquistou a população, ganhou fama nacional e internacional e entrou para a história.

- CONTINUA DEPOIS DE PUBLICIDADE -

O novo ponto turístico da cidade

Recebia desde artistas e esportistas a políticos e presidentes da República.

A marca ampliou seus horizontes passando a ser conhecida também no exterior, difundindo a famosa história do “chopeduto” que ligava a casa até a cervejaria localizada a algumas quadras.

Em 1977, nascia a segunda casa, o Pinguim II, localizado na esquina em frente, bem ao lado do majestoso Theatro Pedro II, no chamado “Quarteirão Paulista”.

Fato que ocorre nos dias de hoje, sendo uma tradição turistas famosos ou anônimos ao visitarem a cidade, fazer a visita ao local algo obrigatório, e não e incomum encontrar artistas, políticos e jogadores de futebol.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

O prédio onde esta instalado já tem muita historia.

Em meados da década de 30, Ribeirão Preto, diversificava suas atividades e já mostrava vigor após o crash da Bolsa de Nova York, em 1929, que tirara poder político, mas não o charme da capital do café.

Um imponente prédio, o Edifício Diederichsen, um dos principais do interior do Brasil, estava sendo construído no coração da cidade.

Antes da inauguração oficial deste marco arquitetônico de Ribeirão, em 1937, um misto de bar com chopperia abria sua portas no térreo do edifício em acabamento, no dia 29 de agosto de 1936, sem grande alvoroço, bem na esquina das tradicionais ruas Álvares Cabral com General Osório.

Milhões de tulipas todo ano.

Com mais de sete décadas de história, o Pinguim atualmente recebe cerca de 1,5 milhão de clientes por ano e vende neste período aproximadamente 4 milhões de tulipas de chopp. o Pinguim continua fazendo verão, agora não somente em Ribeirão Preto, mas também em Belo Horizonte, habitando a memória e o coração de seus clientes.

A lenda continua sem resposta.

Eu pessoalmente tenho um tio que trabalhou na montagens dos maquinários da cervejaria antártica, que vieram em sua maioria da Alemanha, e tinha seus diretores e principais responsáveis de origem alemã.

O senhor Wiermann me contava que era verdade, centenas de metros saiam direto dos barris da fabrica para as torneiras da choperia.

Lembro ainda antes de sua morte o dia em que ele me mostrou uma caixa de ferramentas, todas de fabricação alemã e que muito fizeram para que a fabrica funcionasse sem interrupção.

Mas hoje a antiga fabrica esta sendo demolida e dará lugar a um shopping e a duvida ficara.

Eu pessoalmente acredito na lenda, e você?

Veja mais notícias de Ribeirão Preto e Região no Em Ribeirão

publicidade
publicidade

Se­gre­gação: Ma­ga­zine Luiza só contratará ne­gros

Imagine uma loja dizendo “não contratamos negros, apenas brancos”. Isso é crime!, lei 7.716/89 art. 4º,§ 1º.

Lives do final de semana (19 e 20 de setembro)

Os shows presenciais e casas noturnas ainda estão proibidas, então a opção e separar a bebida e os petiscos e escolher a melhor opção

Nasce o Aliança o partido de Bolsonaro

Confira os documentos de petição e despacho. Vem ai o partido de direita que a esquerda tanto teme.

Hospital de Câncer de Ribeirão Preto inicia campanha para compra de novo mamógrafo

Equipamento atual tem mais de 10 anos e precisa de constantes manutenções que tem alto custo

Quais interesses estão em jogo? Lincoln Fernandes é mais um a desistir da prefeitura

Algo estranho e forças ocultas estão agindo nos bastidores, normalmente a luta é para ser candidato, mas este ano vários abandonam o barco. A pergunta é quais interesses?